Skip to content

Pagamento de mega-salários pode resultar em prisão de quem autorizou

11/06/2018

A realização de pagamentos a servidores públicos de remuneração acima do teto constitucional, atualmente em R$ 33,7 mil, poderá levar à pena de prisão.

A proposta está no parecer do deputado Rubens Bueno (PPS-PR), sobre o projeto que pretende limitar o pagamento dos chamados super-salários. O deputado vai apresentar o texto amanhã em comissão especial da Câmara que trata do tema.

O documento estabelece 24 possibilidades de benefícios que podem fazer o funcionário público extrapolar o limite, como férias, adicional noturno e auxílio-alimentação.

O que estiver fora da lista passaria a ser ilegal. A pena de prisão proposta vai de dois a seis anos e diz respeito apenas ao ordenador da despesa e não de quem recebe o salário. A notícia é de O Globo, onde leitor terá novas informações.

Pagamento de super-salários, despesas sem limites em cartões corporativos, mordomias do tipo puxadinho para ministros do STF em aeroportos e jatos particulares com despesas reembolsadas, são mais que um desperdício do dinheiro público. São um deboche cruel com a população sofrida e lutadora.

2 Comentários leave one →
  1. Silva permalink
    11/06/2018 13:20

    Até que enfim nos meus 90 anos de existências, vejo um coisa racional surgindo do parlamento

  2. Fatima Nogueira permalink
    11/06/2018 14:16

    Como está sua visão? A minha aos 91 quase não conseguia ler essa matéria. Rsrsrs. Mas é relevante saber que tem algo mudando para os nossos netos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: