Pular para o conteúdo

O colapso da democracia pelas mãos dos meninos inteligentes.

22/10/2019

As técnicas de firehosing, o novo populismo, as milícias digitais e o colapso da democracia.

Hoje conversamos com um especialista em técnicas de propagação de conceitos através das mídias sociais e nos convencemos de quanto é terrível a estratégia midiática dos discípulos de Steve Bannon, o homem que elegeu Donald Trump, Bolsonaro e tantos outros líderes mundiais. De direita ou extrema-direita, que são os seus preferidos.

Ele, o Especialista, que prefere não se identificar, fala sobre a técnica de firehosing, a mangueira de incêndio, que, desgovernada pela alta pressão interna, joga, loucamente, aleatoriamente, em todas as direções, os conceitos de um candidato, como Jair Bolsonaro. Geralmente notícias sem fundo de verdade, as fake news.

Isso foi o que aconteceu na campanha de 2018, dizem que com vários grupos de computadores, a maioria com IP – Internet Protocol – o número de indicação da máquina no formato “slave”, isto é escravizando um IP de um computador de um país distante e tomando o seu lugar na verdadeira guerra de informações.

A técnica de escravizar o “cpf” de outro computador é muito usado por hackers. Sem isso, seriam facilmente localizados por especialistas da Polícia.

Disse, ontem, a deputada Joice Hasselmann, que a equipe de Bolsonaro, treinada por Steve Bannon fez – e ainda faz – uso de de 3.000 computadores. Muitos sabem que eles estão localizados no Planalto e numa famosa mansão localizada no Lago Norte, onde funciona o cérebro nervoso da campanha de Bolsonaro para candidatar-se à reeleição.

Este é o novo populismo, aquele que aproveita imagens de governos anteriores, como, por exemplo, o Exército trabalhando na BR 163 ou em uma ferrovia em construção, para demonstrar falsamente o trabalho do novo governo. Falso. Mas até a Oposição desmentir, várias pessoas já se convenceram da agilidade, determinação e excelente gestão do novo governo.

Assim aconteceu na campanha: a mamadeira com bico em formato de pênis, usada por comunistas; o kit de ensino infantil que pregava relações homossexuais; e o incrível episódio de ataque a Bolsonaro em Juiz de Fora, que convenientemente o tirou dos debates eleitorais.

O blogueiro Allan Santos, do Terça Livre, conhecido por espalhar fake news nas redes, chegou a suplicar  ao roqueiro Lobão,  pelo Twitter, que ele parasse de divulgar o endereço de sua família.

Allan, segundo denúncia do próprio Lobão, mora em uma mansão no Lago Norte, região nobre de Brasília (DF), paga pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

A democracia nunca esteve tão em perigo como agora. E esse perigo não provem de agentes de extrema-direita ou extrema-esquerda, nem de anarquistas, nem de revolucionários de qualquer grande. O ataque à democracia é protagonizado por meninos inteligentes, que passam o dia a digitar em computadores, que, “como uma mangueira louca”, espalham inverdades pelas mídias.

Leia mais no suplemento Le Monde Diplomatique Brasil.

E pesquise os termos “firehosing” e Steve Bannon no Google. Existe uma miríade de boas leituras sobre o assunto.

Leia muito, chegue às suas conclusões e depois, pergunte-se: mas para que serve o Tribunal Superior Eleitoral?

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: