Skip to content

O debate decisivo visto pelos jornalistas de O Globo

25/10/2014

dilma aecio globo

Matéria de O Globo, com foto de  Alexandre Cassiano / Agência O Globo

No último debate da campanha presidencial, nesta sexta-feira à noite, na TV Globo, a troca de acusações que marcou a campanha veio logo no início do embate entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e o senador Aécio Neves(PSDB). O tucano, em sua primeira intervenção, disse que era alvo de boatos, como o de que tiraria do cadastro beneficiados pelo Bolsa Família, e lembrou o escândalo da Petrobras, com as denúncias veiculadas esta semana pela revista “Veja”, segundo as quais o doleiro Alberto Youssef acusou Dilma e e o ex-presidente Lula de saberem dos desvios na estatal.

— Essa campanha vai passar para a História como a mais sórdida. A calúnia e a infâmia foram feitas não só em relação a mim, em relação a Eduardo Campos, a Marina. Isso é um péssimo exemplo. A revista publica que um dos delatores disse que a senhora e Lula tinha conhecimento da corrupção na Petrobras. A senhora sabia da corrupção na Petrobras?

Em resposta, Dilma acusou o tucano de fazer uma campanha “extremamente agressiva” contra ela e negou as denúncias. Afirmou que a revista faz “oposição sistemática” aos governos petistas e promove um “golpe eleitoral”.

— A “Revista Veja” não apresenta nenhuma prova do que faz. Manifesto a minha inteira indignação porque a revista tem hábito de, na reta final das campanhas, tentar dar um golpe eleitoral e isso não é a primeira vez. Fez em 2002, em 2006, em 2010 e agora faz em 2014. O povo não é bobo e sabe que está sendo manipulada essa informação porque não foi apresentada nenhuma prova. Irei à Justiça para me defender.

Debate-segundo-turno-globo-01-size-598

 

Foto de Ivan Pacheco, de Veja

COMPARAÇÕES ENTRE GOVERNOS

Aécio manteve a ofensiva e, ao abordar os problemas de infraestrutura do país, criticou o governo federal por ter investido R$ 2 bilhões na construção do Porto Muriel, em Cuba, quando, disse, o país carece de investimentos em ferrovias e portos. Na resposta, Dilma usou a estratégia, repetida ao longo do debate, de comparar os governos petistas com os de Fernando Henrique Cardoso. Disse que a iniciativa será benéfica para empresas brasileiras e afirmou que o ex-presidente também financiou empresas para “colocar produtos em Cuba e Venezuela”.

Nas seguidas comparações que fez com governos tucanos, Dilma acusou o PSDB de ter deixado o Banco do Brasil com uma “grave dívida” e de ter quebrado a Caixa Econômica Federal e o BNDES.

— Vocês reduziram (os bancos) ao tamanho que achavam que devia ter — disse Dilma.

A presidente ouviu então de Aécio a acusação de que o PT aparelha a máquina pública.

— O Banco do Brasil tem 37 diretorias, um terço delas ocupadas por filiados do PT.

No debate econômico, Dilma disse que não era verdade que ela é a primeira presidente a  entregar um governo com a inflação maior do que recebeu:

— No últimos dez anos tivemos dentro dos limites da meta. Quem não mantinha (a meta) era o governo Fernando Henrique.

— Quer dizer que foi o PT que controlou a inflação e não nós? Tenho orgulho de ter um aliado como o Fernando Henrique, a quem a senhora teceu elogios.

PARTICIPAÇÃO DE INDECISOS

No segundo bloco, em que, pela primeira vez, eleitores indecisos fizeram perguntas diretamente aos candidatos, a discussão se voltou para a vida real, tornando o debate menos agressivo e mais propositivo. Logo na primeira pergunta, sobre os altos aluguéis, Dilma e Aécio foram obrigados a discutir a inflação, sem acusações mútuas.

Dilma aproveitou a pergunta para falar de um de seus principais programas, o Minha Casa Minha Vida, destacando que ele contempla quem ganha até R$ 5 mil, com faixas de subsídio. A candidata disse que seu compromisso é fazer mais três milhões de casas, ampliando as faixas de renda.

— Tenho certeza de que você poderá ser contemplado caso seja uma das pessoas sorteadas — disse Dilma, dirigindo-se ao eleitor.

Aécio procurou desconstruir os números oficiais. Disse que foi entregue apenas metade das três milhões de casas anunciadas. O tucano prometeu ampliar os programas de habitação no país.

A pergunta sobre educação proporcionou um confronto de realizações entre Dilma, no governo federal, e Aécio, no governo de Minas Gerais. No entanto, os candidatos convergiram sobre a necessidade de mais creches, melhora no ensino médio e na valorização dos professores.

Sobre o tema da corrupção, levantado por uma eleitora de Minas, Dilma concordou que a lei é branda para punir corruptos e corruptores e enumerou propostas que fez para endurecer a lei. Aécio disse que a eleitora expressava o sentimento de indignação de milhões de brasileiros com a corrupção e afirmou que algumas propostas listadas por Dilma tramitaram no Congresso, mas sem empenho do governo em aprová-las.

— Existe uma medida acima de todas as outras para combater a corrupção, tirar o PT do governo — afirmou o tucano.

‘MEU BANHO MINHA VIDA’

No terceiro bloco, em que os candidatos voltaram a fazer perguntas entre si, Dilma alfinetou os tucanos ao falar sobre a importância do planejamento e em seguida lembrou a falta de água em São Paulo, governada pelo PSDB. Aécio disse que faltou planejamento, mas do governo federal, que, segundo ele, não teria colaborado com o governo paulista. Citou o Tribunal de Contas da União (TCU), que teria acionado o governo federal por isso. Dilma procurou ser irônica e, após, dizer que água é responsabilidade dos governos estaduais, citou o humorista José Simão:

— Vocês estão levando o estado para ter o programa “meu banho minha vida”.

Aécio, que já havia citado o “Petrolão”, referência ao escândalo da Petrobras, lembrou o julgamento do mensalão e voltou a criticar o PT por tratar os petistas condenados como “heróis nacionais”. E perguntou a Dilma o que achava da condenação do ex-ministro José Dirceu. Sem responder diretamente ao tucano, a presidente lembrou o mensalão mineiro, no governo do tucano Eduardo Azeredo (a quem chamou de Renato Azeredo):

— O mensalão do meu partido teve condenados. No mensalão do seu partido, não teve condenados nem punidos — disse Dilma, lembrando outros escândalos envolvendo tucanos que, segundo ela, não tiveram punição, como Sivam e pasta rosa.

Aécio contra-atacou e disse que um dos principais envolvidos no mensalão mineiro é ligado ao PT:

— Walfrido Mares Guias foi coodenador de sua campanha em Minas — afirmou Aécio

Debate pega fogo, junto com comentários nas mídias sociais

24/10/2014

pesquisa-ibope-eleicoes-2014

Dona Dilma, durante o debate da Globo: “O programa do PSDB inclui o projeto “Meu banho, minha vida”.

*******************************

Dona Dilma é uma senhora em pleno gozo da terceira idade. Por isso, merece usar uma maquiagem pesada, para tentar apagar as marcas do tempo. O seu opositor, no entanto, é um cinquentão sacudido, que não precisa dessa maquiagem grossa.

*******************************

Dilma: “Vocês inventaram a reeleição. E agora querem acabar com a reeleição?”

*******************************

Deputada Kelly Magalhães, no twitter, consagrando seu tradicional pavio curto:

“Aécio é cínico, debochado, irônico e sem propostas!”

*******************************

Dilma: “A estratégia do engavetador geral da república funcionou muito bem”

*******************************

Dona Dilma: “Como o senhor enxerga a questão da água em SP? Houve falta de organização?”

E arrematou: “O Governo de São Paulo vai ter que instituir o programa “Meu banho, Minha vida”

água

 

11(4)

*******************************

aécio

*****************************

Luiz E. Greenhalgh: Dilma desmente de forma clara a demagogia de Aécio na questão do saneamento. Aécio olha para Dilma com indisfarçável ódio.”
*****************************
Os dois candidatos estão cansados e chamam o banco: Luciana Genro vai assumir o lugar de Dilma; Eduardo Jorge vai substituir Aécio, que sai suado, com a maquiagem derretida.
*****************************
13
 *******************************
Dilma: “Fomos nós que descobrimos [o esquema na Petrobras]. Foi a Polícia Federal, ligada ao ministério da Justiça. A Polícia Federal integra o meu governo. É um órgão do governo”
Aécio: “Nós não vamos privatizar a Petrobras, mas reestatizá-la . Eu vou tirá-la das mãos desse grupo político que tomou conta dessa empresa e está fazendo aquilo que nenhum brasileiro poderia imaginar”
********************************
tw

futsal

Secretaria de Meio Ambiente realiza curso de compostagem

24/10/2014

O Poder Executivo do Município de Luís Eduardo Magalhães, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Economia Solidária lhe convida a participar do Curso de Compostagem ministrado pelo palestrante Acássio Rivelino.

O curso será realizado neste sábado, dia 25 de Outubro, às 10h, no Centro de Triagem Coleta Seletiva Solidária (Rua Jequié, quadra 127, lote 127A, Santa Cruz)

Feirantes recebem capacitação

Os comerciantes que atuam no Mercado Público Municipal do bairros Santa Cruz, e na feira livre do bairro Mimoso II ao longo desta semana e entre os dias 03 e 07 de novembro participam de uma série de capacitações, parte do Programa Cidade Empreendedora e da proposta de revitalização dessas feiras, idealizada pelo prefeito Humberto Santa Cruz.

Durante toda esta semana os feirantes estão participando de cursos SEI Controlar meu dinheiro, SEI Planejar, SEI Empreender e SEI Comprar e SEI Vender, ministradas pelo Sebrae, na sala de reuniões da Secretaria de Educação, no Centro Administrativo.

Rosangela Della Costa, lembrou que cada banca de feira deve ser encarada uma empresa, afinal, a maioria dos feirantes é um empreendedor individual.

Para a secretária de Indústria, Comércio e Serviços de Luís Eduardo Magalhães, Rosangela Della Costa, todo feirante é um empreendedor em potencial. “Cada banca de feira deve ser encarada uma empresa, afinal, a maioria dos feirantes é um empreendedor individual, por isso a importância dessa série de capacitações”, disse.

Entre os dias 03 e 07 de novembro as capacitações fazem parte do Programa Alimentos Seguros, realização do Sebrae, Prefeitura e Associação Comercial e Empresarial de Luís Eduardo Magalhães (ACELEM). O objetivo é auxiliar aqueles que manipulam alimentos com mínima infraestrutura. Durante o curso os feirantes aprenderão noções básicas de higiene e manipulação com dinâmicas que envolvem práticas de higiene pessoal, ambiente e utensílios.

facilita

2A lâmpadas

 

 

 

 

 

Faahf banner topo

 

standbyte-outubro-grande

Jantar Dourado

Câmara Municipal fiscaliza e denuncia Embasa por lançamento de esgoto sanitário no Rio Grande

24/10/2014

camara 1

Após o recebimento de denúncia por parte da Ouvidoria da Câmara Municipal, de que estaria em curso suposto crime ambiental praticado pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A. (Embasa), concessionária responsável pelo serviço de água e esgoto em Barreiras, os vereadores se mobilizaram na última terça-feira (21/10), entre eles o presidente Tito, Alcione Rodrigues, Hipólito dos Passos, Beza, Otoniel Teixeira, Digão Sá, Karlúcia Macêdo, Marileide Carvalho e Gilson Rodrigues, e promoveram diligência ao local, constatando in loco, o lançamento de esgoto sanitário sem qualquer tratamento diretamente no leito do Rio Grande, por meio do extravasamento de Poços de Visita ao longo da rede, antes da chegada a Estação de Tratamento de Esgoto localizada próximo ao Hospital do Oeste e o rio.

camara 2

Após notificar os diversos órgãos de imprensa e os órgãos fiscalizadores, INEMA, IBAMA e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, os vereadores voltaram na manhã desta quarta-feira (22/10) a vistoriar toda a área submetida ao descaso da concessionária, e constataram na companhia dos técnicos do INEMA e da Secretaria de Meio Ambiente que o extravasamento dos Poços de Visita lançam dejetos na área há pelo menos três meses, formando assim um enorme pântano de excrementos, que favorecendo-se do desnível do solo canalizam-se diretamente para o leito do Rio Grande.

camara 3

Os integrantes do Legislativo vistoriaram também a Estação de Tratamento de Esgoto – ETE, e constataram que a mesma se encontra operando com excesso de sua capacidade, com risco de transbordamento além de comprometimento na sua estrutura. Outro fator que comprovou o crime ambiental em curso foi que o esgoto removido da área de extravasamento dos Poços de Visita pelos técnicos da EMBASA no momento da fiscalização pelos vereadores, eram lançados na bacia da ETE onde se inicia o tratamento do esgoto, em uma clara demonstração do dano ambiental que está ocorrendo, com o lançamento deste esgoto sanitário no leito do rio.

camara 4

“Diante dessa grave situação praticada pela Embasa, a Câmara Municipal não poderia adotar outra medida senão a de acionar todos os órgãos ambientais competentes para constatar esse fato mediante fiscalização. Além de propor representação com pedidos de providências ao INEMA, ao IBAMA e a SEMMA, e ao Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal, para que a Embasa seja inquirida a reparar o dano ambiental causado ao Rio Grande e a saúde da população barreirense”, afirmou o presidente Tito. Ascom – Câmara Municipal de Barreiras.

camara 5

Barreiras: CDL lança campanha de Natal 2014

24/10/2014
tags: ,

Lancamento-Natal-que-conecta

A noite de ontem (23/10), foi marcada por duas grandes novidades apresentadas pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Barreiras, no evento realizado no Centro de Convenções Hotel Morubixaba.

A primeira novidade foi o pré-lançamento do novo site da CDL, que foi totalmente reformulado para ficar muito mais prático, dinâmico e com um visual agradável.

A segunda novidade foi o lançamento da campanha de Natal 2014 que traz um tema bem atual “Natal que conecta”. A campanha chamou a atenção dos lojistas e promete ser um sucesso em vendas no período de Natal que já se aproxima.

Empresarios-lojistas-assistem-ao-lancamento-Natal-que-conecta

Criação da agência Uau Mais, o tema da campanha surgiu com o intuito de ligar o tradicional às novas tecnologias da atualidade.

Para o diretor-presidente da CDL, Rider Castro esta campanha é um grande diferencial que vem atendendo as novidades presente no mercado. Além de oferecer grandes oportunidades de vendas para o comércio barreirense.

O evento foi animado pelo som de Luca Senzala e ainda teve sorteios de brindes para empresas que aderiram à campanha.

Presidente da UMOB se reúne com governador para cobrar providencias na questão do litígio na divisa BA-GO

24/10/2014
A audiência com o governador serviu para se cobrar providencias urgentes do governo do estado no que se refere a formação de um grupo de trabalho para cumprir o acordo firmado entre Bahia e Tocantins

A audiência com o governador serviu para se cobrar providencias urgentes do governo do estado no que se refere a formação de um grupo de trabalho para cumprir o acordo firmado entre Bahia e Tocantins

O presidente da União dos Municípios do Oeste da Bahia (UMOB), Humberto Santa Cruz, também prefeito de Luís Eduardo Magalhães participou de audiência com o governador Jaques Wagner na quarta-feira, 22, para tratar da questão do litígio de terras na divisa entre os estados da Bahia e Goiás. No último dia 29 de setembro, a pedido do governador, o presidente representou a soberania do Estado da Bahia para evitar o cumprimento de um mandato de reintegração de posse de terras localizadas em território baiano.

A audiência com o governador serviu para se cobrar providencias urgentes do governo do estado no que se refere a formação de um grupo de trabalho para cumprir o acordo firmado entre Bahia e Tocantins em novembro de 2012 que estipula os parâmetros para estabelecimento da linha de divisa entre os estados e também analisar de forma conjunta eventuais hipóteses de superposição de áreas tituladas pelos acordantes.

“Esta audiência com o governador é uma demonstração da nossa preocupação com tudo que está acontecendo na divisa entre Bahia e Goiás. Precisamos preservar a soberania do nosso estado e ao mesmo tempo garantir aos produtores rurais destas áreas a tranqüilidade para continuar a produzir sem maiores prejuízos”, disse o presidente Humberto Santa Cruz, ressaltando a importância deste trabalho a fim de se evitar novos conflitos.

Na época da primeira decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), em novembro 2012, não houve acordo entre os demais estados acerca de suas divisas. Todos ficaram no aguardo da decisão da nova decisão do STF, divulgada no último dia 08 de setembro. De acordo com a nova decisão a nova delimitação territorial nas divisas de Bahia e Goiás, Bahia e Piauí e Tocantins e Piauí, passou a ser a linha levantada pelo Serviço Geográfico do Exército Brasileiro.

O entrave, no entanto, está no fato de que durante esse trabalho de levantamento da perícia, o estado da Bahia, embora tenha indicado assistentes para acompanhar o trabalho, não apresentou nenhum quesito questionando os métodos adotados pelo Exército e que poderiam ser passiveis de prejuízos à Bahia. Isso se deu porque os  assistentes pelos demais estados acompanharam os trabalhos em defesa de seus territórios. Os assistentes indicados pela Bahia não.

Esta nova decisão do STF reconsidera a decisão que suspendia o prosseguimento das ações possessórias na área de litígio, autorizando o prosseguimento das execuções das ações possessórias já sentenciadas que tramitam na Comarca de Posse/GO. No entanto, ainda que se trate de comarcas contíguas, vizinhas, o oficial de justiça só pode cumprir citação ou intimação, não podendo fazer qualquer outra diligência fora do território da comarca, como consta do art. 230 do Código Processo Civil (CPC). Também, não há protocolo de cooperação entre os tribunais dos dois estados para que permitam o cumprimento do ato de reintegração de posse.

“Com este direcionamento do STF, os tribunais tendem a seguir, em prejuízo incalculável aos produtores baianos que compraram as terras, investiram, valorizaram os imóveis, e agora, depois de 20 ou 30 anos enfrentam duplicidade de títulos, sendo despejados pela justiça como já está acontecendo”, critica o presidente.

Ponto positivo – A boa notícia é que o acordo firmado entre Bahia e Tocantins salvou os municípios de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães. Se aplicada a perícia do exercito os municípios perderiam juntos mais de 57 mil hectares (37 mil em Barreiras e 20 mil em LEM). “A participação do Governador da Bahia Jaques Wagner foi decisiva no convencimento do Governador do Tocantins Siqueira Campos em firmarem este acordo em detrimento do trabalho do exercito que iria criar mais conflitos que soluções”, ratifica Humberto Santa Cruz. Outro município da região beneficiado foi Formosa do Rio Preto que teve um acréscimo de área de 31.452,918 hectares.

Presenças

Além do presidente da UMOB, Humberto Santa Cruz Filho e do governador Jaques Wagner participaram da audiência, o Secretário de Planejamento, Sérgio Gabrieli; Procurador Geral do Estado, Rui Moraes Cruz, Procurador do Estado em Brasília, Bruno Espineira Lemos; o Presidente da Assocafé, João Lopes; o Coordenador da UMOB, Sérgio Pitt; os produtores rurais João Antônio Franciosi e Lauro Luza, além do advogado João Maia Filho.

Bandidos armados assaltaram casas no Bairro Florais Léa

24/10/2014

honda_biz_rosaNa noite da última quinta-feira, 23, bandidos armados assaltaram duas casas no bairro Florais Léa, na parte chamada Altos do Belvedere. Os meliantes levaram celulares dos moradores e uma Biz rosa. Placa policial NYZ 5018. Quem tiver informações ligar para a Policia Militar através do 190 ou 3628-3471.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 125 outros seguidores