Pular para o conteúdo

O elogio à estupidez: bozonetes dançam e negam as 10 mil mortes.

10/05/2020

Bozonetes simulam ressurreições de mortes por Coronavírus

Por Humberto Martins/Estado de Minas, editado

No dia em que o Brasil atingiu a marca de dez mil mortes causadas pela covid-19 – considerando apenas os óbitos confirmados – apoiadores do presidente Jair Bolsonaro fizeram uma performance dançando em torno de um caixão em Brasília.

Após encenarem pessoas morrendo por “suicídio, fome, doenças e violência”, os manifestantes destamparam a urna funerária que estava no chão, de onde saiu uma mulher dançando ao som da música Thriller, de Michael Jackson. A canção é um dos grandes sucessos do cantor americano e ficou famosa por seu clipe em que Michael e seus dançarinos aparecem caracterizados como mortos vivos.

Vestindo uma camisa com os dizeres “fake virus”, ela “ressuscitou os demais manifestantes, que se levantavam e acompanhavam a dança. Ao microfone, outra mulher disse: “Pessoal, o coronavírus mata, mas mata muito menos do que dizem por aí”.

A manifestação deste sábado reuniu um número bem menor de pessoas do que o ato realizado no último domingo na capital federal. Segundo os próprios organizadores, os apoiadores “não atenderam ao chamado do ‘capitão’, referindo-se a Bolsonaro, e o ato foi “minguado”.

Ainda assim, se pode ver uma aglomeração de pessoas, descumprindo as recomendações de isolamento social da Organização Mundial de Saúde e do Ministério da Saúde.

O Supremo Tribunal Federal determinou três dias de luto pelas mortes de brasileiros. Enquanto isso, bozonetes foram as ruas comemorar as mortes e o Presidente da República foi andar de jet sky no Lago Paranoá.

Com a aquisição de uma quadrilha de ladrões, a chamada bancada do Centrão, e a entrega, para sua administração de R$84 bilhões do orçamento federal, Bolsonaro está tranquilo. Teria maioria para rechaçar na Câmara qualquer um dos 36 pedidos de impeachment que chegaram à Casa Legislativa. 

One Comment leave one →
  1. Lobo permalink
    10/05/2020 10:52

    Difícil qualificar pessoas na meia idade com atitudes piores que o adolescente mais imbecil, tapado e egoísta que alguém possa conhecer. Até para passar vergonha em público existe um limite e esses desqualificados ultrapassaram todos.
    No dia em que o Brasil chega à contagem de 10 mil pessoas mortas, por uma doença que o imbecil número um do país chama de gripezinha, é um deboche e falta de respeito com as vítimas e suas famílias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: