Pular para o conteúdo

Governo, pressionado, vai subsidiar o diesel. Na gasolina, ninguém fala.

25/05/2018

Foto de Junior Ferrari. Bloqueio na BR 242.

A Rede Globo citou de passagem, no Jornal da Noite, ontem, a prática de locaute ou lock out, quando patrões, no caso as empresas de transporte rodoviário, no atendimento dos seus interesses, proíbem o trabalho dos seus motoristas.

A insinuação da Globo só complica um pouco mais a situação de empresários e autônomos do ramo, que conseguiram apenas uma vitória parcial depois de um acordo assinado ontem, entre o Governo e 8 das 10 associações presentes à mesa de negociações.

O impacto forte do movimento gerou inclusive uma teoria conspiratória, que os empresários do setor desejavam a quebra da ordem constitucional, com o afastamento do presidente Michel Temer e a antecipação das eleições, indiretas, por suposto.

Com as eleições indiretas se afastariam os riscos que a direita brasileira teria com a próxima consulta eleitoral de outubro. Um novo golpe, dentro do golpe, mas sempre com uma maquiagem constitucional.

Parece que não deu certo. Até para a Petrobras que perdeu, em apenas um dia, 13,11% do valor de suas ações, algo em torno de 67 bilhões de reais do seu valor acionário, passando em um dia de empresa mais valiosa do País para a segunda colocação.

A redução dos preços de óleo diesel nas refinarias por 15 dias – aumentada para 30 dias pelo Governo – representa uma perda de R$ 350 milhões nas receitas previstas da Petrobras. No entanto o Governo prometeu compensar a empresa com subsídios, retirados dos cofres públicos. Os contribuintes então continuarão pagando a conta. Seja pelo preço final dos produtos nas prateleiras dos supermercados, seja por uma menor contrapartida do Governo em serviços públicos.

Na manhã desta sexta-feira o Governo ainda se reúne com os secretários da Fazenda dos estados para tentar a redução e equalização do ICMS – Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços sobre os preços do óleo diesel. Bem como para ajustar redução proporcional para os eixos suspensos de caminhões vazios nos pedágios sobre responsabilidade dos respectivos estados.

Sobre o preço da gasolina, que experimenta majorações galopantes, ninguém falou. Será necessário que os donos de pequenos veículos fechem as estradas?

Até a meia-noite de ontem, nenhum dos bloqueios estabelecidos pelos grevistas foi desarticulado.

Nesta sexta-feira saberemos se o acordo Governo-líderes classistas, de fato, foi chancelado pelos motoristas.

As ameaças de uso da força parecem não intimidar os caminhoneiros. Até porque é muito fácil retirar o bloqueio de um local e instalá-lo 20 ou 30 quilômetros adiante, na mesma estrada. O gran finale da opereta ainda não aconteceu.

Ouça o áudio abaixo, com a insatisfação de um líder dos autônomos.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: