Skip to content

Quem vai declarar o Rio de Janeiro praça de guerra?

03/07/2017

Desviar recursos da Educação para a Polícia Federal confeccionar passaportes é revelador da organização caótica do Governo. Um Ministério da Cultura sem ministro também.

Mas e a guerra civil urbana que está se desenvolvendo no Rio de Janeiro? Além da prisão de mais de 100 policiais militares, mais de 200 confrontos com armas de guerra, em plena zona urbana, no espaço de uma semana. A inovação é atirar em grávidas e condenar o bebê, com um coágulo no cérebro em formação, a ser um tetraplégico.

Estão faltando apenas os mísseis, os canhões e os bombardeios aéreos.

Um aplicativo denominado Fogo Cruzado notificou mais de 4.300 tiroteios desde o seu lançamento em julho de 2016.

Se isso não é uma guerra, o que será? Exército e Marinha têm concentração de efetivos no Rio de Janeiro. O que falta para uma intervenção? A ordem do Planalto, preocupado neste momento apenas em comprar deputados para uma sobrevida de Michel Temer?

Quem sabe então os capacetes azuis da ONU?

Ricardo Moraes Reuters

J Marques, Agência Estado

Márcio Terranova

Policial Militar foi baleado durante uma perseguição a um assaltante na Avenida Rio Branco, no centro do Rio de Janeiro. Na foto, policiais e guardas municipais socorrem o PM tendo ao fundo o assaltante (roupa verde), no chão. Foto: WILTON JUNIOR/AGENCIA ESTADO/AE

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: