Skip to content

Vereadora é presa por coagir testemunhas que denunciavam compra de votos

23/06/2017

Já está na cadeia a presidente da Câmara de Vereadores, Edite Rodrigues Lisboa, PSB, atingida por decisão judicial que aceitou denúncia de coação exercida por ela contra eleitores que a testemunham em ação sobre compra de votos em postos de saúde de São Leopoldo nas eleições de 2016.

Edite, conhecida como “Cigana”, teve prisão preventiva decidida por 90 dias. Ela foi flagrada no escritório do procurador da Câmara, Jeferson Soares, que é presidente do PSB. De Políbio Braga.

Se compra de partidos e votos resultassem em cassação, em Luís Eduardo Magalhães talvez tivéssemos eleições municipais novamente em 2018. 

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: