Pular para o conteúdo

Termosires e Bira pleiteiam ampliação de suporte hospitalar para Covid-19 no Extremo Oeste da Bahia e Sul do Piauí

29/05/2020

O prefeito de Formosa do Rio Preto, Dr. Termosires Neto, e o pré-candidato à sucessão, Bira Lisboa, foram à Brasília pleitear investimentos para conclusão e equipagem do hospital regional de Formosa do Rio Preto com o objetivo de atender casos de coronavírus (Covid-19) no Extremo Oeste da Bahia e Sul do Piauí.

Formalizaram a solicitação com o diretor de Programa da Secretaria-Executiva do Ministério da Saúde, Paulo César Ferreira Júnior, embasada por relatórios técnicos de viabilidade e situação atual da construção, nesta quinta-feira (28/05), acompanhados do Secretário de Saúde do Distrito Federal (DF), Francisco Araújo, e do Presidente do IGES-DF – Instituto de Gestão Estratégica do DF, Sergio Luiz da Costa – ambos representando o governador Ibaneis Rocha – e da diretora do Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas- DRAC, Cleusa Rodrigues de Silveira Bernardo. A ação também conta com o apoio e empenho do formosense Dr. Sady Carnot Falcão Filho, que viabilizou o convênio da referida obra com o governo federal.

De acordo com Dr. Termosires, todos os esforços devem ser somados para reforçar o sistema de saúde em Formosa e região e salvar vidas. Considerando a reduzida disponibilidade de leitos no HO em relação à população que atende, o hospital regional de Formosa é um implemento significativo de 80 leitos clínicos e mais 20 de UTI e Sadt (Serviços de Apoio Diagnóstico e Tratamento).

“Tenho fé que nossa reivindicação será atendida. Tem muita gente do bem empenhada, a começar pelo governador Ibaneis, Dr. Sady e o prefeito Termosires. No Ministério da Saúde a proposta foi recebida com bons olhos porque a obra e estrutura são importantes para toda a região, pois nos prepara para quando a Covid-19 chegar”, pontua Bira, confiante de que o pleito tem tudo para ser atendido em função da sua relevância.

A construção do hospital regional de Formosa do Rio Preto já está com 65,61% da obra executada. A atual gestão recebeu com apenas 6%, sendo um convênio de 2010. Em um terreno com área de 8.000 m², a área construída é de 3.177,21 m² e área coberta 3.346,55 m². Falta a colocação de itens como esquadrias, instalação elétrica, forro, louças, bancadas em granito. Devido ao longo tempo que a obra ficou parada, houve defasagem nos valores orçados e há a necessidade de complementação de recurso para conclusão do hospital. Por isso, o pleito de Termosires e Bira.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: