Pular para o conteúdo

A corrente que levou Cabral a Porto Seguro pode levar a mancha de óleo às praias do Sul da Bahia.

13/10/2019

A “volta do mar”, como os portugueses conheciam a corrente do Atlântico Sul.

Os portugueses conheciam bem a Corrente Atlântica do Sul, também conhecida como Corrente de Benguela, que ganha volume  nas costas da Namíbia e vem aquecer o Nordeste.

Eles a chamavam de “Volta do Mar”. Por isso Cabral usou a costa brasileira como parada estratégica para abastecer a frota de água e lenha. Em 1.500 os portugueses já tinham desistido de navegar contra os ventos fortes e o imenso rio de águas mornas no mar, ao tentar costear a África para chegar ao Cabo das Tormentas, mais tarde denominado Cabo da Boa Esperança.

O barco de Amyr Klink: cruzando o Atlântico a remo, aproveitando o embalo da corrente.

O navegador Amyr Klink se baseou na mesma corrente para atravessar o Atlântico num barco a remo e acabou chegando em Salvador.

Pois bem: essa corrente abraçou a imensa mancha de óleo, contaminou as praias do Nordeste e agora pode comprometer a região turística de Porto Seguro. É provável que ultrapasse a praia de Caraíva, aos pés do Monte Pascoal e siga em direção a Caravelas e ao Espírito Santo.

O caso é sério e alertou o Governo do Estado, a pouco mais de dois meses do início da temporada de verão. Os prejuízos podem ser enormes (veja matéria abaixo).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: