Pular para o conteúdo

Veja levantamento fotográfico dos danos causados pelos invasores de Correntina

02/11/2017

Bombas de sucção, quadros de comando, instalações de transmissão de energia e transformadores, máquinas agrícolas, construções e açudes destinados a depositar água retirada do rio Arrojado. Tudo destruído como se tivesse passado um furacão. Veja os danos causados nas instalações na Fazenda Igarashi, em Correntina, no dia de hoje.

11 Comentários leave one →
  1. JOSE ARATI EVANGELISTA DE SOUZA permalink
    02/11/2017 21:10

    o cara tem o trabalho de colocar essas fotos e fica a pergunta quem invadiu onde foi e qual o motivo que levaram esses bandidos de fazerem isso ??

    • Paulo permalink
      03/11/2017 13:29

      Não foram bandidos amigo… bandidos são as pessoas que querem destruir nossos rios e acabar com nossas riquezas. Voltem pra seus estados e acabem com suas riquezas!! Safados, que não pensam nos pequenos agricultores.

      • cici.1@bol.com.br permalink
        03/11/2017 14:34

        Isso mesmo Paulo, quando o último rio secar eles saem com os bolsos cheios de dinheiro e voltam para seus estados de origem. E nós filhos da terra que se f…. Além de usar para irrigação ainda abrem açudes para reserva de água. Poupem a natureza!!!

      • Zé da Luz permalink
        03/11/2017 14:50

        Pelo que sei depredar o patrimônio alheio é vandalismo!
        Nesse caso é muito mais que isso!
        Precisam ser enquadrados na forma da Lei!
        CADEIA NELES…

  2. Saturnino permalink
    03/11/2017 8:55

    quem é o responsavel por isso? e quem vai pagar esse prejuízo.

  3. César Lima permalink
    03/11/2017 11:52

    Reproduzindo: Cezar Neitzke
    02/11/2017 23:10
    A título de informação aos que não sabem:
    – apenas 12% da área de cultivo no mundo é irrigada. Estes 12% produzem 40% dos alimentos do mundo.
    Esta informação está no site da FAO.
    No Brasil não irrigamos mais de 5%.
    Produzir irrigado significa desmatar menos, produzir mais por m2.
    Colocado isso, sem Irrigação o mundo passaria muito mais fome.
    Deixem de radicalizar e estudem mais.
    Invadir e destuir o que não lhe pertence, não é protestar é praticar terrorismo.
    Imagine, você que defende este tipo de atitude, e tenha um carro, vou queimar seu carro porque ele polui o ar que eu respiro… ora, vamos concordar que isso não seria legal!!

  4. jose de oliveira permalink
    03/11/2017 16:26

    A destruição na forma como foi feita de acordo com as fotos acima, não é um procedimento recomendável. Acontece que o povo brasileiro está cansado de ver as coisas fluírem bem somente em favor de uma minoria , como é o caso acima, onde apenas duas fazendas se servem da água que atenderia a necessidade de milhares de ribeirinhos, sem contar com o desfalque que provoca nas hidroelétricas que embora utilizam das águas de graça, mas pelo menos produzem a energia que tanto nos serve.Isso aí é bíblico, haverá um tempo que o povo brigará por água. Esse Tempo está chegando. Isso acima é apenas o começo, vez que a julgar pela aridez do tempo, dias piores virão, porque chuva abundante ficará apenas na saudade.

  5. jose de oliveira permalink
    03/11/2017 16:30

    Para os que alegam que destruir o patrimonio alheio é crime, devemos indagar-lhes : Subtrair as aguas que abasteceria milhares de pessoas, em proveito de alguns que sequer moram no municipio, vivem em outros Estados, quando muito sobrevoa a região de aviao, não poem os pes na nossa terra. Daqui querem apenas a produçao a qualquer custo que lhes propiriarao riquezas em outlas plagas.Isso também não é crime ?

    • Lobo permalink
      03/11/2017 17:58

      Perfeito. Para alguns a lei e a polīcia somente deve ser usada contra aqueles que cansados de esperarem a proteção de órgãos ambientais e MP decidem agir e lutar pelos seus direitos. Ou será que não existe o direito à água, o direito à um meio ambiente saudável, o direito a impedir a Morte de mais um rio como muitos que já se foram na região Oeste. Chega a ser ridículo defender o agronegócio a qualquer preço sem atentar que desequilíbrio ecológico em algum momento se volta inclusive contra os próprios agricultores.

  6. Brigido silva permalink
    04/11/2017 11:12

    Quem sabe da situação, são os pequenos, q depede desse rio para sobrevivência. E não vocês, q estão defendendo esses criminosos, ignorantes, so pensão no dinheiro

  7. 05/11/2017 9:33

    Conheco muito bem a regiao de correntina, estes pequenos agricultores que os amogos falam, produzem o que? Eu sei!!
    Vivem a maioria de incentivos do governo e os que tem coragem de trabalhar, tiram o sustento nessas fazendas que estao depredando; falam em preservacao???Mas as areas que eles cultivam estao todas sem licenca, e a maioria cultivam dentro da APP (area de preservacao permanente), se e pra falarmos de ilegalidade, peca a altorizacao de um produtor destes, alias muito poucos produzem, e te garanto que estes nao estavam neste bando.
    Sao vandalos sim, Nao os que realmente produzem, mas os que em um ato criminoso fizeram esta barbaridade com uma empresa produtiva honesta, licenciada, que veio produzir e gerar rendas que compoe a cesta basica do povo necessitado, que no caso, nao sao estes bandidos aproveitadores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: