Skip to content

Fundador da Gol Linhas Aéreas, Constantino, condenado por crime de mando

12/05/2017

Constantino agride um fotógrafo na oportunidade de seu primeiro julgamento

O ex-dono da Gol Linhas Aéreas, Nenê Constantino, foi condenado nesta quinta-feira (11) por homicídio qualificado pelo Tribunal do Júri de Taguatinga, no Distrito Federal (DF). Para os jurados, ele foi o mandante do assassinato do líder comunitário Márcio Brito em 2001.

Nenê foi condenado a 16 anos e seis meses de prisão e multa de R$ 84 mil após 4 dias de julgamento, que somaram 57 horas. Além de Nenê Constantino, foram condenados o ex-vereador de Amaralina (GO) Vanderlei Batista, com sentença de 13 anos de prisão; o proprietário da arma usada no crime, João Alcides Miranda, com  17 anos e seis meses de prisão; e o ex-empregado de Nenê, João Marques, com 15 anos de prisão. Todos eles podem recorrer em liberdade.

O quinto réu, Victor Foresti, genro de Nenê Constantino, foi absolvido pelo júri. O suspeito de ter atirado contra o líder comunitário, Manuel Tavares, morreu antes do julgamento.

O promotor do Ministério Público responsável pelo caso, Bernardo Urbano Resende, informou ainda pela manhã que Nenê Constantino não deve ser preso devido à idade; “Constantino não vai ficar preso nem um dia, porque já tem 86 anos, está no final de vida. E não porque eu estou falando, mas porque é a lei”.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: