Pular para o conteúdo

Trump apontou uma pistola 45 para a cabeça dos usineiros do Aço.

07/12/2019

Presidente do Instituto Aço Brasil, Marco Polo de Mello Lopes
Imagem: Marcos Issa – Argos foto. Conteúdo: UOL. editado.

De nada adiantou o pelego dos yankees declarar todo seu amor ao Donald. “I Love You” virou foi rima e o Brasil se deu muito mal.

O twitter do presidente americano tumultuou ainda mais um ano que foi complicado desde o começo para setor siderúrgico brasileiro.

“Quando Donald Trump avisou, pela rede social, que iria elevar as tarifas sobre o aço fabricado no Brasil de imediato travou as negociações de novos contratos, criando um ambiente de incertezas para 2020”, disse o presidente executivo do Instituto Aço Brasil, Marco Polo de Mello Lopes, que representa uma indústria formada por 32 usinas e que emprega 108,4 mil pessoas e fatura R$ 99 bilhões por ano.

“Ficamos perplexos”, disse o executivo. “O twitter provocou um pandemônio e as negociações ficaram paradas”, afirmou, sobre novos contratos que as empresas brasileiras têm em andamento com importadores dos Estados Unidos.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: