Skip to content

Linha sucessória da Presidência da República segue seu destino inexorável

12/07/2017

A linha sucessória da Presidência da República, que ora se encontra com o vice-presidente entronizado no Poder, segue célere rumo ao alvo indicado pelo Patronato, tão bem representado pela Rede Globo de Televisão. Dilma já foi, Temer está bambo, Rodrigo Maia, o Botafogo, e Eunício Oliveira, o Índio, tem contas a prestar com a Justiça.

Aí chegamos à ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, que já é paparicada pela Globo e pelos representantes da Avenida Paulista. Cármen é eleita para o mandato tampão e pode até concorrer à reeleição em outubro de 2018 no cargo.

Cármen Lúcia Antunes Rocha, 63 anos, geraizeira de Montes Claros, tem uma larga folha de serviços prestados à Justiça e não tem se mostrado alheia aos graves problemas que atingem a República e, em particular, o judiciário brasileiro.

O Patronato se cansou dos políticos, assim como a maioria dos brasileiros.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: