Pular para o conteúdo

Barreiras, Luís Eduardo e mais 75 cidades baianas terão reconhecimento facial e de placas de veículos.

27/07/2021

[Segurança: 77 cidades baianas receberão sistema de reconhecimento de foragidos e veículos com restrições]

O governo do Estado da Bahia vai expandir o sistema de reconhecimento facial e de placas de veículos em mais 77 cidades baianas. Atualmente, o sistema de videomonitoramento ajuda a polícia de algumas cidades a localizar procurados. Desde 2018, a tecnologia facilitou na prisão de 211 foragidos da Justiça.

O anúncio da expansão foi feito na manhã desta terça-feira (27) pelo governador Rui Costa (PT), em solenidade no Centro de Operações e Inteligência da Secretaria de Segurança Pública, localizado no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

Além das 4.095 câmeras, 3.917 aparelhos de rádio comunicação de voz, vídeo e dados serão instalados nas viaturas policais. O equipamento, que se assemelha a um celular, dá a oportunidade do PM acompanhar em tempo real as imagens das câmeras de segurança instaladas nas vias públicas.

Quando um foragido é reconhecido pelo sistema, um alarme é emitido para o aparelho daquele PM que está mais próximo da ocorrência — o mesmo funciona quando um veículo com irregularidade é identificado. O dispositivo também permite gravar imagens das abordagens.

O investimento é de aproximadamente R$ 665 milhões. A expectativa é que neste ano os sistemas sejam implantados em 37 cidades. Em 2022, outros 39 municípios passam a contar com as tecnologias.

“É a expansão de uma tecnologia em larga escala, sendo utilizada para localizar foragidos, socorrer pessoas e diria também para servir de apoio às funcionalidades das cidades em casos de atendimentos de emergência. Em 2018 tivemos o projeto piloto, agora, nessa expansão do reconhecimento Facial e de Placas, nosso foco inicial é direcionado para grandes cidades”, declarou o governador.

Confira a lista das cidades

Governador vai comprar câmaras para policiais

O Estado da Bahia deve abrir uma licitação para aquisição de câmeras a serem utilizadas acopladas nos uniformes de agentes das polícias militar e civil durante operações dentro de no máximo dois meses.

A informação foi compartilhada pelo secretário de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), Ricardo Mandarino, na manhã desta terça-feira (27).

O titular da pasta afirma que o equipamento deve ser implementado na rotina das instituições entre o final deste ano e o início de 2022. Em entrevista ao BNews, Mandarino falou sobre a letalidade da polícia na Bahia e sobre os benefícios da tecnologia.

“Não acredito que a Bahia tenha o maior índice de letalidade policial. Não vejo isso, não sei como eles calculam. Agora, garanto uma coisa a você: Neste ano, de uns 10 meses para cá, caiu muito o índice de mortalidade de operações policiais. Não estamos mais adotando a prática de invadir bairros”, disse.

O secretário acrescenta que a prática foi substituída pela realização de blitz, para apreensão de armas e drogas. Mandarino acredita que os resultados tendem a melhorar ainda mais quando o Estado adquirir as câmeras portáteis, acopláveis ao uniforme das forças de segurança.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: