Pular para o conteúdo

Protestos norte-americanos redescobriram os coquetéis molotov

31/05/2020

Norte-americanos redescobrem o coquetel molotov, muito em uso em manifestações populares desde a invasão russa da Hungria de 1956 e da Tcheco-Eslováquia em 1968.

Conta a história que os húngaros pintavam pratos com cor marrom e colocavam nas ruas, com a boca para baixo, como se fosse uma mina anti-tanque. Os motoristas dos tanques paravam, hesitavam em prosseguir e era o tempo bastante para os populares tomarem os carros com coquetéis molotov.

Uma garrafa com gasolina, um pavio de pano caseiro, e um pesado blindado russo era colocado fora de combate. A resistência húngara durou 17 dias, mas mais de 2.500 soldados húngaros e cerca de 700 soldados soviéticos foram mortos no conflito, tendo 200.000 húngaros fugido, passando a ser refugiados.

Prisões em massa e denúncias continuaram durante meses. Em janeiro de 1957, o novo governo soviético instalado suprimiu toda a oposição pública. 

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: