Pular para o conteúdo

A estranha matemática da Polícia Federal que acusa Jaques Wagner de superfaturamento na Arena

26/02/2018

ACM Neto: ação muito oportuna da PF para uma campanha eleitoral que murchou. Foto Max Haack.

Jaques Wagner se defendeu, hoje, após a ação da Polícia Federal, hoje pela manhã, que entrou na sua casa em busca de documentos relativos a um suposto superfaturamento na construção da Arena Fonte Nova:

“É parte da politização que virou o processo de investigação. O mandado diz pra aguardar sob sigilo. Os números foram da realidade. Não sei onde a delegada tirou esses R$ 82 milhões. A obra toda custou R$ 650 milhões. Ela diz que foram R$ 200 milhões de superfaturamento.  Fizeram uma atualização que não compreendo, de que o superfaturamento foi de R$ 650 milhões, muito acima da inflação”, diz.

Os jornalistas representantes da Rede Globo e da repetidora presidida pelo pai de ACM Neto, Antonio Carlos Magalhães Filho, chegaram à casa de Wagner antes mesmo dos policiais da PF. O que caracteriza o vazamento prévio das informações e o perfil político da ação.

Jaques Wagner é candidato a Senador e secretário de Rui Costa, adversário de ACM Neto nas próximas eleições, cuja campanha eleitoral murchou antes do início. 

Na eventualidade de um impedimento legal ou de saúde do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para as eleições presidenciais, Wagner é o substituto natural.

Conceituado na Bahia e no Nordeste, o grande colégio eleitoral do PT, Wagner seria secundado na chapa por Haddad, ex-prefeito de São Paulo e o único capaz de enfrentar o domínio tucano. 

O outro grande colégio eleitoral que deverá consolidar a liderança de Lula ou de Wagner é Minas Gerais, onde todos sabem quem são os tucanos e os peemedebistas, artífices do golpe contra Dilma Rousseff. 

2 Comentários leave one →
  1. Eu... permalink
    26/02/2018 17:42

    Coisa de Petista… Nada sei, nunca vi, os outros é que são loucos e perseguidores!!
    Mas o que me impressiona é que pessoas esclarecidas ficam acreditando nessas lorotas desses “coitados” perseguidos.

    Nota da Redação:
    https://jornaloexpresso.wordpress.com/2018/02/26/desembargadora-que-mandou-investigar-wagner-e-professora-no-instituto-de-gilmar-mendes/
    https://jornaloexpresso.wordpress.com/2018/02/26/jorge-solla-lava-jato-escancara-seletividade/
    https://jornaloexpresso.wordpress.com/2018/02/26/rui-costa-como-uma-emissora-pode-chegar-ao-local-de-uma-operacao-antes-da-policia/
    https://jornaloexpresso.wordpress.com/2018/02/26/a-estranha-matematica-da-policia-federal-que-acusa-jaques-wagner-de-superfaturamento-na-arena/
    https://jornaloexpresso.wordpress.com/2018/02/26/dilma-e-barroso-reagem-a-acao-seletiva-das-policias-e-do-arcabouco-da-justica/

    O processo de alienação mental de largas faixas da população é que possibilita o aparelhamento da Justiça. A idiotia intransigente, a incapacidade irreversível de raciocinar e a falta real de um pouco de bancos escolares é terreno fértil para que os poderosos instalem no País um regime de exceção, onde a constituição é esquecida e a justiça é seletiva e clientelista.

  2. Silva permalink
    26/02/2018 18:11

    Ainda acredito na polícia federal, é órgão que sociedade tem para defende-lás de tantos ladrões que política tem produzidos em nosso Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: