Skip to content

Imigrantes ilegais morrem de calor depois de ficarem por horas fechados em caminhão-baú sob 38°C

23/07/2017

Oito pessoas foram encontradas mortas e cerca de 30 feridas neste domingo (23) dentro de um caminhão em San Antonio, no Texas. Segundo informações da rede CNN, a polícia suspeita que o caso tenha relação com tráfico de pessoas.

 O caminhão foi denunciado por um funcionário do supermercado Walmart, em cujo estacionamento o caminhão estava, depois que uma pessoa que estava dentro do veículo o abordou, pedindo água. Segundo o porta-voz do Corpo de Bombeiros da região, Joe Arrington, 17 dos feridos estão em estado gravíssimo e 13 em estado grave.

EFE/EPA/DARREN ABATE

Os feridos foram afetados por insolação e queimaduras e alguns estão com danos cerebrais irreversíveis. Segundo as autoridades da cidade, o ar-condicionado do veículo não estava funcionando – no sábado, o tempo estava abafado e a temperatura chegou a 38º C.

A polícia investiga por quanto tempo o caminhão esteve estacionado no supermercado e realiza buscas com helicóptero, após algumas pessoas que estavam no veículo fugirem para a floresta. O motorista foi preso, mas os policiais ainda não conseguiram obter mais informações.

“O motorista ou quem quer que esteja envolvido enfrentará punições estaduais e federais”, declarou o chefe da polícia de San Antonio, William McManus. As autoridades estimam que 38 pessoas estavam dentro do caminhão.

Sobe para nove o número de mortos

Uma pessoa que estava no mesmo caminhão onde foram encontrados mortos oito imigrantes também morreu horas mais tarde em um hospital de San Antonio, no Texas, segundo informou o Escritório de Imigração e Alfândegas (ICE) da cidade.

A entidade retificou uma informação anterior, divulgada por uma porta-voz do ICE em San Antonio, Nina Pruneda, segundo a qual o número de vítimas havia chegado a dez. De acordo com o ICE, o hospital informou erroneamente sobre a quantidade de mortes.

Thomas Homan, diretor interino do ICE, classificou o acontecimento como um “ato atroz” liderado por uma rede de tráfico de pessoas sem escrúpulos, para as quais “não importa a vida das pessoas comercializadas”.

O motorista do caminhão, identificado como James Bradley, é, por enquanto, o único detido e ainda pode responder judicialmente pelo fato. Da Agência Brasil, com EFE.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: