Skip to content

Hoje deve sair o restante dos nomes do secretariado de Rui

19/12/2014

Sexta-feira agitada na Capital de todos os baianos, com a possível indicação, pelo governador eleito, Rui Costa, do restante do seu secretariado. Nesta hora de choro e ranger de dentes entre os mais diversos componentes da grande base de apoio que elegeu Rui é que se vê que a diversidade de pensamento político pode ser a nota dominante.

As maiores apostas são Marcelo Gomes (Ciência e Tecnologia), Carlos Melo (Casa Civil), Fernanda Mendonça (Agricultura), Carlos Martins (Sedur) e Jorge Portugal (Cultura).

Mas os blogs regionais reivindicam uma vaga para Oziel Oliveira, que está deixando a Câmara, ou Jusmari Oliveira, que não conseguiu uma vaga no parlamento.

Vamos ter a informação no final da tarde ou início da noite. Fique de olho e torça para o seu time.

A par disso, também se debate a eleição para a Presidência da Assembleia Legislativa e para a Câmara de Salvador.

 

Técnica de plantio de espécies nativas recupera áreas de cerrado

18/12/2014

A Prefeitura, através da Secretaria de Meio Ambiente e Economia Solidária (SEMA), executa desde 2011 a Campanha LEM APP 100% Legal, uma parceria entre o governo municipal, a ONG Conservação Internacional, junto com a Monsanto e o Instituto Lina Galvani. Na segunda e quarta-feira-feira, 15 e 17 de dezembro, respectivamente,  foi desenvolvido em quase 10 hectares das propriedades Chácara Flor de Liz e Fazenda Sinimbú, a técnica da “Muvuca” uma metodologia inovadora de recuperar áreas de Cerrado que está dando certo no oeste da Bahia.

A participação dos proprietários mostra o interesse em participar da Campanha que recupera áreas no municipio. Na foto o Sr. Jorge Falkowski plantando Muvuca.

Nos últimos quatro anos foram plantados 28 hectares de Muvuca em Luís Eduardo Magalhães, e 150 hectares com diferentes processos de recuperação. Estas áreas visam além da proteção ambiental, disponibilidade de pesquisa cientifica. De acordo com a secretária da pasta, Fernanda Aguiar, o município já apresenta um índice elevado de áreas preservadas. “A prefeitura em parceria com os consultores ambientas, Sindicato dos Produtores Rurais, Conselho Municipal de Meio Ambiente e Associações está buscando, mais áreas para recuperar, sendo que o município ainda possui genética armazenada na Casa de Sementes, disponível para implantar mais projetos”, comentou.

???????????????????????????????

O proprietário rural, Jorge Falkowski que este ano plantou 2,7 hectares afirma que a técnica de plantar sementes do Cerrado com maquinas agrícolas é uma ótima alternativa para recuperar áreas degradadas. ”Quero proteger a água, penso na vida do meu filho que é pequeno, esta área que plantamos a Muvuca servirá como um  filtro para a água e isso melhorará a qualidade de vida da minha e de outras famílias.”

Mistura de sementes na Chácara Flor de Liz.

Redução de Custos – A técnica da Muvuca reduz os custos da recuperação de áreas degradadas em relação ao tradicional plantio de mudas, já que utiliza o maquinário agrícola das próprias fazendas para recuperar grandes extensões de terra com espécies nativas. Enquanto a restauração pelo plantio tradicional de mudas custa em torno de R$ 12 a R$ 15 mil por hectare, o plantio com a técnica da Muvuca sai por R$ 5 mil por hectare.

Luís Eduardo Magalhães busca cada vez mais a mobilização dos produtores rurais para a divulgação e implementação da nova técnica de plantio mecanizado de sementes nativas, sendo possível conciliar produção e conservação do Cerrado na esfera do agronegócio do oeste baiano.

A SEMA articula uma rede de coletores de sementes movimentando uma economia paralela ao mercado local, com o comércio dessas sementes. Moradores de baixa renda da zona rural se beneficiam com a necessidade de recuperar áreas nas fazendas do município. Desta maneira proporcionando através da Economia Solidária, melhoria qualidade de vida, para as pessoas que vivem do campo.

Referência Internacional – A empresa Monsanto, que promove parte da Campanha, enviou uma equipe  publicitária dos Estados Unidos, no mês de novembro, para mostrar ao mundo como está técnica está sendo difundida no Brasil e a maneira que Luís Eduardo Magalhães está se destacando no território nacional com a Conservação Ambiental.

Esporte rende 40 toneladas de alimentos para entidades carentes

18/12/2014
Equipe da Secretaria de Ação Social e representantes das entidades beneficentes

Equipe da Secretaria de Ação Social e representantes das entidades beneficentes

As 40 toneladas de alimentos arrecadados durante os seis dias de disputa da X Taça Nordeste de Futsal, entre os dias 10 e 15 de novembro, em Luís Eduardo Magalhães foram entregues na manhã desta quarta-feira, 17, para onze entidades beneficentes do município. A ação é uma iniciativa da equipe de futsal LEM Vento em Popa Janjar e da Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães através da Secretaria de Trabalho e Assistência Social.

Para a secretária de Trabalho e Assistência Social, Maira de Andrada Santa Cruz, a combinação esporte e solidariedade têm rendido muitos frutos no município. “Toda equipe e atletas do LEM Vento em Popa Janjar despertaram a paixão pelo esporte na população de Luís Eduardo Magalhães”, disse, destacando ainda a importância do esporte para a saúde da nossa cidade.

A Secretária destacou ainda o importante trabalho desenvolvido pelas entidades beneficiadas com as doações para o município. “Nossa cidade precisa cada vez mais aumentar o time de pessoas que contribuem para o bem de Luís Eduardo Magalhães”, completou.

De acordo com o empresário e presidente do LEM Vento em Popa Janjar, Fábio Lauck, a X Taça Nordeste de Futsal recebeu uma média de 3,5 mil pessoas por dia de evento. Fábio anunciou que em 2015, o LEM Vento em Popa Janjar fará um turnê por sete municípios baianos para arrecadar fundos para uma criança de Aracatu que tem uma doença rara. O empresário também agradeceu o trabalho das entidades beneficiadas e ressaltou que o trabalho social desenvolvido através do futsal vai continuar.

40 toneladas de alimentos foram doadas para onze entidades beneficentes do município

As entidades beneficiadas são: Paróquia São José, Paróquia Santa Rita de Cássia; Paróquia Nossa Senhora Aparecida; ONG Amigos de Luís; Centro de Tratamento e Recuperação de Dependentes Químicos (CATIVAR), Casa de Passagem da Criança e do Adolescente José Vicente da Silva, Associação dos Moradores do Aracruz (AMA), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Abrigo São Francisco e Santa Clara, Centro Espírita Caminho de Luz, e Projeto Sementinha. Durante os cinco dias de evento também foram recebidas doações das empresas Agrosul, Bunge, Galvani, Fazenda Nossa Senhora Aparecida e Cargill.

 

Bahia tem saldo de 2.904 postos de trabalho em novembro

18/12/2014

No acumulado do ano foram gerados 42.826 novos empregos no estado. Luís Eduardo Magalhães agregou 1.094 novas vagas, num total de 18.478 empregos. Isso significa o primeiro posto na Região em ampliação do mercado de trabalho, em 11 meses.

Barreiras adicionou 594 novas vagas, num universo de 23.878 empregados.

São Desidério perdeu 125 vagas de emprego formal, em um universo de 7.260. 

De acordo com as informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged/MTE), sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI/Seplan), referentes ao mês de novembro de 2014, a Bahia contabilizou um saldo de 2.904 postos de trabalho com carteira assinada. Tal resultado expressa a diferença entre o total de 60.583 admissões e 57.679 desligamentos. O saldo de novembro ficou em um patamar inferior ao contabilizado em igual período de 2013 (+7.962 postos), mas foi superior ao resultado de outubro último (-5.240 postos), incluindo as declarações fora do prazo.

Foto de Edmar Moreira

Foto de Edmar Moreira

Em novembro, dos oito setores de atividade, cinco tiveram saldos positivos na Bahia. O maior saldo foi do Comércio (+4.467 postos), seguido pela Construção Civil (+2.526 postos) e Serviços (+2.426 postos). Os setores de Serviços Industriais de Utilidade Pública e Extrativa Mineral obtiveram saldos positivos, porém modestos, criando respectivamente 57 e 15 novos postos de trabalho. Os setores que registraram saldos negativos foram: Agropecuária (-4.060 postos), Indústria de Transformação (-2.126 postos) e Administração Pública (-401 postos).

No acumulado dos onze primeiros meses do ano, dos oito setores de atividade, seis registraram saldos positivos. O setor com maior saldo acumulado foi Serviços (+29.724 postos), seguido pelo Comércio (+8.630 postos) e Agropecuária (+3.294 postos). A Indústria de Transformação (+1.306 postos) foi a quarta maior, seguida pela Administração Pública (+366 postos) e Construção Civil (86 postos). Entre os setores que apresentaram saldos negativos, no acumulado do ano, estão: a Extrativa Mineral (-438 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (-142 postos).

Análise regional – A Bahia (+2.904 postos) ocupou a 3ª posição no saldo de postos de trabalho dentre os estados da Região Nordeste e a 7ª posição no Brasil em novembro de 2014. Na Região Nordeste, sete estados apresentaram saldos positivos. O estado desta região que gerou o maior saldo foi o Ceará (+8.032 postos) seguido por Alagoas (+4.277 postos), em terceiro a Bahia, e na quarta posição Paraíba (+2.448 postos). Os seguintes são Sergipe (+2.103 postos), Rio Grande do Norte (+1.124 postos) e o Piauí (+465 postos). Os estados com saldos negativos foram: Pernambuco (-6.154 postos) e Maranhão (-3.968 postos). Leia mais…

Contran adia por dois anos o emplacamento de máquinas agrícolas

18/12/2014

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) decidiu, nesta quinta-feira (18/12), adiar por dois anos o prazo de emplacamento das máquinas agrícolas.  Com a decisão, os tratores e outros equipamentos deverão estar emplacados para transitar em vias públicas, a partir de 1º de janeiro de 2017.
O objetivo do adiamento é possibilitar a adequação do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavan) e dos sistemas estaduais para receberem as novas informações.

A medida é tão claramente dinheirista, arrecadatória, que deveria ser prorrogada por 100 anos, com direito à prorrogação incondicional por mais 100 anos. Uma bobagem dessas pode até virar lei, mas os agricultores de todo o País vão fechar estradas e ruas das cidades agrícolas em um novo grito do campo de dimensões grandiosas.


Eu mesmo estou pronto para colocar meu Tobatinha, atravessado na pista da rodoviária de LEM. Por que esses caras não vão colocar placa na traseira da sogra?

 

Avicultores do Oeste baiano buscam estruturação do setor

18/12/2014

IMG_6609

Identificar gargalos e buscar caminhos para estruturar o setor avícola do Oeste baiano. Este foi o objetivo da mesa de debates, realizada no dia 16 de dezembro, em Barreiras. O evento foi uma continuidade do seminário “Uma proposta para o desenvolvimento da avicultura, suinocultura e laticínios do Oeste da Bahia”, que aconteceu no dia 28 de novembro, com o apoio da Aiba.

Representantes de indústrias de alimentos, entidades da sociedade civil, instituições financeiras, sindicatos e associações do Agronegócio regional, apontaram as principais necessidades do setor para que ele possa crescer de maneira sólida. Um dos pontos mais relevantes foi a necessidade de oferta de condições facilitadas de crédito para que o criador individual possa profissionalizar e ampliar sua estrutura. Somando-se a isso, surge a falta de formação e acompanhamento técnico do pequeno e médio avicultor, o que dificulta o fornecimento de um animal de qualidade e criado dentro das condições de higiene exigidas pela vigilância sanitária.

Mortalidade G-3 006

Este panorama afeta, diretamente, as duas grandes indústrias de alimentos instaladas na região, que operam abaixo de suas capacidades de produção por falta de fornecedores. Cada uma delas possui apenas um avicultor agregado. Os representantes destas indústrias reclamam também da falta de mão de obra qualificada. “Do mecânico ao eletricista, em qualquer setor na área industrial, hoje nós temos dificuldade. Mas estamos buscando o Senai, Sesi, Sebrae e todos eles estão empenhados nesse processo de capacitação”, disse Nivaldo Neves, sócio proprietário da Frango de Ouro.

A qualificação da mão de obra é fundamental para estas indústrias que possuem uma estrutura que engloba unidades de processamento de ração, frigoríficos e máquinas para embalagem dos frangos abatidos. O único problema que os empresários não enfrentam é a falta de matéria-prima para a produção da ração animal. “O milho, milheto, sorgo, farelo de soja, óleo de soja, compramos daqui da região. Quase 100% do insumo que a gente necessita vem daqui”, informou Eduardo Mota, gerente de processos da Mauricéia.

No final dos debates, foi formado um Comitê Técnico que terá o objetivo de atualizar documentos, propostas e projetos voltados para a estruturação do setor. A primeira reunião do Grupo será no dia 19 de dezembro. A cadeia da suinocultura foi convidada para participar da mesa de debates mas não compareceu.

Aiba marca presença na posse da nova diretoria da CNA

O presidente da Aiba, Júlio Cézar Busato, esteve presente na cerimônia de posse da nova diretoria da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), realizada no dia 15 de dezembro, em Brasília. A senadora Kátia Abreu estará à frente da entidade e terá o presidente da Faeb, João Martins, como seu vice presidente, para o período de 2014 a 2017.

unnamed (1) (2)  Leia mais…

Conveniência Entreposto, agora a melhor opção da cidade!

18/12/2014

Posto Ale12

No novo posto Colúmbia, no Jardim Paraíso, ao lado do Hotel Solar, você encontra uma nova opção de loja de conveniência, com um ambiente familiar, lanches, café expresso e bebidas em geral.E, a partir da próxima semana, à sua disposição, uma maravilhosa adega com queijos e vinhos nacionais e importados!

posto ale 11

Venha com os amigos para a mais nova e agradável opção em happy hour da cidade! Aberta até as 22 horas.

posto ale

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 128 outros seguidores