Pular para o conteúdo

Hoje o 21º dia da crise energética no Amapá.

24/11/2020

Comunidade da 10ª Avenida do Congós, localizada em uma área de palafita, na periferia de Macapá, capital do Amapá – Dayane Oliveira

À revelia dos grandes gênios da Administração Federal, do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), da agência reguladora, ANEEL, e do nosso mitológico Mique Jeguer, o fantástico presidente de 57 milhões de votos, a capital do estado do Amapá continua em regime de racionamento energético.

O problema de Macapá e de uma parte do Estado é apenas emblemático. O apagão de verdade é moral, é de lucidez em padrões mínimos, negacionista da pandemia, do desemprego, da profunda recessão que jogou milhões de pessoas na miséria e atinge todo o País.

Bolsonaro é uma ameaça real aqueles que financiaram e motivaram a sua campanha de 2018: os donos do Capital, o senhor Mercado.

Grandes líderes do Agronegócio, uma ilha de prosperidade dentro do País, já se preocupam com a política externa e a demonização da produção brasileira.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: