Skip to content

Codevasf leva alternativas de renda aos brasileiros do semi-árido

03/05/2017

Estratégia é capacitar famílias rurais e estruturá-las para atividades como panificação, corte e costura e beneficiamento de produtos agrícolas

Confecções e bordados, pães e doces, cereais beneficiados. Atividades que geram trabalho e renda para centenas de famílias de produtores em comunidades rurais do semiárido vêm sendo fomentadas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), que assim cria alternativas à produção agrícola, estimula o empreendedorismo e diversifica a economia local.

A estratégia é capacitar as famílias rurais e estruturá-las com equipamentos como máquinas para beneficiamento de cereais, kits de panificação e máquinas de corte e costura, que são adquiridos com recursos do Orçamento Geral da União destinados à Codevasf por emendas parlamentares.

Na Bahia, kits de panificação representarão uma alternativa de renda para quase 700 famílias dos municípios de Barra do Mendes, Lapão, Canápolis, Souto Soares e João Dourado, região do Médio São Francisco do estado.

No total, cinco kits vão equipar a Associação Comunitária de Vereda de Cima, Associação dos Pequenos Produtores da Agricultura Familiar Lajedo de Pau D’arco, Associação Comunitária de Vida Nova, Associação dos Agricultores Baixa da Casca, Associação de Povos Remanescentes de Quilombos e Associação Comunitária de Vida Nova.

Cada kit de panificação é composto de forno misturador com assadeiras, armário, cilindro elétrico, balança elétrica, mesa em aço inox, lixeira plástica e 16 assadeiras. “Estamos muito satisfeitos, porque essa será mais uma opção para complementar a renda das famílias locais”, comemora o presidente da Associação dos Trabalhadores na Agricultura da Comunidade de Baixa da Casca, Gilson de Almeida.

Em Minas Gerais, uma batedeira de cereais vai oferecer mais praticidade e economia a cerca de 40 famílias ligadas à Associação Comunitária do Pilão, no município de Espinosa.

O equipamento vai facilitar muito, porque os grãos dos cereais, como milho, feijão e sorgo, já saem separados e prontos para serem ensacados. Além disso, não vamos mais precisar alugar a máquina de terceiros”, afirma a presidente da associação, Marina de Sousa. Além da batedeira, as famílias locais também serão beneficiadas com trator agrícola e grade aradora.

Outras 60 famílias no município de Santa Fé de Minas poderão incrementar suas atividades com equipamentos para instalação de uma Unidade de Beneficiamento de Mandioca. Serão fornecidos pela Codevasf dois fornos mecanizados para torragem de farinha de mandioca, dois raladores de mandioca semiautomáticos e duas prensas manuais, que vão propiciar agregação de valor ao produto.

Um grupo de 56 mulheres da Associação Comunitária e Assistencial dos Pequenos Agropecuaristas de Mônica (Acapam), no município de Morro do Chapéu, no norte da Bahia, que já atua na produção de sucos de frutas, bolos, sequilhos, doces e outras iguarias, agora poderá fortalecer outro ofício, desempenhado por costureiras e bordadeiras da comunidade: o de corte e costura.

Elas foram equipadas pela Codevasf com máquina portátil de costura, máquina de costura industrial, máquina de costura Galoneira – utilizada para tecidos mais delicados, na confecção de bainhas e costuras artesanais –, ferro de passar a vapor, mesa retangular para corte personalizada de camadas de tecidos, máquina bordadeira computadorizada, tesouras e fitas métricas.

A situação está cada vez melhor”, comemora Ana Figueiredo, uma das fundadoras da Acapam. “Com a chegada dos equipamentos de corte e costura, o grupo de mulheres que trabalha no ateliê Regina Miranda vai aumentar, e, com a melhoria da qualidade e o aumento da quantidade, vamos poder participar de processos licitatórios para confecção de fardamentos para escolas, creches e hospitais”, aposta.

Para o presidente da associação, Rildo Nei Almeida de Oliveira, “é uma oportunidade para incrementar a renda de famílias da associação, que já estão preparadas profissionalmente para começar a produzir”. A diretoria da Acapam prevê um aumento de 50% na produção de vestuários e peças artesanais com o uso do novo kit de costura.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: