Skip to content

Rio São Francisco atinge vazão crítica e captação é suspensa um dia na semana

16/06/2017

Por Adilson Fonsêca, da Tribuna, editado por O Expresso

O reservatório de Sobradinho, no rio São Francisco, o segundo maior lago artificial do mundo, caminha célere para o volume morto, que seria alcançado quando suas reservas caírem abaixo de 3%. Na medição de ontem, pelo Operador Nacional do Sistema elétrico, o nível da grande barragem é de 12,8%.

A vazão de entrada no reservatório é de apenas 500 m³/segundo e a vazão de saída de 600 m³/s, baixa até para manter a qualidade das águas a montante, sem algas que comprometam a potabilidade.  

Seis anos de seca na grande bacia hidrográfica do Rio comprometeram, paulatinamente, a reserva de águas.

Só para se ter uma ideia do tamanho da crise hídrica, em meados de outubro de 2014 Sobradinho ainda tinha uma reserva de 24,39%.

Em Itaparica, velhos prédios inundados na construção da barragem aparecem como fantasmas de um passado recente. 

A resolução da Agência Nacional de Água (ANA) é um prelúdio do que estar para vir, caso continuem as condições adversas de chuvas ao longo da Bacia do Rio São Francisco. Com apenas 12,8% do seu volume útil de água, o lago da Barragem de Sobradinho, que regula todo o sistema hidrelétrico das barragens que formam o complexo de Paulo Afonso e Xingó, de onde são gerados 60% da energia que abastece a região Nordeste, caminha para o volume morto.

Em decorrência disso, a ANA proibiu que todas as captações de água ao longo do rio, desde a sua nascente em Minas Gerais até a sua foz, entre os estados de Alagoas e Sergipe, sejam suspensas em um dia da semana, começando já na próxima terça-feira. Somente a água destinada ao abastecimento da população e de animais poderá ser retirada neste dia. Com isso, todos os projetos de irrigação e, sejam de pivôs ou de bombeamento direto da calha do rio ficam proibidos, o que, segundo a  ANA,  permitirá uma economia de 40 metros cúbicos por segundo de água.

Segundo informou a ANA, através de nota da Assessoria de Comunicação, a medida denominada ” Dia do Rio” vai ser aplicada para todos os usos, menos para consumo humano e dessedentação animal.  Objetivo é preservar o estoque de água armazenado nos reservatórios e evitar que Sobradinho alcance o Volume Morto antes do início do período chuvoso, em dezembro. 

Conforme nota emitida anteriormente, a própria agência trabalha com um possível cenário de que Sobradinho chegue ao Volume Morto, quando não é possível a geração de energia a partir do uso da barragem, ainda em agosto deste ano. A medida inclui retiradas para todos os usos, dos perímetros de irrigação, mesmo que sejam oriundas de volumes de água reservados previamente. 

Alerta vermelho
As restrições ao uso das águas do Rio São Francisco vão vigorar a partir da próxima quarta-feira e até 30 de novembro, quando se espera a chegada das chuvas ao longo da bacia. A regra vale para aquelas captações que ainda não estejam submetidas a regras mais restritivas de uso e caso não haja uma melhoria significativa nos níveis de reservatórios do São Francisco, as restrições serão prorrogadas.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: