Pular para o conteúdo

“Feijão Maravilha” terá redução de produção e preço deve ir para as alturas. Padrão do Governo Bolsonaro.

17/09/2021

Plantação de feijão: conheça as melhores práticas

Pelo que está previsto, o feijão vai aumentar, e muito, e sumir da mesa do consumidor mais pobre.

Com informações do Agrolink, editadas

O estado de São Paulo registrou sua pior estiagem em 91 anos, com a redução de área indicando a menor produção da década. As informações são do Ibrafe (Instituto Brasileiro de Feijões e Pulses), acrescentando que, se o mercado atual está calmo, com menor volume de negócios, o “cenário que está se formando no horizonte agita o setor”.

“Altamente tecnificada e com investimentos na irrigação, deve dar boa produtividade. O restante da região tem produtores arrependidos neste momento de ter plantado Feijão. Praticamente todo Feijão ou foi  plantado ou replantado após as geadas de julho e junho. A maior parte foi plantada na segunda quinzena de agosto. Em solo gelado há todo tipo de problemas. Dificuldade de enraizamento, pragas e perda de vigor, somados à pior estiagem em 90 anos apontam que a produtividade será baixa”, projeta o presidente do Ibrafe, Marcelo Lüders.

De acordo com ele, o produto chegará ao mercado quando já houver escasseado o Feijão de Minas Gerais e Goiás. “Os produtores daqueles estados seguem em uma posição confortável. Sempre que o mercado acalma e os compradores ofertam abaixo de R$ 270, os produtores recuam e aguardam um ânimo diferente dos compradores para voltar a vender”, conclui.

Um pouco de história.

No início dos anos 80, o feijão sumiu da mesa dos brasileiros. Em janeiro de 81, fui à carteira agrícola do BB tratar de assuntos burocráticos. Quando me viu no balcão, o Chefe da Carteira me interpelou:

“Chega aqui, Gaúcho”. E logo me anunciou: “Tem uma cédula rural de financiamento de feijão para você assinar, 200 hectares”.

Eu ainda questionei: “Mas, além de não ter feito proposta, só tenho terra de primeiro ano, será que vou colher alguma coisa?”.

Ele me respondeu na lata: “Plante que o João garante”. Era o esforço do Governo João Figueiredo para acabar com a falta de feijão no País, que acabou gerando o sucesso da música “Feijão Maravilha” e a Globo criou até uma novela.

O Chefe da Carteira ainda me avisou: “Tira um talão de cheque novo e registra logo esse cédula que amanhã o dinheiro está na conta. E vá logo pra roça pra botar as plantadeiras a rodar”.

Fiz o que ele recomendava e ainda colhi uns 20 sacos por hectare, apesar de um veranico insidioso em fevereiro. Pelo valor do produto, 2 sacos por hectare pagavam o custeio.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: