Pular para o conteúdo

O País se levanta contra cortes na Educação. Bolsonaro rechaça manifesto com grosserias.

16/05/2019

Ao menos 222 cidades do Brasil, segundo levantamento do G1, tiveram manifestações, nesta quarta-feira (15), contra o bloqueio de recursos para a educação anunciado pelo Ministério da Educação (MEC). Houve atos em todos os estados do país e também no Distrito Federal.

Manifestantes na avenida Paulista, em São Paulo — Fotos: Fabio Tito

Universidades e escolas também fizeram paralisações, após a convocação de uma greve de um dia por parte de entidades ligadas a sindicatos, movimentos sociais e estudantis e partidos políticos. Os atos foram pacíficos.

Manifestações em Porto Alegre começaram à tarde e se estenderam até um pedaço da noite.

Bolsonaro disse que os estudantes eram tão imbecis que não sabiam a fórmula da água. Eles rebateram com propriedade nas passeatas.

Foi a primeira grande onda de manifestações durante o governo do presidente Jair Bolsonaro, pouco mais de quatro meses após ele ter tomado posse.

Em Dallas (EUA), Bolsonaro classificou os manifestantes de “idiotas úteis” e “imbecis”.

Mais tarde, por meio do porta-voz Otávio Rêgo Barros, disse que as manifestações são “legítimas e democráticas, desde que não se utilizem de violência, nem destruam o patrimônio público”.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: