Pular para o conteúdo

Não falha nunca: deputado da extrema direita húngara, casado, é flagrado em suruba gay.

05/12/2020

Foto de Patrick Seeger

József Szájer, o eurodeputado húngaro do partido ultraconservador e homofóbico Fidesz, um dos homens fortes do premiê Viktor Orbán em Bruxelas, foi preso pela polícia depois de uma prosaica denúncia de aglomeração.

Tünde Handó, a juíza que ficou solteira.

O arquiteto da atual Constituição húngara, dura e repressiva com as minorias e especialmente hostil ao coletivo LGTBI, um homem de 59 anos casado com Tünde Handó, a juíza que amparava a guinada antiliberal na Hungria a partir das altas esferas do Poder Judiciário, encerrava assim, seminu na fria noite da capital europeia, com as mãos ensanguentadas e um comprimido de ecstasy entre seus pertences, três décadas de trajetória política junto a Orbán.

A história se replica no Brasil: quando você vê manifestações homofóbicas, misóginas e racistas, se observar mais de perto e for a fundo na história vai ter, na verdade, só mais uma pessoa triste, indecisa em assumir sua condição homossexual e vivendo uma realidade que não é a sua.

Leia a matéria completa no El País

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: