Pular para o conteúdo

Mortes violentas crescem em Salvador e Região Metropolitana este ano

27/02/2020

Dados obtidos com exclusividade pela coluna Satélite, editada por Jairo Costa Júnior, no jornal Correio, apontam um crescimento de 17,8% no número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) registrados na capital entre 1º de janeiro e 9 de fevereiro deste ano, em comparação com o mesmo período de 2019. De acordo com o levantamento, compilado pelo Departamento de Polícia do Interior (Depin),  ocorreram em Salvador 126 casos enquadrados nos três tipos de CVLIs – homicídios dolosos (intencionais), latrocínios e lesões corporais seguidas de morte -, ante 107 assassinatos contabilizados na cidade até 9 de fevereiro do ano passado. Em números absolutos, foram 19 mortes violentas a mais nos primeiros 40 dias de 2020.

Zona da morte 

O balanço parcial do departamento da Polícia Civil mostra um salto ainda maior de CVLIs nas demais cidades da Região Metropolitana de Salvador – de 67 para 83, aumento de 23,9% em relação a 2019. Considerando todo o estado, o crescimento médio foi de 4,4%.

Surto criminal

As estatísticas sobre a criminalidade em 2020 ratificam o avanço dos furtos e roubos de veículos em Salvador, conforme antecipado pela coluna em 29 de janeiro. Até 9 de fevereiro, a delegacia responsável pelo combate e repressão aos dois delitos (DRFRV) registrou 542 ocorrências, contra 487 do ano passado – diferença de 11,3%. Entre os bairros, São Caetano teve o maior índice de crescimento, com 2000%. No mesmo período de 2019, houve só um caso em São Caetano. Este ano, já são 21, sem contar os últimos 17 dias. Outros cinco bairros também apresentaram aumento substancial de furtos e roubos de veículos: Boca da Mata (800%), Águas Claras (100%), Pituba (42,9%), São Cristóvão (37,5%) e Brotas (30%).

Saída para cima

O governo do estado recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar reverter a suspensão do concurso da PM, determinada em 17 de janeiro pela desembargadora  Dinalva Gomes Laranjeira Pimentel, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ). Em sua decisão, a magistrada deferiu liminar a pedido da Defensoria Pública do Estado por supostos erros nos editais do processo seletivo. O imbróglio caiu nas mãos do presidente do STF, ministro Dias Toffoli.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: