Skip to content

Santander oferece R$ 65,4 milhões em crédito pré-aprovado na Bahia Farm Show

30/05/2017
  • No evento, todo bem protocolado como garantia está isento da taxa flat
  • Clientes também podem contratar crédito rural para pré-custeio da Safra 2017/18 para compra de insumos

O Santander vai oferecer R$ 65,4 milhões em crédito pré-aprovado na Bahia Farm Show, entre linhas de curto e longo prazo. O volume é 63,5% maior do que o volume ofertado no ano passado, de R$ 40 milhões. A principal feira de tecnologia agrícola do Norte e Nordeste do Brasil ocorrerá no município de Luís Eduardo Magalhães (BA) entre hoje (30) e 03 de junho.

“Desde o ano passado participamos das feiras com um volume de crédito pré-aprovado. Dessa forma, temos mais agilidade para atender às necessidades do produtor no evento”, afirma Carlos Aguiar, superintendente executivo de Agronegócios do Santander. Em 2017, o banco participará de 11 eventos do setor ante sete do ano passado. “Além de termos uma boa expectativa de fazer bons negócios, queremos estar mais próximos do produtor rural para oferecer as melhores soluções financeiras”, ressalta o executivo.

Na edição deste ano da Bahia Farm Show, para operações de BNDES Agro, o Banco oferecerá a isenção da comissão (taxa flat 0%), porcentual que incide sobre o valor total da compra. Para esse tipo de financiamento de máquinas e equipamentos, o prazo é de 5 a 10 anos, com 20% de entrada e o próprio bem em garantia.

Neste ano, o Santander também trabalha com linha de pré-custeio da Safra 2017/18. O objetivo do Banco é antecipar o valor para a compra de insumos para a produção do período e oferecer uma boa oportunidade do produtor rural negociar melhores preços e assegurar os insumos necessários do ciclo agrícola. As linhas de pré-custeio podem ser acessadas através de recursos subsidiados ou a taxas livres.

Linhas especiais para o agro

O Banco criou produtos que se adequam ao fluxo de caixa do setor. Em linhas de crédito, o Santander passa a oferecer o Crédito Pessoal (CP Agro) e o Crédito Direto ao Consumidor (CDC Agro) para financiamento de veículos, máquinas e equipamentos. Ambos os produtos são adequados à capacidade de pagamento do produtor, ou seja, quitação semestral ou anual de acordo com a colheita. No CP Agro, o valor mínimo de financiamento é de R$ 30 mil, com prazo máximo de pagamento de 18 meses.

Caso não haja pressa na aquisição de máquinas, equipamentos e implementos agrícolas, o produtor rural pode participar de um consórcio administrado pelo Santander. O Banco passa a oferecer essa modalidade de compra que possui diferentes opções de planos e valor de parcelas menores do que outras opções financeiras, com sorteios mensais ou lances para a obtenção do crédito.

Lojas Agro

Para estar fisicamente mais próximo do produtor, o Santander, desde janeiro, inaugurou sete espaços de negócios totalmente voltados ao Agronegócio nas cidades de Cristalina (GO), Naviraí (MS), Posse (GO), Campo Novo do Parecis (MT), Canarana (MT), Paragominas (PA), Balsas (MA). No final de junho será a vez de Primavera do Leste (MT).

A estrutura de atendimento, em horários pré-agendados, é composta por um gerente geral, dois gerentes comerciais e um gerente de atendimento, sem a presença de caixas. O atendimento não relacionado ao agronegócio continuará a ser feito na agência mais próxima da loja.

A partir do segundo semestre, o Santander prevê o início das operações de mais oito lojas Agro. Os Estados escolhidos são: Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com mais duas lojas cada; e Goiás, Pará, Rondônia e Minas Gerais, com um espaço de negócios em cada local. Os municípios ainda estão sendo mapeados pelo Banco, mas o critério é que a cidade tenha um papel relevante no PIB Agrícola, um alto valor bruto de produção e onde o Santander ainda não possui operações.

Em 2016, o total da carteira de crédito ao setor do Santander somou R$ 40,5 bilhões, sendo R$ 9 bilhões de linhas credito rural e o restante de recursos livres. Também no ano passado, o Banco contratou mais de 40 agrônomos para atuar nas fronteiras agrícolas.

“Em 2017, estamos efetivamente criando novas ofertas de valor para o produtor rural e expandindo nossas operações nas principais fronteiras agrícolas”, reforça Aguiar. Somente no primeiro trimestre de 2017, a carteira de crédito rural do Santander ficou em R$ 10,6 bilhões (incluindo pessoas físicas e jurídicas), aumento de 68,25% na comparação com os R$ 6,3 bilhões do mesmo período do ano passado. Na mesma base de comparação, a participação de mercado do Banco no Agronegócio chegou a 3,8% ao final de março, avanço de 0,8 ponto porcentual.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: