Pular para o conteúdo

Geddel era apenas guardador do dinheiro. É o que ele disse à Justiça.

25/03/2018

A defesa do ex-ministro Geddel Vieira Lima afirmou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que a origem dos R$ 51 milhões encontrados, no ano passado, em um apartamento em Salvador, decorre da “simples guarda de valores em espécie”.

A justificativa está na resposta enviada dia 23, à Corte para rebater a denúncia feita em dezembro do ano passado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa, diz o portal bahianoar.

Todos conhecemos onde vai parar o dinheiro da corrupção latino-americana e das máfias norte-americanas. No Curaçao, Panamá, Uruguay, Suíça. 

E outros como Antilhas Holandesas, Aruba, Belize, Ilhas Bermudas, Bahamas e mais de uma centena de endereços menos conhecidos.

Só que o Geddel é mais simplinho, certo?

Ele prefere guardar no closet de mamãe e depois num apartamento emprestado por um amigo. Tudo isso chama-se liquidez do dinheiro mal havido.

Batom na cueca semelhante só se reproduzirá de novo em uma década, talvez mais. Semelhante a isso só a mala de São Paulo, na corridinha iconográfica, e as malas do Aécio, transportadas pelo primo Fred.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: