Skip to content

23/08/2017

728x90

GIF_728x90px

buriti 2

Telefone em Luís Eduardo Magalhães: 77-3639-5300

buriti 1

marabá 52

 

 

LEM: amanhã, quinta-feira, algumas ruas da cidade ficarão 6 horas sem energia

23/08/2017

A Coelba informa que o fornecimento de energia elétrica será temporariamente interrompido na Quinta – feira, dia 24 de Agosto de 2017, das 08h45min às 14h45min, nos seguintes logradouros: Rua 13 de Maio, Rua Juscelino Kubistchek, Rua Piedade, Rua T, Zona Rural, do município de Luís Eduardo Magalhães. 

O desligamento será necessário para que os técnicos da empresa realizem os serviços de melhoramento na rede elétrica com segurança. A interrupção programada, excepcionalmente, poderá ser cancelada sem aviso prévio, caso as condições atmosféricas não permitam a realização dos trabalhos ou ocorra alguma situação de contingência que
impossibilite as manobras para desligar a rede elétrica.

Para evitar acidentes, a Coelba recomenda que eventuais reparos nas instalações elétricas internas ou em equipamento sejam feitos com a chave geral desligada e os aparelhos retirados das tomadas mesmo durante o período da interrupção de energia, pois o fornecimento pode ser restabelecido antes do horário previsto.

Ligue para o 0800 071 0800 ou consulte o site http://www.coelba.com.br e obtenha maiores informações.

Plenário encerra sessão de hoje e adia votação da reforma política para esta quarta-feira

22/08/2017

Por falta de acordo, a votação da reforma política foi adiada para esta quarta-feira (23), em sessão do Plenário da Câmara dos Deputados marcada para as 9 horas.

A sessão extraordinária que havia sido iniciada há pouco para analisar a proposta (PEC 77/03) foi encerrada logo em seguida.

Aroeira, flagrando a vida real com humor

22/08/2017

Lá está um corpo no chão: tiroteio e morte no Jardim das Acácias

22/08/2017

Um individuo conhecido como Godela – Bruno Santos Batista, de 21 anos, morreu baleado, por volta das 20 horas, no Jardim das Acácias. Os assassinos, uma dupla de meliantes que chegou a pé, não foram identificados. Godela tinha uma extensa ficha criminal como ladrão e traficante de drogas.

Segundo Sigi Vilares, Godela saiu correndo, mesmo baleado, e se refugiou numa distribuidora de bebidas fronteira à praça principal do bairro, onde acabou morrendo.

O SAMU 192 que atendeu o chamado de populares só pode constatar o óbito.

Veja a suspeição levantada pela PGR contra habeas corpus do ministro Gilmar Mendes

22/08/2017

No link abaixo o leitor poderá ler, na íntegra, a arguição ao Supremo Tribunal Federal de Impedimento, Suspeição e Incompatibilidade, proferida pela Procuradoria Geral da República, no habeas corpus,  que libertou o “rei do transporte coletivo”, Jacob Barata Filho.

O arguido no caso é o ministro Gilmar Mendes, relator do habeas corpus, que reformou a determinação da 7ª Vara Criminal da Justiça Federal, do Rio de Janeiro, pela prisão preventiva do acusado.

Veja aqui o documento na íntegra.

Agricultores voltam a protestar contra o Funrural e interditam rodovia na Bahia

22/08/2017

Máquinas agrícolas atravessadas na BA-460 e agricultores com faixas a favor do PRS 13/2017, contrária ao Funrural. Este foi o cenário, na manhã desta terça-feira (22), na comunidade de Placas (região agrícola de Barreiras), oeste da Bahia. Esta é a quarta manifestação, em menos de um mês, organizada pelos agricultores e entidades representativas do agronegócio da região, incluindo a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba). Antes, Luís Eduardo Magalhães e a comunidade de Coaceral, também realizaram protestos.

Os produtores rurais pedem, principalmente, o voto favorável dos senadores da Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal (CCJ) ao PRS (Projeto de Resolução do Senado) nº 13/2017. O Projeto, que entra pela quarta vez na pauta de votação nesta quarta (23), é de extrema importância para o setor agrícola, pois suspende a execução de dispositivos da Lei Orgânica da Seguridade Social (Lei 8.212/1991 – LOAS), regulamentadores da cobrança do Funrural.

“Estamos nos mobilizando toda a semana para chamar a atenção do governo federal, principalmente dos senadores, que irão votar o PRS 13/2017 nesta quarta. O Funrural, da forma que está sendo conduzido, torna-se uma cobrança injusta ao produtor rural, e vai prejudicar, não só a agricultura, como também outros setores da economia e o consumidor que irá sofrer com o aumento dos produtos”, avaliou o vice-presidente da Aiba, Luiz Pradella.

Na semana passada, o Projeto iria ser votado, mas um pedido, por parte da senadora Simone Tebet (PMDB/MS) para análise do texto, adiou a votação para esta semana. Representantes da Aiba e outras entidades da região, acompanharão a sessão da Comissão de Constituição e Justiça – CCJ nesta quarta, em Brasília.