Pular para o conteúdo

Que golaço, Jair! É sempre melhor quando a Justiça é amigável.

30/11/2020

Marília de Castro Neves, que se declara eleitora do atual presidente, se elegeu para o colegiado que deve avaliar processo judicial do filho do titular do Planalto sobre “rachadinhas”

Eleitora confessa de Jair Bolsonaro (sem partido), a desembargadora Marília de Castro Neves foi eleita nesta segunda-feira (30) para o órgão especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Nesse colegiado, será responsável, entre outros processos, por julgar a ação que envolve o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente, sobre as “rachadinhas”. A magistrada foi candidata única e essa ascensão ao órgão especial é uma espécie de promoção.

Marília ficou nacionalmente conhecida ao atacar a vereadora Marielle Franco, morta em março de 2018, em redes sociais. Na época da repercussão do assassinato, ela fez duas acusações falsas: que a vereadora tinha ligações com criminosos e que tinha sido eleita por uma facção criminosa. Além disso, a desembargadora fez publicações discriminatórias contra transexuais e pessoas com síndrome de Down.

Devido a tais publicações, a magistrada foi condenada em outubro deste ano a pagar uma indenização à família de Marielle. Além disso, na semana passada, levaram o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a decidir, por unanimidade, abrir um processo administrativo disciplinar contra ela.

Por Fabíola Salani, da Revista Fórum.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: