Pular para o conteúdo

Polícia Civil de Goiás conclui laudo sobre acidente com Expresso Guanabara na BR-020

23/02/2018

Do Correio Braziliense

Os peritos da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) concluíram o laudo sobre a colisão na BR-020, em 15 de fevereiro. O documento confirma que o ônibus invadiu a faixa contrária e causou a batida. Agora, os investigadores vão escutar o motorista da carreta Volvo Scania atingida no acidente, Edson Guedes Besssa, 43 anos, para concluir o inquérito.

O delegado responsável pelo caso, Jandson Bernardo da Silva, da 2ª Delegacia Distrital de Formosa, acrescenta que o exame toxicológico do condutor do ônibus, Edson Lopes Lima, 47 anos, que morreu no acidente, deverá ficar pronto nos próximos dias. “O laudo ficou pronto nesta quinta-feira (22/2), mas essa análise é feita em Goiânia e ainda está pendente”, reforça.

 

A perícia apontou que a carreta que tombou seguia a 90 km/h, na via onde a velocidade permitida é 80 km/h. No entanto, o delegado pondera que essa não foi a causa determinante do acidente. “Mesmo que haja excesso de velocidade, isso não vai caracterizar uma questão penal. O que define isso é quem causou o acidente”, explica. Jandson afirma que não foi possível realizar a análise do tacógrafo do ônibus, que poderia indicar a velocidade que trafegava no momento do acidente, porque estava com excesso de danos.

Leia mais sobre o assunto no link de abertura da matéria. 

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: