Skip to content

Com fraude à Justiça também é justiça? Pobre Brasil!

14/05/2017

O e-mail fictício que Mônica Moura disse à Lava Jato que usava para se comunicar com a ex-presidente Dilma Rousseff foi registrado em cartório para valer como prova de sua delação no dia 13 de julho de 2016, quando a empresária, esposa do marqueteiro João Santana, estava presa em Curitiba por ordem de Sergio Moro.

E a conta do e-mail foi aberta um dia antes da moça do chiclete ser presa. O juiz soltou a dupla  de vigários cerca de duas semanas depois do registro, no dia 1º de agosto de 2016.

O e-mail era forjado e o “suposto” dinheiro que se destinava a propaganda em Caixa 2 foi “supostamente” roubado por dois mascarados,claro.

Isso, me perdoem, é fraude à Justiça ou só o famoso jeitinho brasileiro para evitar que a ex-presidente seja candidata ao Senado pelo Rio Grande do Sul? Veja só: ela poderia se transformar numa incômoda peça no Senado. Ou mesmo: ser um corpo estranho no meio daquela matilha de lobos.

Santos Lima

A prova certamente foi criada por aquele douto procurador da República, Santos Lima, que vem de uma região de sombras chamada Operação Banestado. Em setembro de 2003 a hoje insuspeita revista IstoÉ publicou uma matéria sobre Santos Lima cujo título é no mínimo inspirador: “Raposa no galinheiro”.

O subtítulo emenda: “Procurador Santos Lima, casado com ex-funcionária do Banestado, tentou barrar quebra de sigilo de contas suspeitas”. Como se sabe, no final da história, depois da evasão de R$500 bilhões – algo equivalente a 10 vezes o valor dos desvios na Lava-Jato -, a operação terminou em nada, com a soltura do doleiro Alberto Youssef. Ele se tornaria então o principal “alcaguete, cachorrinho, x-9” do juiz Sérgio Moro. E foi o primeiro a fazer uma delação premiada na atual Operação Lava-Jato. 

Pois é: a acusação à dona Dilma está no terreno das plenas de convicções, mas sem provas, não é?

Se é o caso de tomar o poder via acordão entre a direita, a justiça e a grande imprensa, com inspiração estrangeira interessada na divisão do butim – minérios, pré-sal, terras férteis, concessões de infraestrutura – assim como se faz na Venezuela e em outras republiquetas de banana ou como se fez no Iraque, na Líbia e na Síria – até se entende.

Ou se era a garantia de não se falar mais em BRICs, moeda paralela ao dólar e cooperação entre grandes países não alinhados, também se entende. Sempre se fez isso no terceiro mundo. Quem poderia enfrentar um bloco econômico como Brasil, Rússia, Índia e China? Nada. Nem mesmo a soma dos países da zona do euro com a Aliança do Pacífico.

Agora entende-se porque sucessivos governos no Brasil enterraram a educação, afastando das universidades aqueles que não eram filhos da classe privilegiada, menos de 1% da população. O objetivo era criar essa grande massa de manobra, analfabeta e alienada, que contempla 99% dos brasileiros.

Quem ousou quebrar essa corrente? Lula e Dilma, sim aqueles mesmos do triplex com contrato de venda sem assinatura e do e-mail forjado.

Aí, golpe final, é só evitar o botão de compartilhamento em algumas redes sociais mais populares, onde as menininhas expõem a bunda e os menininhos expõem sua barriga de tanquinho, e teremos o golpe completo e uma grande vara de porcos comendo a sua ração misturada às suas próprias fezes.

Pobre Brasil, tão inocente e tão culpado de suas próprias barbaridades. 

5 Comentários leave one →
  1. Zé da Luz permalink
    14/05/2017 17:30

    O nobre periodista está igual marido traído. Todos sabem das aventuras da esposa. Ele, no entanto, só acredita pegar em flagrante. QUERO PROVA!!! Não vi nada…

    Nota da Redação:
    Ao menos dignou-se a ler a matéria até o fim. Ou o digno leitor já escolheu seu lado e está confortável com isso?

  2. Lobo permalink
    14/05/2017 22:37

    Incrível como se aceita tudo com a conivência de que os fins justificam os meios. Essa é justiça que se busca? Virou um vale-tudo e ainda encontramos que defenda isso.

  3. O Observador permalink
    14/05/2017 23:40

    Matéria mais ridícula! Não tem fonte. Todos os jornais circularam a imagem do e-mail, a própria delatora foi que entregou a senha do e-mail…e certamente o juiz vai requerer ao google todas as informações de quando o tal e-mail foi criado, onde, em que horário e de qual computador. Eu já te sugeri Sampaio…não espalhe coisas que não foram comprovadas como verdade simplesmente na ânsia de defender aqueles criminosos que você simpatiza…sua credibilidade pode ficar irrecuperável!

    Nota da Redação:
    Continue observando, Observador. Quem sabe prestando muita atenção, como fazem as corujas, um dia vc consiga ler uma frase completa e dela obter uma ilação plausível.

    • O Observador permalink
      15/05/2017 10:02

      Como sempre! Não há argumentos e justificativas para contrapor…ai ataca! Sabe que na minha colocação tem pertinência…qual a fonte das suas informações nessa matéria? Se não há…quem está fazendo ilações é você editor!

  4. Edvaldo Lima permalink
    15/05/2017 11:28

    Eu fico só olhando onde isso tudo vai dar.
    Há uma origem pra todos os flagelos dos homens, todos eles são atingidos por isso, onde há homem, aí há erro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: