Pular para o conteúdo

O Apocalipse chegou: País desgovernado registra recorde de 1.726 mortes. Presidente permanece em negação.

02/03/2021

O Brasil registrou nas últimas 24 horas 1.726 mortes em decorrência da Covid-19, tornando esta terça-feira (2) o dia mais letal da pandemia no país. Com os novos números, o total de óbitos pela doença chega a 257.361 em território brasileiro. Os dados foram divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde.

No último dia foram também contabilizados 59.925 casos de infecção pelo coronavírus, totalizando 10.646.926.

Para além dos números, o país tem, em diversas regiões, hospitais com leitos de UTI lotados, como é o caso do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, por exemplo.

A taxa de mortes no Brasil como consequência do Coronavírus cresceu 11%, enquanto o mundo teve redução de 6% nos dois primeiros meses do ano. O Brasil já tem 12% das mortes ocorridas diariamente em todo o mundo e o número de infectados se aproxima rapidamente do número registrado nos EUA.

O presidente Jair Bolsonaro entra em luta ideológica com governadores. A Câmara vota medida para permitir a importação de vacinas por estados, municípios e empresas privadas.

Após dois dias seguidos registrando um número diário de mortes abaixo de 100, a Secretaria Estadual da Saúde da Bahia notificou, nesta terça-feira (2), 114 novos óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas. Com isso, a Bahia chegou a 12.028 vítimas da doença desde o início da pandemia.

O Governador já determinou lockdown absoluto em toda a Região Metropolitana de Salvador até segunda-feira e toque de recolher até o final do mês.

Informes extra-oficiais dão conta que a crise em algumas cidades do interior é muito grave. Macaubas, na região de influência de Brumado, está totalmente fechado para o ingresso de pessoas. Existem 200 casos de Covid-19, sem nenhum leito hospitalar disponível.

Em Porto Alegre, o Hospital privado mais conceituado da Capital, o Moinhos de Vento, já está usando um contêiner refrigerado para abrigar corpos enquanto são providenciadas as exéquias fúnebres.

Com 185 óbitos e mais de 6 mil casos nas últimas 24 horas, a rede hospitalar de Porto Alegre colapsou há uma semana.

Em Santa Catarina, hospitais, sem leitos disponíveis, atendem pacientes graves em poltronas.

São Paulo, por sua vez, registrou o maior número de mortes em 24 horas desde o início da pandemia, 468 no total.

Quaisquer vacinas servem no aperto

O Senado Federal aprovou nesta terça-feira (2), por 73 a 0, o projeto de lei de conversão que modificou medida provisória do presidente Jair Bolsonaro sobre a compra de vacinas contra a Covid-19.

O texto segue para sanção presidencial no mesmo dia em que o mandatário promoveu vetos em um outro projeto que tratava de imunização.

Além de permitirem a compra de doses por estados e municípios, como também prevê o PL 534/2021, as mudanças implementadas na Câmara dos Deputados o ampliaram a oferta de imunizantes que podem ser comprados sem o registro definitivo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com o uso emergencial. A MPV 1026/2021, então, passou a tramitar como PLV nº1/2021.

A Câmara incluiu as agências reguladoras da Rússia, da Índia, da Coreia do Sul, do Canadá, da Argentina e da Austrália entre as que possibilitam a aceleração de uma avaliação pela Anvisa, que deve ser disposta em até 7 dias. Na MP do governo constavam apenas as de Estados Unidos, União Europeia, Japão, Reino Unido e China.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: