Pular para o conteúdo

Agora tem osso de 1ª e osso de 2ª. E um governo de quinta categoria.

25/10/2021

Frigoríficos passam a comercializar ossadas, pés e pescoços de galinha, vísceras e ovos, como opções de consumo de proteína para a sobrevivência de famílias vulneráveis, desempregadas e com a atividade autônoma comprometida

Tem frigorífico vendendo OSSOS “de primeira” e “de segunda”. Resultado de um governo de quinta categoria“, afirmou o deputado federal Ivan Valente sobre a notícia divulgada nesta segunda-feira (25) pelo Diário do Nordeste, sobre o “Mercado da miséria”.

A matéria informa sobre alguns frigoríficos de Fortaleza que passaram a comercializar para o povo “ossadas, pés e pescoços de galinha, vísceras e ovos“, que, de acordo com o lead para o texto, “se tornaram opção de compra de famílias vulneráveis, desempregadas e com a atividade autônoma comprometida durante a pandemia, para o consumo de proteína“.

Um usuário do Twitter compartilhou uma imagem de cabeças de peixe embaladas para venda em um supermercado, em resposta ao tuíte do deputado federal:

Em um dos estabelecimentos visitados pela reportagem do Diário do Nordeste, o osso de primeira custa R$ 9 o quilo, enquanto o osso de segunda, R$ 5.

A última vez que comprei carne foi em fevereiro. Tem vez que dá aquela vontade, mas infelizmente não dá para comprarAté os ossos que eu gostava pra fazer sopa deu uma subida e não comprei mais”, afirma uma entrevistada da mídia, que está desempregada.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: