Pular para o conteúdo

10/07/2020

uniasselvi

No Cazaquistão, pneumonia mais letal que a Covid-19, está matando milhares de pessoas.

10/07/2020

Astana, capital do Cazaquistão.

A embaixada da China no Cazaquistão emitiu um alerta aos cidadãos chineses que vivem no país sobre uma pneumonia local que tem taxa de mortalidade mais elevada do que a Covid-19. O comunicado foi publicado nesta quinta-feira, e, segundo o texto, a origem da doença ainda é desconhecida.

Segundo o site da revista Veja, a embaixada aponta que a pneumonia já matou 1.772 pessoas nos primeiros seis meses de 2020. Dessas, 628 morreram no mês de junho.

Os diplomatas chineses informaram que as autoridades do Cazaquistão já iniciaram pesquisas para entender o comportamento da síndrome, e ainda não há sinais de que ela esteja relacionada ao coronavírus.

O Ministério da Saúde do Casaquistão, por meio de comunicado divulgado nesta sexta-feira (10), reconheceu a existência da pneumonia, mas nega que a origem do surto seja desconhecida.

Ainda assim, o ministro da Pasta alega que o número de infectados por essa pneumonia já é de duas a três vezes maior do que os registros da Covid-19 no país asiático.

O governo Cazaquistão afirmou que vai publicar os casos a partir da próxima semana para que cientistas e autoridades médicas possam acompanhar a evolução do surto.

A tragédia do século, sem precedentes na história do Brasil moderno.

10/07/2020

Imagine, caro leitor, o que significaria a queda de 6 aviões Boeing 737-800, cada um com mais de 200 passageiros, caindo todo dia, numa bola de fogo e matando todos os passageiros e tripulantes. Agora imagine uma sequencia de repetição desses desastres, todos os dias, durante 120 dias.

Quantos se desesperariam ao ponto de invadir as pistas dos aeroportos para não permitir mais decolagens. Os donos de empresas aéreas e os dirigentes da ANAC teriam sido arrastados pelas ruas rumo ao patíbulo.

Ninguém conceberia uma sequência de tragédias como essa.

Pois isto é o que está acontecendo na saúde, onde um Ministério sem pilotos e navegadores e um governo sem rumos, assiste, impassível, uma tragédia sem precedentes nos últimos 100 anos.

Haddad: tentando entender o Brasil de hoje.

10/07/2020

Fernando Haddad, há 2 horas no Twitter:

“Mais uma chance de você entender o Brasil:

-Dois membros do MBL são presos em operação contra lavagem de dinheiro em SP

-Conselho do MPF abre nova investigação contra Deltan, inclusive sobre relação da Lava Jato com o FBI

-Presidente do STJ sacrificou férias para soltar Queiroz

Eu entendo, Professor. O vírus que tornou possível essa pandemia no Brasil se chama Bozovírus-17. O resto se explica pela sua ação deletéria.

Hoje é o Dia da Pizza nos supermercados Marabá

10/07/2020

 

A Justiça x Bolsonaro x Facebook.

09/07/2020

Queiroz: a maior delação de 2020 evaporou-se no ar.

Com o Fabrício Queiroz livre e a mulher, fugitiva, mas também livre de ser presa e o bolsonarista de primeira água, sonegador Ricardo Nunes, da Ricardo Eletro, igualmente liberado da prisão, Jair Bolsonaro tem pouco a reclamar da Justiça.

Hoje ele resolveu falar do Facebook, que extinguiu as páginas falsas da sua militância.

Calma, Jajá, que tudo se resolverá. Agora que o Centrão Tabajara está te ajudando a governar, seus problemas acabaram.

ANTT concede direito de linha para Novo Horizonte entre Goiânia e Barreiras

09/07/2020

A Superintendência de Serviços de Transporte Rodoviário de Passageiros da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT autorizou por meio da Portaria nº 424 o pedido da empresa Viação Novo Horizonte Ltda para a implantação da linha Goiânia (GO) – Barreiras (BA).

Estão incluídos os seguintes mercados, como seções:

I – De: Goiânia (GO) e Anápolis (GO) Para: Barreiras (BA), Santa Maria da Vitória (BA), Serra Dourada (BA); e

II – De: Brasília (DF), Formosa (GO), Alvorada do Norte (GO) e Posse (GO)

Para: Santa Maria da Vitória (BA).

Os traidores da Pátria estão cercados, por decisão do STF.

09/07/2020

Joaquim Silvério dos Reis, o delator dos inconfidentes.

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, determinou que os procuradores compartilhem todos os dados já colhidos pela operação com a Procuradoria Geral da República.

Com isso, o ministro atende a um pedido da PGR, hoje comandada por Augusto Aras, que apontava “resistência” de procuradores em compartilhar informações colhidas em investigações.

A decisão atinge forças-tarefas em Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro.

A hora que chegarem ao conhecimento das autoridades de Justiça que os procuradores da Lava-Jato faziam escutas telefônicas clandestinas e não autorizadas de altas autoridades da Repúblicas, compartilhando-as com o FBI e outras órgãos de espionagem norte-americanos, será jogada a última pá de cal na vala comum da Operação.

Crime de alta traição merece fuzilamento no paredão. Apátridas como Calabar e Silvério dos Reis merecem castigo capital.

Quase 70 mil mortes e 1,75 milhões de contaminados. Está bom assim ou vai piorar?

09/07/2020

Boletim foi atualizado na tarde desta quinta (9/7) pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

De acordo com a última atualização do boletim feito pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nesta quinta (9/7), o Brasil tem, até o momento, 1.755.779 casos confirmados de coronavírus e 69.184 mortes decorrentes da doença.

Nas últimas 24h, foram registrados mais 42.619 diagnósticos e 1.220 falecimentos.

Bahia, terra da melancolia

A Bahia se aproxima da marca dos 100 mil infectados pelo novo coronavírus. O boletim desta quinta-feira (9) da Secretaria da Saúde Estadual (Sesab) informa que nas últimas 24 horas foram registrados 2.783 casos de Covid-19, com isso a Bahia chegou aos 98.319 casos confirmados desde o início da pandemia. Quanto às mortes, o número é de 2.328, sendo 51 registradas somente nas últimas 24 horas.  

Bolsonaro anda em companhia de cabareteiros da pior espécie.

09/07/2020

Amarildo

O Antagonista, agora há pouco:

“O conselheiro-geral da República se chama Gilberto Kassab, preside o PSD, avalizou dois ministros em um mês, ajudou a calar a matraca presidencial e – milagre dos milagres – ainda escapa incólume da artilharia dos filhos e dos fanáticos da internet”, diz Vera Magalhães.

“A escolha de Renato Feder vai nessa linha, e os olavistas fazem piti para tentar derrubá-lo antes de assumir. Se Bolsonaro ceder ao lobby da ala histérica e começar a rifar o Centrão pragmático, voltará a correr riscos. Esse pessoal, Kassab à frente, não esquenta lugar em governo condenado a cair e sente o gosto de sangue na água”.

A verdade é que Bolsonaro pode portar a fita azul de Congregado Mariano ou, ainda, seguindo a sua pseudo-orientação religiosa, dizer que “Deus acima de tudo” e o escambau.

Mas todos ainda vão ficar sabendo que frequenta cabarés políticos e que dá vazão aos seus instintos mais baixos, na companhia de kassabs, jeffersons petebistas e valdemares, que reinam nos mais miseráveis prostíbulos da República.

Paulo Guedes, de tigrão a tchutchuca, nas redes sociais!

09/07/2020

A tag #GuedesRoubaOBrasil está bombando nas redes sociais. O País está acordando para as maldades de Paulo Guedes, enquanto Jair Bolsonaro distrai o gado com palhaçadas.

-Ai, mas o Bozo não é corrupto!

Mesmo que não fosse, tem seu braço armado, Paulo Guedes, para as privatizações, as ajudas aos bancos e todo tipo de operação que favoreça os grandes lobistas do sistema financeiro, quem de fato manda, põe e tira presidentes no Planalto.

Mais 13 casos positivos para Covid-19 em Luís Eduardo Magalhães.

09/07/2020

A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, por meio da Secretaria de Saúde, vem a público informar mais 13 (TREZE) NOVOS CASOS POSITIVOS PARA O CORONAVÍRUS no Município. O grifo é do press release da Prefeitura.

Os casos se referem a nove pacientes do gênero masculino, entre 08 e 54 anos; quatro pacientes do gênero feminino, entre 33 e 44 anos. Nenhum dos pacientes refere história de viagem ou contato com caso positivo.

A pergunta é a seguinte: se apenas 5% destes casos de contaminação se agravarem, onde o prefeito Oziel Oliveira pretende acolher?

Estamos avisando há tempo, desde o começo da pandemia, que essa é uma bomba de retardo instalada embaixo da cadeira do Prefeito, no Paço Municipal.

É só observar como a pandemia se instalou no Oriente, depois na Europa e, mais tarde, nos Estados Unidos.

A correlação é simples e não precisa de mais do que dois neurônios para estabelecer um paralelo.

Hoje já existem mais doentes precisando de acolhimento no interior dos estados do que nas capitais.

Lula: Moro é mentiroso, Dalagnol, moleque. Conselho do MP abre novo procedimento contra Lava-Jato.

09/07/2020

O moleque mentiroso e o mentiroso moleque.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chamou hoje o ex-juiz Sergio Moro de “mentiroso” e o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa do Ministério Público Federal que atua na Operação Lava Jato em Curitiba, de “moleque”.

“Eu desafio o Moro, até vocês poderiam propor um debate dele com a acusação dele e eu a minha defesa. Quero provar que o Moro é mentiroso, foi falso, mentiu o tempo inteiro. Era necessário, e ele confirma isso depois que aceitou ser ministro, ele excessivamente não aceita nenhum argumento que aceitamos. Levei 83 testemunhas e não valeu absolutamente nada (…) Quando Léo Pinheiro (ex-presidente da OAS) falou que o Lula sabia foi a senha para ele me condenar. Ele não foi juiz, foi cabo eleitoral, mentiu e segue mentindo até hoje”, disse o petista em entrevista à rádio Gaúcha.

No entanto, não só Lula está reivindicando medidas contra os desvios da Lava-Jato. O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em sua representação, pede apuração da conduta de procuradores da República lotados no grupo de trabalho da denominada força-tarefa da Lava Jato, nos estados do Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo, visando promover a responsabilização cabível e necessária aos envolvidos, se constatada a efetiva concretização dos fatos reportados.

A OAB ainda pede providências das seguintes ilicitudes cometidas pela Lava Jato:

  • teria realizado cooperação com autoridades de polícia judiciária estrangeira sem utilização dos canais legais competentes.

  • supressão de patronímicos (sobrenome) de autoridades para se evadir às regras delimitadoras das atribuições ministeriais na origem

  • suposto emprego ilícito de equipamentos estrangeiros para violação continuada do sigilo constitucional de dados e de voz

Na decisão do conselheiro Otávio Luiz Rodrigues Junior, do CNMP, foi dado o prazo de 15 dias para que Deltan Dallagnol se explique ao órgão.

O CNMP também pediu mais informações ao PGR Augusto Aras, chefe de Deltan, e notificou o corregedor-geral do MPF.

Com UOL e blog do Esmael.

Cadeias produtivas do agronegócio voltadas à exportação vão respirar aliviadas com afastamento de Salles.

09/07/2020

Bolsonaro e Salles: ação e cumplicidade criminosa.

A ação do Governo Bolsonaro, operada pelo Ministro do Meio Ambiente, desestruturando todo o processo de fiscalização e repressão, em especial das áreas públicas da Amazônia e da Floresta Atlântica, só tem causado problemas para os exportadores brasileiros, principalmente na Comunidade Europeia.

A malfadada reunião ministerial do dia 22 de abril, em que o ministro Ricardo Salles mostra seu projeto de “abrir as porteiras para passar a boiada”, enquanto a imprensa e o povo estavam com a atenção voltada para a crise da pandemia, é emblemática. As imagens correram o mundo e a revolta dos consumidores e dos gestores de Meio Ambiente da Comunidade Europeia foi clara.

Para o Ministério Público Federal (MPF), o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles cometeu improbidade administrativa e deve ser afastado imediatamente do cargo. Em ação civil pública protocolada nesta semana, na Justiça do Distrito Federal, os procuradores afirmam que Salles “desestruturou” as “estruturas de proteção do meio ambiente”.

“Caso não haja o cautelar afastamento do requerido do cargo de Ministro do Meio Ambiente o aumento exponencial e alarmante do desmatamento da Amazônia, consequência direta do desmonte deliberado de políticas públicas voltadas à proteção do meio ambiente, pode levar a Floresta Amazônica a um ponto de não retorno, situação na qual a floresta não consegue mais se regenerar”, alertam.

O pedido de afastamento de Salles ocorre simultaneamente à carta divulgada pelos investidores internacionais, ameaçando abandonar os negócios no Brasil, caso o governo de Jair Bolsonaro não modifique as políticas de proteção à Amazônia e aos índios.

Um grupo de 12 procuradores do MPF listaram um total de 14 irregularidades cometidas por Salles, que justificariam sua saída imediata do governo. Divididos em quatro pontos – proteção ambiental, combate ao desmatamento, orçamento dos órgãos ambientais e transparência e participação social -, o MPF aponta o crime de improbidade administrativa.

São mencionados a exoneração dos fiscais do Ibama que atuavam no combate a grileiros e garimpeiros em terras indígenas do Xingu, no sul do Pará, por determinação do próprio presidente Jair Bolsonaro; a paralisação do Fundo Amazônia, sem o uso de R$ 1,6 bilhão em políticas de proteção; a interferência de Salles no INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), quando o organismo divulgou o aumento dilacerado do desmatamento na Amazônia durante o governo Bolsonaro e o ministro atacou o órgão.

Também foram listados pelos procuradores a extinção da Secretaria de Mudanças do Clima e Florestas do Ministério do Meio Ambiente, responsável por acompanhar as mudanças climáticas; a transferência ao Ministério da Agricultura da competência de conceder florestas a madeireiras; o intuito de cortar cerca de 25% das verbas ao combate ao desmatamento; e os ataques contra fiscais e servidores de órgãos ambientais, como o Ibama e o ICMBio, tratados por Salles como “bandidos em potencial”.

Com o jornal GGN, de Luís Nassif, editado por O Expresso.

Nesta quinta-feira, 9, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, acompanhado dos Ministros Chefe da Casa Civil, Braga Netto, das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, das Comunicações, Fabio Faria, do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e do Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, realizou reunião virtual com representantes de fundos de investimentos estrangeiros. 

O encontro foi motivado por uma carta que o governo recebeu desse segmento na qual manifestaram preocupações relacionadas ao desmatamento na Amazônia.

Pensa que falta de transparência é só no LEM. Problema se replica em toda a Bahia.

09/07/2020

O UCC de Luís Eduardo Magalhães: quanto custou, qual é o valor do custeio, qual a capacidade efetiva de atendimento? A falta de transparência, ordenada pelo Prefeito aos vereadores da base, que votaram contra um requerimento de informações, vai acabar caindo em seu colo, como uma bomba de retardo.

A informação é do Bahia Notícias: 86% dos municípios baianos não tem gastos com a crise sanitária do Covid-19 explícitos na administração das verbas recebidas do Governo Federal.

Dos 417 municípios baianos, 359 não cumprem as exigências legais para dar transparência aos gastos que estão sendo realizados para o combate da pandemia da Covid-19. Isto significa que os gestores de 86% dos municípios baianos não estão permitindo aos cidadãos o controle e a fiscalização sobre os recursos públicos que estão sendo empregados nas ações de controle da disseminação da doença. 

Apenas 16 prefeituras, ou seja, 4% do total, têm cumprido plenamente o dever de informar sobre os gastos realizados contra a pandemia, de acordo com levantamento realizado pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, após análise das informações apresentadas nos sites oficiais das prefeituras.

O resultado do levantamento foi apresentado nesta quinta-feira (09) pelo presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), conselheiro Plínio Carneiro Filho, que manifestou preocupação e alertou os prefeitos e demais gestores municipais para que promovam o mais rápido possível as adequações necessárias, visando “o cumprimento dos requisitos mínimos exigidos pela Lei de Acesso à Informação e pela Lei 13.979/2020, que dispõe sobre as medidas de enfrentamento da emergência na saúde pública”.

O presidente do TCM observou que ficou evidente o descumprimento de dispositivos legais e de “princípios da boa prática de governança de recursos públicos, imprescindíveis para a transparência nas contratações emergenciais”. Destacou que estes gestores poderão, eventualmente, serem penalizados com sanções em razão do descaso com o dever de informar e de permitir a devida fiscalização por parte dos cidadãos.

No estudo, com base em análise das informações expostas nos sites das prefeituras, 359 municípios (86% do total) não atenderam as exigências legais; 42 prefeituras (10%) atenderam apenas parcialmente as exigências da legislação; e 16 prefeituras (4%) atenderam plenamente o imposto pelas leis que disciplinam a matéria. Nenhuma das prefeituras dos municípios da Região Metropolitana de Salvador cumpriu, no período analisado, a obrigação de expor todas as informações sobre gastos na compra de insumos e serviços para o combate à pandemia.

Os municípios que cumpriram as normas de transparências pública foram: Bom Jesus da Lapa, Bonito, Caetité, Candiba, Coaraci, Cocos, Curaçá, Iuiú, Lajedinho, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Porto Seguro, São Gabriel, Serra Dourada, Una e Wenceslau Guimarães. Deles, seis estão situados na região Centro Sul baiano; dois no Centro Norte; dois no Extremo Oeste; quatro no Sul baiano; e dois no Vale do São Francisco.

Segundo os técnicos do TCM que fizeram o levantamento – todos ligados à Diretoria de Assistência aos Municípios da Superintendência de Controle Externo – dentre os aspectos que ensejaram o descumprimento dos dispositivos legais destacam-se sites desatualizados e ausência de acessibilidade, entre outros. No relatório eles destacaram que a Lei 13.979/2020 estabelece que “todas as contratações ou aquisições realizadas com fulcro em seus dispositivos serão imediatamente disponibilizadas em sítio oficial específico na rede mundial de computadores (internet), contendo, no que couber, além das informações previstas no § 3º do art. 8º da Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011, o nome do contratado, o número de sua inscrição na Receita Federal do Brasil, o prazo contratual, o valor e o respectivo processo de contratação ou aquisição”. Verificou-se, também, a ausência de cumprimento dos requisitos do §3º do art. 8º da Lei 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação), em especial a autenticidade, integridade e atualidade das informações.

Geddel poderá ganhar liberdade vigiada depois de contrair Covid-19.

09/07/2020

Geddel, em 13 de maio de 2012, fotografado por este Editor durante comício da chamada Terceira Via, que disputaria as eleições municipais naquele ano.

A figura de Geddel Vieira Lima, 61 anos, vai passar para a história por vários motivos. Primeiro, pela briga do pai, Afrísio, homem forte de Antonio Carlos Magalhães, com o Governador. Até hoje ninguém sabe o motivo.

Segundo, pela capacidade de sobreviver politicamente no Governo Federal, com cargos importantes.

E terceiro, pela queda, e pelo modo sui generis pelo qual foi preso e condenado. A descoberta de um apartamento onde Geddel guardava 51 milhões de reais em espécie.

Agora, é notícia novamente, por ter contraído Covid-19 no Presídio da Mata Escura.

De fato, não é uma trajetória invejável para um homem público.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização da Bahia, Geddel fez o teste rápido na manhã de ontem (8) e o resultado deu positivo para o novo coronavírus. Pela tarde, ele fez outro teste de contraprova e o resultado deve sair entre hoje (9) e amanhã (10).

Geddel foi ministro da Integração Nacional no governo Lula (PT) e da Secretaria de Governo da gestão Michel Temer (MDB).

Em julho de 2017, ele foi preso preventivamente após a Polícia Federal (PF) apreender R$ 51 milhões em dinheiro em um apartamento atribuído a ele em Salvador.

Veríssimo pergunta: vem aí mais barbárie?

09/07/2020
Por Moisés Mendes, editado pelo DCM.

O mundo que teremos depois da pandemia é uma incógnita para o maior cronista brasileiro. Luis Fernando Verissimo diz fazer tudo o que os protocolos determinam para se proteger do coronavírus, enquanto se dedica a arrumar os livros em casa. 

Perto de completar 84 anos (no dia 26 de setembro), o escritor está comemorando 50 anos de crônicas com uma novidade. O livro que marca a data é apenas virtual, por enquanto. 

É o e-book Verissimo Antológico – Meio Século de Crônicas, ou Coisa Parecida, da Objetiva, com 316 textos.

A versão impressa ainda está em estudos, por causa das indefinições provocadas pela pandemia.

Nesta entrevista, o cronista conversou com o Extra Classe por e-mail. Admitiu que ainda teme um golpe e confessou que, se tiver que fugir, vai para a Nova Zelândia.

Extra Classe – A ameaça de golpe foi embora?
Luis Fernando Verissimo – O Planalto está cheio de militares. Na hora do cafezinho, que outro assunto eles podem ter? Acho que a ameaça continua.

EC – Deu pra imaginar o que poderia vir depois de um golpe? Seria como em 64?
Verissimo – O golpe de 64 foi um pouco como a Revolução Francesa. Começou com o Castelo Branco dizendo que a intervenção seria por pouco tempo e todos seriam bonzinhos, e logo veio o Terror. Mas como os atuais generais já ocuparam o poder sem dar um tiro, desta vez talvez seja diferente.

EC – O que pode chegar antes, a vacina ou a queda de Bolsonaro?
Verissimo – O ideal seria uma vacina de ação dupla, contra a volta do coronavírus e contra a reincidência de bolsonaros.

EC – Anunciam vacinas que podem custar até R$ 100. Poderemos ter a guerra da vacina?
Verissimo – O perigo é os americanos comprarem tudo, o que tornaria a questão acadêmica.

EC – E o que vem depois de Bolsonaro?
Verissimo – Depois do Bolsonaro o dilúvio, praga de gafanhotos ou, quem sabe, uma boa surpresa, como o despertar de uma esquerda viável.

EC – Uma guerra civil ainda é uma ameaça? Foi uma hipótese levantada numa crônica.
Verissimo – A guerra civil brasileira começou há anos, só não saiu ainda no Diário Oficial.

EC – Há um debate em torno do que seria uma dúvida acadêmica, se esse governo é ou não fascista. Essas definições ainda importam?
Verissimo – Há filofascistas, protofascistas, fascistas que negam que são fascistas e são os piores, e fascistoides, que ainda podem ser recuperados, pela hipnose ou tratamento com águas.

EC – Uma hipótese a ser sempre considerada nessas circunstâncias: o golpe acontece e descobrimos que a única saída é fugir. Mas fugir pra onde?
Verissimo – Nova Zelândia. Tenho me informado sobre o país, prevendo o pior, e sei que para imigrar você precisa provar que tem uma fonte de renda fixa e que tolera cordeiro cozido até no café da manhã, mas em compensação os militares não se metem em política.

EC – Qual é o personagem mais engraçado desse governo?
Verissimo – Mandaram embora o Weintraub, grande talento cômico, justamente quando ele planejava invadir o Supremo arrebanhando porcos vestindo togas, por puro preconceito. Depois o Olavo reclama e não sabem por quê.

EC – E o mais sem graça?
Verissimo – O Bolsonaro.

EC – Dos nomes que se apresentam como saída pós-Bolsonaro, quem te entusiasma?
Verissimo – Tem gente boa no horizonte. O problema é que o horizonte fica longe. É melhor esperar o pessoal chegar mais perto para ver quem entusiasma.

EC – Sempre diziam que alguém como Bolsonaro nunca seria eleito e que o Internacional nunca seria rebaixado. O que falta acontecer?
Verissimo – Pois é. Também disseram que o Titanic não naufragava, o Terceiro Reich duraria mil anos e o Gabiru nunca faria nada que prestasse.

EC – Há quatro anos, escreveste que faltava o cadáver, o primeiro morto na guerra aberta pela direita.
Verissimo – Se eu disse isso, retiro. Um cadáver já é demais, ainda mais nestes tempos de peste e intolerância.

EC – O que é bom e o que é ruim na quarentena?
Verissimo – O bom é o pretexto para arrumar os livros, o ruim é a impressão de que estaremos fazendo isto pelo resto da vida.

EC – Tem muita gente desafiando a clausura. Qual foi a arte que fizeste na quarentena?
Verissimo – Sou cardíaco, diabético e velho, quase um garoto propaganda para a necessidade de quarentenas. Sigo rigorosamente todas as instruções para driblar o corona.

EC – O mundo ficará pior ou melhor depois da pandemia?
Verissimo – Ficará certamente diferente, só não sei como. Vai unir a humanidade, consciente, pela primeira vez em gerações, da sua fragilidade e da necessidade de uma repaginação moral da espécie, ou vem aí mais barbárie? Não tenho a mínima ideia.

EC – Alguns estão prevendo que todos trabalharão em casa, com exceção dos entregadores de pizza. Isso é bom?
Verissimo – Tenho a impressão que o primeiro impulso da turma depois do cativeiro forçado será cada um correr para um lado e só se reencontrarem quando der saudade, ou nunca mais.

EC – As pessoas ainda se aglomeram na orla do Guaíba ou nas praias da Europa. Isso é só negacionismo ou tem mais alguma coisa?
Verissimo – Se não for um ímpeto de suicídio coletivo, é falta de informação. É impossível saber das mortes pelo vírus, que diminuem, mas nos Estados Unidos e no Brasil ainda estão em nível de massacre, e achar que só vai acontecer com o vizinho.

EC – Escreveste esses dias que estamos proibidos até de ver o sorriso das pessoas. O que veremos quando tirarem as máscaras?
Verissimo – As máscaras são miniburkas, que realçam os mistérios e as promessa dos olhos sem o resto do rosto para atrapalhar. Talvez vire moda quando tudo isto passar. Por enquanto sua função é impedir a propagação de perdigotos, claro.

EC – Há uma exibição nas redes sociais de novos talentos pessoais, de gente que aprendeu a cozinhar ou a tricotar. Qual foi a tua habilidade descoberta na quarentena?
Verissimo – Tenho exercitado muito o dedão para trocar o canal da televisão. Não sei se vale como contribuição à sociedade.

EC – E a sensação de viver sem futebol?
Verissimo – O lado bom da proibição do futebol é que o Inter não perdeu nenhum jogo até agora, este ano.

EC – Está saindo o Verissimo Antológico, em e-book, pela Objetiva, com meio século de crônicas. Qual é a sensação de ver tantos textos de tanto tempo reunidos?
Verissimo – Muitas crônicas eu já tinha esquecido, outras eu gostaria que ficassem esquecidas. Mas a seleção não fui eu que fiz. Sou inocente.

EC – Quais ficariam esquecidas?
Verissimo – Muitas, muitas.

EC – Por que os teus personagens ficaram de fora da antologia?
Verissimo – Foi uma decisão editorial. Não dei nenhum palpite.

EC – O que tu achas que nunca escreveste, o tema que nunca foi abordado?
Verissimo – Certos assuntos a gente evita, até por uma questão de escrúpulo pessoal. Mas aí entra a velha questão: o humor deve ou não ter limites? Uma discussão que vai longe.

EC – E aquele personagem que quase foi criado.
Verissimo – Eu sou do tempo em que a gente escrevia o que queria, na esperança sempre renovada que o próprio jornal não deixaria sair. Mas às vezes se distraiam e deixavam passar. Uma vez censuraram um texto meu sobre o Darwin. A teoria da evolução era proibida, junto com o Brizola e o dom Helder Câmara.

EC – Afinal, aconteceu finalmente a tua adesão à bengala?
Verissimo – Sei não, mas acho que a bengala será uma espécie de rendição.

Lugar de economia é no Marabá!

09/07/2020




 

Jornal Nacional denuncia líderes do “Gabinete do Ódio” no Planalto

09/07/2020

 

Matéria na página da BBC Brasil faz outras denuncias:

O Facebook tirou do ar na tarde desta quarta-feira (08) uma rede de perfis, páginas e grupos ligados a partidários do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). Segundo a empresa, a rede estaria sendo usada para espalhar conteúdo falso.

Entre os operadores da rede estariam servidores dos gabinetes dos filhos do presidente: o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). O assessor especial da Presidência da República, Tércio Arnaud, também estaria ligado a algumas das páginas removidas.

Em comunicado, a empresa disse que foram removidos 35 perfis, 14 páginas e um grupo no Facebook. Também foram removidas 38 contas no Instagram, outra rede social pertencente ao grupo. Segundo o Facebook, a rede de páginas usava uma “combinação de contas duplicadas e contas falsas” para burlar as regras de uso da empresa.

“A atividade (da rede) incluiu a criação de pessoas fictícias fingindo ser repórteres, publicação de conteúdo e gerenciamento de páginas fingindo ser veículos de notícias. Os conteúdos publicados eram sobre notícias e eventos locais, incluindo política e eleições, memes políticos, críticas à oposição política, organizações de mídia e jornalistas, e mais recentemente sobre a pandemia do coronavírus”, diz o comunicado do Facebook.

A empresa também disse que os responsáveis estavam ligados ao Partido Social Liberal (PSL), antigo partido de Jair Bolsonaro; e também a funcionários dos gabinetes dos deputados estaduais fluminenses Anderson Moraes (PSL) e Alana Passos (PSL), além de Eduardo, Flávio e do presidente da República.

Bolsonaro choca aliados ao dar liderança do governo ao Centrão

08/07/2020

Para acompanhar o Centrão, o Palácio do Planalto defenestrou nesta quarta-feira (8) o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), um dos vices-líderes do governo, enrolado no inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal (STF).

“Acabo de saber que minha retirada da vice-liderança de governo foi pedido do general Ramos para alocar deputados do centrão”, disse o parlamentar.

“Estranha essa relação de homens tão próximos [de Bolsonaro] manobrarem enfraquecimento da base do presidente”, escreveu. “Ser líder só tem ônus, mas ao menos que seja alguém de honra”, completou.

O nome mais cotado para a vice-liderança do governo é o deputado Ricardo Barros (PP-PR).

Além de ministro da Saúde no governo Michel Temer (MDB), Barros também foi vice-líder do Congresso no governo de Lula, FHC e do próprio Temer.

Barreiras: 126 novos casos suspeitos e 41 testes positivos no dia de hoje.

08/07/2020

Hoje foram identificados 126 (cento e vinte e seis) novos casos com características que indicam suspeição de Coronavírus (COVID-19), preenchendo os critérios indicativos para coleta.

Trata-se de 76 (setenta e seis) pessoas do sexo masculino, com idades entre 01 e 82 anos e 50 pessoas do sexo feminino, com idades entre 14 e 72 anos.

Informa ainda que no dia de hoje foram concluídos 72 (setenta e dois) resultados, sendo que 31 (trinta e um) testaram negativo e 41 (quarenta e um) testaram positivo. Os 31 (trinta e um) casos que testaram negativo trata-se de 16 (dezesseis) pessoas do sexo feminino, com idades entre 08 e 68 anos e 15 (quinze) pessoas do sexo masculino, com idades entre 10 e 71 anos.

Já os 41 (quarenta e um) casos que testaram positivo, trata-se de 19 (dezenove) pessoas do sexo feminino, com idades entre 24 e 62 anos. Destas, 15 (quinze) são sintomáticas, sendo 04 (quatro) profissionais de saúde e 04 (quatro) tiveram contato com casos confirmados, sendo 01 (uma) profissional de saúde. E 22 (vinte duas) pessoas do sexo masculino, com idades entre 19 e 73 anos.

Destes, 17 (dezessete) são sintomáticos, sendo 01 (um) profissional de saúde, 03 (três) tiveram contato com casos confirmados e 02 (dois) preencheram os requisitos para coleta.

Curvas de crescimento da contaminação indicam progressão acelerada para Barreiras e Luís Eduardo Magalhães.

Dos 41 (quarenta e um) casos positivos, 09 (nove) foram confirmados mediante Teste Rápido, não sendo diminuídos dos 63 (sessenta e três) que aguardavam resultado.

A Secretaria de Saúde registra atualmente 507 (quinhentos e sete) casos confirmados por Teste Rápido e RT-PCR. Destes, 334 (trezentos e trinta e quatro) estão recuperados, 157 (cento e cinquenta e sete) estão em isolamento domiciliar, 10 (dez) pessoas estão internadas e o município registra 06 (seis) óbitos. Já os casos que aguardam resultado somam 126 (cento e vinte e seis).

Barreiras contabiliza hoje 5.002 (cinco mil e dois) casos notificados, sendo que o primeiro caso notificado no Sistema e-SUS VE foi em 26 de março de 2020. E 1.131 casos descartados, cujos resultados foram negativos.

De acordo com orientações recentes do Sistema e-SUS VE, o número total de notificados poderá sofrer variações em função de descartes de casos com sintomas gripais.

Pandemia se agrava na Bahia: mais 3,9% de casos e 2,8% de mortes.

08/07/2020

A Bahia registrou 3.582 novos casos de Covid-19 e 61 mortes por causa da doença, nas últimas 24 horas, segundo informações divulgadas no último boletim da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), no início da noite desta quarta-feira (8).

Com isso, a Bahia chega a 95.536 casos confirmados de Covid-19 e 2.277 mortes, desde o início da pandemia. De acordo com a Sesab, a taxa de crescimento no número de casos, nas últimas 24 horas, foi de +3,9% e +2,8% no número de mortes.

Até o momento, segundo a Sesab, 66.550 pessoas que foram contaminadas pelo novo coronavírus no estado já se recuperaram. Outras 26.609 estão com o vírus ativo, ou seja, podem transmitir para outras pessoas.

As confirmações ocorreram em 393 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (43,66%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.305, 34), Itajuípe (2.235,13), Ipiaú (1.867,68), Lauro de Freitas (1.531,45) Uruçuca (1.525,42).

O boletim também contabiliza 190.364 casos descartados e 94.539 em investigação. Estes dados, segundo a Sesab, representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h desta quarta.

Sérgio Moro comemora queda das páginas do “Gabinete do Ódio”

08/07/2020

O Marreco grasna feliz.

O ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, celebrou hoje a decisão do Facebook de suspender contas ligadas à família Bolsonaro e a deputados do PSL. O ex-juiz federal se disse alvo dessa “rede de mentiras” que, segundo ele, perdeu “qualquer senso de decência”.

“Fui alvo da rede de mentiras que age por motivos político-partidários. Pessoas que perderam qualquer senso de decência. Parabéns ao Facebook que suspendeu as contas de notícias falsas e fraudes”, escreveu Moro em uma rede social.

Do UOL, editado.

Existe algo melhor do que ver nossos adversários -na verdade adversários da democracia- brigando aos tapas, mordidas, arranhões e cuspidas.

A esquerda, os progressistas, os socialistas, os social-democratas, aqueles que realmente se importam com a Liberdade, a Igualdade e a Fraternidade, esperam que essa luta seja longa, cruenta e mortal para ambos. 

Facebook derruba páginas e contas de fake news ligada ao PSL e à família Bolsonaro

08/07/2020

O volumoso material produzido no Gabinete do Ódio agora está fora do Facebook e do Instagran

Foram 88 contas derrubadas pelo Facebook que estão diretamente ligadas aos gabinetes de Jair, Flávio e Eduardo Bolsonaro e outros aliados.

De acordo com o Facebook, as contas derrubadas agiam desde as eleições de 2018 para enganar sistematicamente o público, sem informar a verdadeira identidade dos administradores. Também foram removidas 38 contas do Instagram envolvidas com irregularidades.

Na somatória, o esquema alcançava uma audiência de 2 milhões de pessoas, segundo a empresa Digital Forensic Research Lab (DRFLab), especializada no combate à desinformação.

O Facebook anunciou nesta quarta, 8, que derrubou uma rede de fake news e perfis falsos ligadas ao PSL e a funcionários dos gabinetes do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos), do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) e dos deputados estaduais pelo PSL do Rio de Janeiro Anderson Moraes e Alana Passos. O anúncio foi feito numa ligação com jornalistas de diferentes países, incluindo do Brasil – o Estadão participou do evento. 

Foram identificadas 35 contas, 14 páginas, 1 grupo e 38 contas no Instagram. As páginas no Facebook tinham 883 mil seguidores, enquanto as contas no Instagram tinham 917 mil seguidores. 350 pessoas estavam no grupo. 

No material postado estavam conteúdos relacionados às eleições, memes políticos, críticas à oposição, empresas de mídia e jornalistas, além de material relacionado ao coronavírus. Segundo a rede social, parte do conteúdo dessa rede já havia sido removido da plataforma por violar os padrões de comunidade. Entre as violações estavam conteúdo de discurso de ódio. 

O anúncio faz parte de uma remoção de redes de desinformação que operavam em quatro territórios postando conteúdo relacionado a assuntos políticos domésticos. Além do Brasil, foram derrubadas redes nos EUA, na Ucrânia e na América Latina, incluindo países como El Salvador, Argentina, Uruguai, Venezuela, Equador e Chile.

Com Estadão e O Globo 

Consórcio de Saúde: Oziel se nega a participar de rateio da compra de insumos e equipamentos para aumentar testagem do Covid-19 no Oeste.

08/07/2020

Uma importante reunião virtual extraordinária do Consórcio de Saúde do Oeste Baiano (CONSOB) não terminou em absoluto consenso.

A referida reunião se propunha a decidir sobre a partilha de custos, entre os municípios membros, da compra de equipamentos e insumos para doação ao Laboratório da UFOB, o responsável pelos testes do Covid-19 no Oeste.

Vários prefeitos da Região se mostraram cordatos com o rateio dos custos, quando o prefeito Oziel Oliveira tomou a palavra e “se colocou definitivamente contra a aquisição dos equipamentos e insumos pelos municípios e deixou registrado o seu sentimento de repúdio ao comportamento do Governo do Estado”, conforme relata a ata da reunião.

Pessoas que assistiram a reunião dizem que rolaram até algumas palavras de baixo calão na manifestação de Oziel, no entanto isso não pode ser assegurado porque a ata não registra a íntegra da intervenção do Prefeito de Luís Eduardo Magalhães.

Nelson Portela, representante do Governo do Estado na reunião e Coordenador Estadual dos consórcios de Saúde, em resposta a Oziel, disse compreender a preocupação do Prefeito, justificou que o Estado tem buscado cumprir suas obrigações, disse que as reivindicações dos gestores públicos seriam encaminhadas ao secretário de Saúde, Fábio Villas-Boas, para que na medida do possível sejam atendidas.

O que está acontecendo é que o veto da base legislativa do Governo Oziel, na Câmara Municipal, ao projeto de transparência das verbas emergenciais recebidas do Governo Federal, agora transformou-se numa faca de dois gumes. Ninguém sabe quanto Luís Eduardo recebeu dos quase R$8 milhões da verba de socorro de emergência da Pandemia. E por que Oziel demonstra não ter dinheiro ou estar economizando esse dinheiro justamente para a parte mais importante do atendimento a aos contaminados pelo Covid-19: a testagem no padrão PCR, a única que dá uma resposta 100% às dúvidas do pessoal médico.

Se todos aqueles positivados no teste PCR começarem a receber imediatamente os medicamentos recomendados, os danos da violenta virose poderão ser minimizados.

Oziel agora precisa se manifestar sobre a sua negativa em participar do esforço coletivo dos municípios e se existem ou não recursos para participar.

Publicamos aqui a íntegra da ata da reunião, para conhecimento dos munícipes.

TJ-BA afasta juiz que cancelou penhoras de R$94 milhões

08/07/2020

Do G1.bahia

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) decidiu, em sessão do Tribunal Pleno, pela instauração de processo administrativo disciplinar contra o juiz Ronald de Souza Tavares Filho, titular da 1ª Vara Cível de Barreiras, no oeste da Bahia.

Segundo voto do Corregedor Geral da Justiça, Desembargador José Alfredo Cerqueira da Silva, acolhido por unanimidade pelos desembargadores aptos a votar, Ronald de Souza Tavares cancelou a penhora de três imóveis rurais sem a existência de petição ou ação das partes envolvidas. O magistrado também foi afastado durante apuração do caso.

Segundo o corregedor geral, o débito cancelado foi no valor de R$ 94.229.563,20 e aconteceu no Plantão Judiciário do Recesso Forense, entre 2017/2018, em trâmite na 2ª Vara Cível da Comarca de Barreiras, no oeste da Bahia, unidade judiciária que Ronaldo de Souza não tem titularidade.

O desembargador disse também, ao formular o voto, que a apreciação aconteceu sob urgência. O pedido foi formulado em 2016 e vinha sendo reiterado durante todo o ano de 2017. A decisão do juiz Ronald de Souza Tavares Filho descumpriu determinação da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, que havia mantido a suspensão da execução e determinado averbação junto à matrícula do imóvel oferecido como complementação à garantia da execução.

No processo administrativo disciplinar, vão ser apuradas eventuais infrações na Lei Orgânica da Magistratura Nacional, Lei de Organização Judiciária do Estado da Bahia e Código de Ética da Magistratura Nacional.

Relato contundente: Bolsonaro pensa em nomear jornalista preso para o MEC.

08/07/2020

Eustáquio: de arma na mão, pronto para assumir a Educação.

O relato do blog do Esmael é tão grave como pode ser estúpido o pensamento dos nossos governantes:

“O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) botou na cabeça dois mantras: 1- não é preciso ser educador para tocar o Ministério da Educação (MEC) e 2- o método Paulo Freire não deu conta de alfabetizar e, por isso, o País é um dos últimos no ranking mundial do PISA (Programa Internacional de Avaliação de Alunos).”

O presidente também costuma estender esse conceito para a Saúde. Ontem (7), por exemplo, enquanto anunciava que estava com a Covid-19, Bolsonaro disse que não era preciso ser médico para ocupar o Ministério da Saúde. Ele citou o senador José Serra (PSDB-SP), que ocupou a pasta no governo FHC.

A Educação é uma área conflagrada por excelência e Bolsonaro escolheu ela para iniciar uma “revolução cultural” e “ideológica” para afastar os “marxistas” de escolas, universidades e das instâncias decisões do MEC. Até agora, três quadros do olavismo sucumbiram diante da tarefa, os ex-ministros Ricardo Vélez Rodríguez, Abraham Weintraub e Carlos Decotelli –que não teve tempo sequer de confeccionar o crachá.

Dito isso, o nome do jornalista Oswaldo Eustáquio vem a calhar para o bolsonarismo. Ele é considerado “herói” naquela porção fundamentalista do governo e é um discípulo do guru Olavo de Carvalho. Esteve “preso político” assim como Sara Winter, em decorrência do inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal (STF), com base na Lei de Segurança Nacional.

É aí que entra o ministro da Justiça, André Mendonça, ao anunciar que pedirá o enquadramento do jornalista Helio Schwartsman, da Folha, que escreveu estar torcendo pela morte do presidente Jair Bolsonaro.

Pela lógica do Palácio do Planalto, se houve ódio de Eustáquio e Sara contra o STF, logo houve ódio de Schwartsman contra o chefe do poder executivo passível de tipificação na LSN.

Eustáquio é “terrivelmente evangélico”, como chegou a classificar certa feita Bolsonaro ao adiantar o perfil de seu indicado para ministro do Supremo na vaga de Celso de Mello.

Além do jornalista Oswaldo Eustáquio, que serviu como assessor no ministério de Damares Alves (Direitos Humanos), o presidente Jair Bolsonaro ainda avalia três nomes ligados aos neopetencostais, quais sejam: o pastor Milton Ribeiro, ex-vice-reitor do Mackenzie em São Paulo; o professor da Unb (Universidade de Brasília) Ricardo Caldas; e o reitor do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), Anderson Correia.

Corre ainda por fora a olavista Ilona Becskeházy, atual secretária de Educação Básica do MEC. Ela é mestre (PUC-RJ) e doutora (FEUSP) em política educacional, militante pela educação de qualidade para todos os brasileiros.

Veja outras opções de Bolsonaro para o Ministério da Educação clicando aqui.

Luís Eduardo Magalhães ultrapassa 400 casos positivos de Covid-19.

08/07/2020

A Secretaria da Saúde de Luís Eduardo Magalhães informa o registro de mais 15 casos positivos de contaminação por Coronavírus.

Os casos se referem a cinco pacientes do gênero masculino, entre 38 e 59 anos; dez pacientes do gênero feminino, entre 03 e 42 anos.

Um dos pacientes é profissional de saúde. Dois pacientes tiveram contato com casos positivos. Os demais não referem história de viagem ou contato com caso positivo.

Até o momento, Luís Eduardo Magalhães tem 401 (quatrocentos e um) casos confirmados da Covid-19 e 06 (seis) óbitos.

Jota Camelo, observador da República da Pandemia, em dois momentos importantes.

08/07/2020

Alemães se fazem humor com as trapalhadas de Bolsonaro na pandemia.

08/07/2020

O site alemão Der Postillon, que faz humor baseado no noticiário político, está se fartando com as trapalhadas de Bolsonaro na lida com a pandemia de Coronavírus.

O site relata que o Coronavírus foi infectado por Bolsonaro e “já mostra sintomas iniciais como febre, perda de paladar e estupidez”.

“É claro que parece terrível contrair Bolsonaro no começo”, disse o porta-voz do vírus a jornalistas.

“Mas isso não precisa significar uma sentença de morte. Embora Bolsonaro seja um dos presidentes mais perigosos e agressivos a contratar, o vírus é jovem e poderoso e tem uma boa chance de sobreviver a Jair Bolsonaro”.

1,9% da população do DF foi contaminada. Mortes chegam a 721.

08/07/2020

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal registrou 173 novos casos do coronavírus no início da tarde desta quarta-feira (8/7) e 21 mortos pela doença. Assim, o Distrito Federal chega a 62.867 infectados e 721 óbitos.

Uma alta taxa para uma população de 3.240.000 habitantes, mais de 1,9% de contaminados, fruto do efeito sanfona do Governo do DF em relação às restrições.

Os últimos mortos moravam em Ceilândia, Samambaia, Taguatinga, Plano Piloto, Gama, Planaltina, Recanto das Emas, Guará, Águas Claras, Pôr do Sol, Vicente Pires, Sobradinho II e Lago Norte.

Além dos óbitos da capital federal, ainda houve mortes no Entorno. Se somados esses casos, o total de óbitos chega a 789.

Covid-19: sistema hospitalar de Barreiras próximo ao colapso.

08/07/2020

O boletim da prefeitura de Barreiras trouxe a confirmação de mais 18 casos confirmados de COVID-19, chegando a 466 casos na cidade com 331 recuperados.

O dia 7 de julho de 2020 ficou marcado pela sexta morte em Barreiras vítima pela COVID-19.

O Dr. Rodrigo Mello, diretor do Hospital Eurico Dutra, anunciou ontem, em vídeo, que os 12 leitos do hospital estão lotados, sempre com taxas de ocupação acima de 70%. A informação é do site Mais Oeste.

Dr. Rodrigo fala também sobre o grande número de atendimentos diários no Eurico Dutra.

“Ontem (do dia 6 para 7) foram mais de 80 atendimentos em 24 horas”, afirma o Médico.

Ele pede que a população de Barreiras se cuide, não participando de aglomerações.

Até agora os 10 leitos contratados pelo Governo do Estado em um hospital particular ainda não estão operacionais.

Na sexta-feira passada, dos 16 leitos do Hospital do Oeste, 11 estavam ocupados.

Produção de grãos deve atingir 251,4 milhões de toneladas segundo levantamento da Conab

08/07/2020

Soja confirma produção recorde.

A produção brasileira de grãos deverá ser de 251,4 milhões de toneladas na safra 2019/2020. O desempenho recorde na agricultura deve-se, principalmente, às colheitas de soja e milho, responsáveis por cerca de 88% da produção.

Os dados constam no 10º Levantamento de Grãos realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgado nesta quarta-feira (8).

Nesta safra, a Conab estima a maior colheita já registrada para a oleaginosa, com uma produção de 120,9 milhões de toneladas. O bom resultado foi obtido, apesar dos problemas climáticos registrados principalmente no Rio Grande do Sul, com registro de produtividade média nacional maior que a da safra passada. O reflexo da boa produção pode ser visto nas exportações do produto. Nos primeiro semestre deste ano o país exportou 60,3 milhões de toneladas do grão, aumento de 38% em comparação com o mesmo período do ano passado. A elevação da cotação do dólar frente ao real contribuiu para esse número, aumentando a competitividade do produto brasileiro no mercado internacional. A soja e os demais produtos do agronegócio contribuíram para um saldo de aproximadamente US$ 36 bilhões de dólares na balança comercial, algo em torno de R$ 190 bilhões.

A produção de milho também deve ser a maior já registrada. Com a colheita realizada em 25% da 2ª safra do cereal, a expectativa que o Brasil tenha uma produção superior a 100 milhões de toneladas. Resultado atingido mesmo com o atraso do plantio da soja, que impacta no plantio do milho, fazendo com que parte da semeadura tenha sido feita fora da janela ideal. Em Mato Grosso, principal estado produtor, as condições climáticas foram menos favoráveis que na safra passada, o que não permitiu às lavouras expressarem todo seu potencial produtivo.

Mas, o crescimento na área plantada deve compensar as influências negativas na cultura. Este aumento pode ser consequência dos preços praticados no mercado, em patamares remuneratórios ao produtor, que incentivou o plantio. Nesta ampliação do produto, o Brasil passa registrar uma terceira safra do cereal, puxada pela região produtora de Sergipe, Alagoas e pelo nordeste da Bahia (Sealba). Com a semeadura concluída, o desempenho depende das condições climáticas nos próximos meses.

Outro produto que já registra o plantio da 3ª safra concluído é o feijão. Mas, para a leguminosa, o clima tem maior influência nas áreas do Norte e Nordeste do país, uma vez que a produção registrada no Centro-Oeste é irrigada. Com o cultivo das três safras do produto, consumo e produção mantêm-se alinhados, próximo a 3 milhões de toneladas.

Culturas de inverno – Com o plantio das principais culturas finalizando, a Companhia segue acompanhando o desenvolvimento das lavouras e o impacto do clima. Destaque para o trigo, que apresenta expressivo crescimento na área plantada, chegando a 2,32 milhões de hectares, um aumento de 13,7%, podendo chegar a uma produção de 6,3 milhões de toneladas.

Clique aqui para conferir outras informações sobre as demais culturas plantadas no país no documento completo do 10º Levantamento – Safra 2019/20, publicado no Portal da Conab.

Malandro coloca tornozeleira eletrônica no cavalo e dá no pé.

08/07/2020

O pangaré, agora controlado pela Justiça.

A criatividade do brasileiro não tem limites. Um condenado transferiu as responsabilidades de portar a sua tornozeleira eletrônica para um cavalo e sumiu; O fato aconteceu em Iguatu, a 62 km de Várzea Alegre, onde o homem deveria estar.

O cavalo foi encontrado por policiais militares, após denúncias de moradores, com uma tornozeleira eletrônica presa a uma das patas, em Iguatu, na última segunda-feira (6). O homem que deveria estar usando a tornozeleira já foi identificado e é considerado foragido da Justiça, segundo o delegado da Polícia Regional Marcos Sandro.

O homem foi condenado por tráfico de drogas e assalto, em Várzea Alegre, cerca de 62 km de Iguatu. “Ele fugiu de Várzea Alegre e, possivelmente, passando por Iguatu, colocou a tornozeleira no cavalo, que estava na rua, para tentar despistar a polícia. Conseguimos identificar o criminoso pelo número da tornozeleira. Hoje pela manhã, já comuniquei ao juiz e ao sistema penitenciário, que virão buscar o equipamento”, pontua o delegado. Ele também ressaltou que não foi preciso identificar o proprietário do animal por não ter relação com o crime.

A tornozeleira foi levada a Delegacia Regional, onde foi registrado Boletim de Ocorrência. Segundo o delegado, o juiz responsável pelo caso deve reverter a pena do indivíduo para prisão em regime fechado.

Segundo a Lei de Execução Penal em vigor, o preso com monitoramento eletrônico comete “descumprimento de condição obrigatória” se não respeitar o perímetro autorizado pela Justiça e é classificado como “falta grave” o descumprimento do uso obrigatório da tornozeleira eletrônica. De acordo com a Lei, o delito acarretaria na perda do direito à progressão do regime de fechado ao semiaberto ou aberto, além dos benefícios de saída temporária ou prisão domiciliar monitorada.

Do G1, editado.

Novas ofertas válidas apenas para hoje nos Supermercados Marabá. Aproveite!

08/07/2020

 

“Bolsonaro tem compromisso inquebrantável com a morte”, diz Haddad

07/07/2020

Médicos em protesto em praia de Fortaleza.

O ex-candidato nas eleições de 2018, Fernando Haddad, 47 milhões de votos no segundo turno, disse hoje que o presidente Jair Messias Bolsonaro tem “um compromisso inquebrantável com a morte”, ao comentar os desmazelos do Chefe da Nação com a crise sanitária que avança de maneira inexorável no  País.

Se apenas 4% da população foi contaminada e já foram causadas quase 67 mil mortes, é fácil projetar, numa simples regra de três, que poderemos ter cerca de 1.600.000 mortes no País, um pouco mais de 0,7%.

Hoje a soma de mortes em todo o mundo é de 545.000 e a participação brasileira pode chegar a bem mais de 50% nos próximos seis meses, dadas as taxas de incremento da pandemia no País.

Dados das secretarias estaduais de Saúde mostram que o Brasil registrou 1.312 novas mortes e 48.584 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, então, o país já contabiliza 66.868 óbitos e 1.674.655 contágios.

No momento vários estados, entre eles Mato Grosso, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte e Minas Gerais estão com os sistemas hospitalares colapsados, frente às dificuldades de leitos de UTI e de pessoal especializado para o atendimento. Outras estados beiram perigosamente o colapso. Os fanáticos continuam defendendo remédios para lombrigas, piolhos e maleita como a salvação dos pacientes.

Deus tenha dó dos brasileiros, principalmente daqueles mais vulneráveis. No Rio de Janeiro, 30% das mortes já estão acontecendo em casa. Primeiro, que não existem recursos para o traslado dos pacientes; segundo que não existem locais para acolher e tratar dessas pessoas.

A par disso, temos que lamentar o fato que a Saúde no País não tem comando há mais de 60 dias, depois que dois médicos, Mandetta e Teich, pediram demissão em sucessão. Um general de brigada da arma de Intendência faz as vezes, como interino, do Ministério da Saúde, apesar de não saber nem mesmo a diferença entre um bicho-de-pé e um berne.

O bicho está pegando no Palácio do Planalto!

07/07/2020

A Secretaria-Geral da Presidência da República informou que até o dia 3 de julho deste ano 108 funcionários do Palácio do Planalto foram diagnosticados com a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. A informação é do portal Metrópolis.

Em nota divulgada na noite desta terça-feira (7/7), a pasta disse que o número corresponde a 3,8% do total de servidores da Presidência, que hoje conta com quase 3.400 funcionários.

“Não houve mortes e mais de 90% desses casos foram assintomáticos ou apresentaram apenas sintomas leves”, assinala o texto.

A manifestação do Palácio do Planalto ocorre após questionamentos sobre quais procedimentos estão sendo adotados para a segurança e o bem-estar dos servidores da Presidência durante a pandemia do coronavírus, principalmente depois de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ter sido diagnosticado com Covid-19.

Que maravilha! Alto consumo de Cloroquina entre os cloroquiners!

 

Bahia ainda é o sétimo estado com menor número de contaminações pelo Covid-19.

07/07/2020

O Distrito Federal  (DF) está entre os estados com mais casos de covid-19 a cada 100 mil habitantes, de acordo com dados atualizados nesta segunda-feira (6) e disponíveis no Painel Covid-19, desenvolvido pelo Congresso em Foco.

Comparado com Amapá (AP) e Roraima (RR), que são os estados com mais incidência da covid-19, 3.548  e 3.128 casos confirmados por 100 mil habitantes, respectivamente, o DF fica na terceira posição, com 2.003 casos da doença pela relação de 100 mil habitantes.

A Bahia está com muitos infectados: segundo a Secretaria da Saúde nas últimas 24 horas, foram registrados 3.675 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +4,2%), 48 óbitos (+2,2%) e 3.428 curados (+5,7%). São mais de 18 mil infectados só na última semana.

Dos 91.954 casos confirmados desde o início da pandemia, 63.207 já são considerados curados, 26.531 encontram-se ativos e 2.216 tiveram óbito confirmado.

No entanto, devido à sua grande população, mais de 14 milhões de habitantes, tem o sétimo menor índice por 100 mil.

Segundo as últimas informações divulgadas pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Brasil chegou, nesta terça-feira (7/7), a 1.668.589 casos confirmados de coronavírus e 66.741 mortes por conta da doença.

Desde a atualização feita nessa segunda (6/7), foram registrados mais 45.305 diagnósticos e 1.254 óbitos.

Trio da malandragem é preso pela PRF na BR 242, em Barreiras.

07/07/2020

O condutor afirmou aos agentes federais que um suposto amigo havia cedido o veículo como empréstimo, para que ele pudesse buscar oportunidade de emprego em Barreiras (BA), versão que não foi confirmada pelos demais ocupantes.

Na manhã de ontem (06), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou um Renault/Logan roubado há 04 dias.

O flagrante foi registrado por volta das 07h30, no KM 800 da BR 242, trecho do município baiano de Barreiras.

Durante fiscalização rodoviária, os PRFs abordaram o veículo, ocupado por 03 homens, para as verificações e, durante a revista pessoal constataram que dois deles não portavam documentos de identificação.

Além disso, após consultar os sistemas policiais, os agentes federais identificaram que a placa do veículo possuía registro de roubo, datada em 02/07 , em Brasília (DF).

Diante do exposto, os homens foram detidos e encaminhados juntamente com o veículo apreendido à delegacia de polícia judiciária local para adoção das medidas cabíveis.

Brasil registra, em 24 horas, o dobro de mortes por Covid que os EUA

07/07/2020

O Brasil tem 66.093 mortes por coronavírus confirmadas até as 13h desta terça-feira (7), aponta um levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Veja os dados atualizados às 13h desta terça-feira (7):

  • 66.093 mortes
  • 1.643.539 casos confirmados.

Na atualização das 8h desta terça-feira, o país registrava 65.631 mortes e 1.628.283 casos confirmados.

(Na segunda-feira, 6, às 20h, o 29° balanço indicou: 65.556 mortes, 656 em 24 horas; e 1.626.071 casos confirmados, 21.486 em 24 horas. Desde então, CE, DF, GO, MG, MS, PI, RN, RR e SP divulgaram novos dados.)

O número de mortes no País é quase o dobro do número apurado nos Estados Unidos no mesmo intervalo, de 359 mortes por covid-19.