Pular para o conteúdo

A definição da palavra patético, na performance de Bolsonada

11/05/2018

Se quer sentir a força da palavra patético é só dar uma olhada, nas mídias sociais, na defesa que o deputado Jair Bolsonaro está fazendo, frente à revelação de relatório da CIA sobre execuções autorizadas pelo Palácio do Planalto no Governo Geisel.

“Bolsonada” classificou as execuções como “tapinhas na bunda de um filho teimoso”.

A Folha fez um relato da situação:

“O documento foi tornado público, com exceção de dois parágrafos ainda tarjados, em 2015 pelo governo dos Estados Unidos. O professor de relações internacionais na FGV (Fundação Getulio Vargas), Matias Spektor, qualificou o papel como o documento mais perturbador que já leu em 20 anos de pesquisa.

“Não se sabia que o Geisel havia chamado para o Palácio do Planalto a responsabilidade sobre a decisão das execuções sumárias. A cúpula do governo não só sabia como chamou para si a responsabilidade. Isso é que tão impressionante, chocante”, disse.

Em nota, o Comando do Exército informou que os documentos sigilosos relativos ao período em questão e que “eventualmente pudessem comprovar a veracidade dos fatos narrados foram destruídos, de acordo com as normas existentes à época –Regulamento para Salvaguarda de Assuntos Sigilosos (RSAS)– em suas diferentes edições”.

 

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: