Skip to content

Como a soja se tornou vítima de doenças fúngicas em pouco mais de 3 décadas?

26/07/2017

Há menos de 30 anos, antracnose era doenças de solanáceas, como o tomate, o pimentão e a batata inglesa; também o mofo branco era doença de cucurbitáceas, como a melancia e a abóbora, sob regime de alta umidade do ar; e a ferrugem atacava o trigo e outras gramíneas de inverno, também em condições de tempo chuvoso.

Hoje em dia, são doenças que atacam a soja, que há 30 anos não sabia o que era um fungicida.

Alguma coisa está errada com a agricultura brasileira e mesmo como leigo posso adivinhar que a falta de rotação de culturas é o principal motivo.

Hoje o portal do Canal Rural publicou matéria sobre os cuidados com a antracnose na soja, que pode a “reduzir a colheita em até 10 sacas por hectare.”

A solução é mesmo partir para rotação forte com o milho, sorgo e pastagens, mesmo que uma saca esteja valendo um pouco mais que uma carteira de cigarros.

One Comment leave one →
  1. Rogerio Nogueira permalink
    27/07/2017 17:52

    Despertem o interesse para agregar valor na produção, e passemos a exportar proteína animal e não grãos. Resolve-se todos os problemas de rotação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: