Pular para o conteúdo

O veto à visita de Esquivel a Lula é a face mais negra da barbárie jurídica

19/04/2018

Adolfo Pérez Esquivel, Prêmio Nobel da Paz.

Artigo de Paulo Moreira Leite

Ao proibir o Prêmio Nobel da Paz, Adolfo Pérez Esquivel, de encontrar-se com Lula na prisão, a juíza Carolina Moura Lebos, da 12ª Vara de Curitiba, tomou uma decisão que envergonha o Brasil.

Interlocutor regular do Papa Francisco, Esquivel não é um visitante qualquer.

Ganhou o Premio Nobel da Paz, em 1980, num reconhecimento pelo seu trabalho em defesa de direitos humanos na América Latina. Preso e torturado por militares de seu país, a Argentina, sua persistência na denúncia dos maus tratos a prisioneiros de todo mundo representou um esforço decisivo para a criação da Secretaria de Direitos Humanos da ONU, órgão que fiscaliza e protege cidadãos indefesos em todo o mundo.

Com uma visão universal de uma forma de violência estatal que causou vítimas em várias latitudes, Esquivel sempre se recusou a assumir uma perspectiva seletiva em suas denuncias. Não só defendeu os direitos das vítimas dos regimes militares de nosso continente, mas também chamou a atenção para a perseguição de dissidentes na antiga União Soviética e demais países da Europa do Leste.

Em 1980, Esquivel acabara de deixar a prisão quando tomou o caminho de Oslo, onde recebeu o Nobel.

Em 19 de abril daquele mesmo ano, Lula foi preso numa tentativa de derrotar uma greve de metalúrgicos. Até há pouco, aquela prisão – que fará seu 38º aniversário amanhã, era vista como lembrança de um passado que ninguém gosta de lembrar.

Ao proibir a visita, a juíza Carolina Moura Lebos fez nova tentativa de fazer o país andar para trás, pois implica em rejeitar as Regras de Mandela, reconhecidas pela ONU como padrão mínimo de respeito de respeito devido aos prisioneiros do mundo inteiro.

A visita de Esquivel tem base jurídica inegável. A proibição é política. Empenhada em silenciar Lula de qualquer maneira, o veto tem a finalidade de impedir que a autoridade universal de um Prêmio Nobel da Paz, a mais importante condecoração do planeta, sirva par denunciar a imensa injustiça contra Lula. Sim, o contexto é tipico: querem nos levar de volta a um mundo que convivia confortavelmente com o regime do apartheid que Nelson Mandela ajudou a derrotar.

Nota da Redação:

A barbárie tem várias faces. Mas talvez a mais aguda delas seja mesmo o tribunal de exceção, a magistratura comprometida com uma facção política. Lamentamos. Mas também nos horrorizamos. Quando aqui afirmamos que Lula estava incomunicável, frente à negativa da visita de 9 governadores e senadores, estávamos certos. Tanto, que os tribunais de Curitiba foram forçados a permitir uma visita de uma comissão do Senado.

8 Comentários leave one →
  1. Alonso permalink
    19/04/2018 11:06

    Agiu corretamente e dentro da lei, a juiza, pois esse individuo se acha acima da lei e de todos.

    • Maria das Graças Marques Evangelista permalink
      19/04/2018 14:23

      Engano seu. Este indivíduo, um ex parlamentar e ex Presidente da República por duas vezes se afirma inocente, e nós, seus apoiadores, temos certeza da sua inocência em relação ao tal triplex, pelo qual foi condenado e preso, sem seguir as leis brasileiras e mais especificamente, sem seguir a CF. Quem está agindo fora da lei, abusando do poder, ou querendo ser melhor que os outros são os juízes que querem usurpar o direito do Congresso Nacional, e legislarem. E pessoas como o Sr. ALONSO que querem prender Lula sob qualquer pretexto, porque sabem que não ganhariam nunca uma eleição concorrendo legalmente com ele. Simples assim.

    • Augusta Cristinade Souza Novaes. permalink
      19/04/2018 16:59

      Não,Alonso,não agiu dentro da lei. Aliás,Lula está preso por razões políticas quese evidenciam cada vez mais.

  2. Augusta Cristinade Souza Novaes. permalink
    19/04/2018 16:57

    Ao agir assim acabou confirmando, que Lula está preso arbitrariamente e, que as as leis não são para ele!

  3. Jaqueline Faria permalink
    19/04/2018 19:40

    Por gentileza, troca essa manchete por “… a face mais BRANCA da barbárie jurídica.”

    • 21/04/2018 16:46

      Boa resposta menina NEGRA?? Isso é coisa de branco gente, taqueopariu #EuSouLula #LulaValeALuta #LulaVivo #LulaLivre e para o bem do mundo todo #Lula2018 #LulaPresidente e sem trairagem na trincheira, não vamos perdoar isso não!

  4. Neidinha Castelo Branco permalink
    21/04/2018 0:04

    Quero o meu direito de votar no LULA PRESIDENTE.
    ESSE DIREITO, ESTÁ SENDO ROUBADO!!!

  5. Alfredo Borba permalink
    21/04/2018 13:50

    Sempre vai aparecer um coxinha espumando odio, porque o candidato que ele votou, nunca será ou terá o reconhecimento e a importância mundial que o Lula tem. A inveja os atormentam!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: