Pular para o conteúdo

Grupo Gorgen, de Formosa do R. Preto, é campeão de produtividade de soja no Nordeste.

22/06/2021

Plantio cruzado, umas das tecnologias usadas na procura de alta produtividade

Conheça os sojicultores mais produtivos do Brasil. Na região Norte/Nordeste, o Grupo Gorgen, com 113,26 sacas por hectare, na Fazenda Cabreúva e Paz, em Formosa do Rio Preto (BA)

O Comitê Estratégico Soja Brasil (Cesb) anunciou os campeões do 13º Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja. O concurso é realizado no Fórum Nacional de Máxima Produtividade, que este ano foi de forma virtual, e premiou os sojicultores mais produtivos do Brasil. A Sumitomo Chemical é um dos membros do Cesb.

O produtor rural Ernest Milla (in memorian), da propriedade Fundo Grande, de Pinhão (PR), registrou 129,16 sacas por hectare na safra 2020/2021, consagrando-se o grande campeão nacional. Milla também foi o campeão da região Sul.

A atual edição registrou o maior número de inscritos, com mais de 6 mil produtores de várias regiões do País. “A Sumitomo Chemical investe constantemente em tecnologias para ampliar a produtividade dos sojicultores. Como exemplo, temos os BioRacionais, voltados ao desenvolvimento de soluções sustentáveis e de origem biológica para melhoria de cultivos, saúde e conservação dos solos e proteção de plantas e sementes”, afirma o diretor de Marketing da Sumitomo Chemical, Marcelo Habe.

Case de sucesso na busca por altas produtividades na cultura da soja, o Programa de Reguladores de Crescimento Vegetal da Sumitomo Chemical entregou um aumento de quatro sacas por hectare, na média de 337 lavouras colhidas na safra 20/21, em todas as regiões produtoras do Brasil.

Mais vencedores

Na região Sudeste, o campeão nacional da categoria Irrigado foi Silvio Langreberto Maluta, da Fazenda Fratelli, de Itapeva (SP), com 121,29 sacas por hectare. Já na categoria Sequeiro, da região Sudeste, o vencedor foi Marcus Felippe Reis Veiga, da Fazenda São João das Vitórias, de Madre de Deus de Minas (MG), com 113,99 sacas por hectare.

Na região Centro-Oeste, a SLC Agrícola SA ficou em primeiro lugar, com 100,33 sacas por hectare, na Fazenda Pamplona, em Cristalina (GO).

O Cesb foi criado com o objetivo de oferecer um ambiente regional e nacional que estimule sojicultores e consultores técnicos a desafiar seus conhecimentos, incentivando o desenvolvimento de práticas de cultivo inovadoras.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: