Pular para o conteúdo

A alta tecnologia da Fórmula 1 também falha. Foi o que aconteceu ontem com a Ferrari.

01/04/2019

Os pequenos motores da F1 aproveitam a energia dos freios, o calor da turbina, a rotação do próprio turbo e geram mais de 1.000 HP

Os pequenos motores da Fórmula 1, 1.600 cm³ de cilindrada total, do mesmo tamanho do motor do seu VW Gol têm o resumo da tecnologia mais avançada do mundo, capazes de gerar até 1.000 HP, através da recuperação de energia (150 HP) e do turbo de alta pressão.

Na corrida de ontem, no GP do Bahrein, a Ferrari, que vinha ocupando a primeira posição ao longo da prova, com o novato de 21 anos, o monegasco Charles Lecrerc, perdeu um dos pistões do motorzinho, o carro perdeu velocidade e foi ultrapassado pela dupla da Mercedes, Hamilton e Bottas.

Os motores da Renault também abriram o bico durante a prova, deixando Hulkenberg e Ricciardo a pé no finalzinho da prova.

 

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: