Pular para o conteúdo

Polícia Rodoviária Federal mostra maior crime de Bolsonaro

23/09/2019
tags: ,

Por Gilberto Dimenstein, do Catraca Livre.

Em 2018, houve 69 mil acidentes em rodovias federais, sendo 53.963 com vítimas (mortos ou feridos).

O presidente Jair Bolsonaro resolveu investir contra o bom senso – e produziu a pior notícia de sua vida. Para agradar seus eleitores, ele mandou desativar radares nas estradas federais. 

Argumento: combater a “indústria da multa”. Era óbvio o resultado: mais risco de morte.

O jornal O Globo levantou dados do SOS Estradas com base em dados da Polícia Rodoviária Federal.

Segundo a reportagem, os dados mostram que, pela primeira vez desde 2011, os acidentes graves em estradas federais voltaram a subir (2%).

O Globo revela que o aumento dos acidentes graves tem a ver diretamente com o excesso de velocidade.

Isso influencia também no número de mortos nas estradas. Segundo dados do SOS Estradas, a queda em 2019 foi de apenas 1%, enquanto no ano anterior foi de 18%, mostrando uma tendência de crescimento.

“O desligamento dos radares coloca em risco quem vive à margem das rodovias. Na prática, estamos sem controle de velocidade nas rodovias federais porque sequer os policiais podem atuar. Os radares que estão operando funcionam por decisão judicial ou contratual”, disse Rodolfo Rizzotto, do SOS Estradas, ao jornal carioca.

É a primeira vez na história do Brasil que um governante, desrespeitando conhecimento estabelecido mundialmente sobre segurança e trânsito, estimula a morte.

Um domingo trágico em São Paulo

Ao menos 23 pessoas morreram em único dia, o último domingo, 22, em acidentes de trânsito causados principalmente pela imprudência dos condutores de veículos, no interior de São Paulo. O número, que não inclui a capital e sua região metropolitana, é 60% maior do que a média de 14,6 mortes diárias registradas em todo o Estado este ano, segundo dados do Infosiga SP, o sistema de estatística obre acidentes do governo estadual.

A maioria das mortes aconteceu em rodovias de várias regiões do Estado, conforme levantamento feito pela reportagem. Os acidentes mais graves aconteceram na rodovia Júlio Budisk (SP-501), em Alfredo Marcondes, e na rodovia Miguel Jubran (SP-333), em Tarumã, no oeste paulista. Cada um deixou saldo de quatro pessoas mortas.

Conforme dados do Infosiga SP, no primeiro semestre deste ano, o número de mortes no trânsito, em todo o Estado, foi 2% menor do que no mesmo período de 2018. Houve 2.593 mortes por acidentes em todo o Estado, de janeiro a junho deste ano. Em 2018, foram 2.645. Só no mês de junho foram 498 mortes em ruas e rodovias.

A região metropolitana da capital paulista lidera o ranking com 850 ocorrências fatais. As regiões de Campinas (432 óbitos), Sorocaba (217), São José dos Campos (182) e Santos (138) vêm a seguir. O número de mortes caiu em dez das 16 regiões do Estado. A região de Registro registrou a maior queda (-30%) e a de Marília, o maior aumento (+19%).

Os motociclistas lideram as estatísticas, representando 35% das vítimas (913 mortes). Os pedestres vêm em segundo lugar (746 óbitos), seguidos pelos ocupantes de automóveis (638 mortes). No semestre, morreram também 197 ciclistas. Os acidentes são concentrados nos finais de semana (45,1%) e no período noturno (52,8%).

One Comment leave one →
  1. teste@teste.com permalink
    23/09/2019 15:30

    é impressionante essa imprensa, radar não diminui acidentes o que diminui é a conscientização de quem esta no volante, você sabe o risco que corre quem trafega em alta velocidade, ate porque radar você diminui a velocidade depois que passa volta a correr em alta velocidade isso depende de costume de educação no trânsito. jornalexpresso é muito irresponsável essa sua afirmação, aprenda a noticiar verdades. seu fakeexpresso.

    Nota da Redação:
    Irresponsável mesmo é o seu comentário anônimo. O que foi? Tem medo de um processo? Hein, Murilo Júnior? Temos o número do IP, mas não se preocupe, não processamos covardes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: