Skip to content

O Sal da Semana, o melhor das notícias nos últimos 7 dias

13/04/2017

Discricionários e auto-suficientes

O vereador Carlos Alberto Koch lamentou, na última sessão legislativa da Câmara Municipal, que o Prefeito não tenha convidado jornalistas diplomados para o café-da-manhã que homenageou o “Dia do Jornalista” no dia 7.

Para compensar, Koch fez menção especial aos jornalistas que estavam presentes ao plenário da Câmara: Aron Ledoux, Heloíse Steffens e este Editor.

 

Número 2? Nem pensar.

Segundo o vereador Filipe Fernandez existem queixas de falta d’água potável e papel higiênico nas dependência do Hospital e Maternidade Gileno de Sá. O que também em outras dependências da Administração Municipal.

 

O terrão do Estádio Municipal

O vereador Kelmuth Maclarem afirmou, na tribuna, que o Estádio Municipal carece de sistema de irrigação: “Já não existe grama na pequena área, nem no círculo central. Se não fossem as últimas chuvas a cancha de esportes estaria virada em terra.

Mais: segundo o vereador, o Ginásio de Esportes das Acácias também está abandonado.

 

Mardonio Rocha, o grande orador

A pérola do dia da última sessão legislativa, foi anunciada pelo vereador Mardonio:

 “Não vamos obrigar o Prefeito a sancionar um projeto que ele não quer assinar”.

O Legislativo serve pra isso, Vereador: propor projetos de interesse da comunidade, aprovar e, se o Prefeito vetar, derrubar o veto.

Ele se referia ao projeto de identificação de carros próprios e locados, de extrema importância para Ministério Público, vereadores e contribuintes saberem em que estão sendo usados os veículos.

 

Vamos botar os pingos nas letras certas

Mário Rogério, vereador e homem público experiente, afirmou, com a clareza que lhe é peculiar:

“Sejamos claros. Os salários dos servidores públicos e dos apaniguados que têm cargo de confiança são limitados pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Então os carros locados são complemento de salários para os mais fiéis cabos eleitoras que servem ao Prefeito e ao seu projeto político”.

 

Grande Compositor

Kenni Henke, na tribuna, mostrou-se um grande compositor musical, declamando a letra do verso da campanha de Oziel Oliveira e acrescentando um apêndice mordaz:

É Oziel do bem,

É Oziel do povo,

Vai botar os vereadores embaixo do braço

E fazer merda de novo.

 

Márcio Rogério e os 100 dias

Completamos cem dias do Governo Oziel. Com “S” fica melhor:

Sem ruas trafegáveis, sem infraestrutura, sem educação adequada, sem processo seletivo bem explicado.

Mais adiante, referindo ao projeto de normatização do uso de veículos e chateado com as intervenções de seus colegas, repetiu a célebre frase de Goebbels, o ministro da Propaganda de Hitler:

“Repita uma mentira mil vezes e ela se tornará uma verdade”.

 

De cair os braços

Carlos Koch, na mesma e polêmica sessão da última terça-feira:

“Me entristece a posição dos colegas sobre a imoralidade e falta de transparência no caso da identificação dos carros”.

Pelo que foi ouvido no plenário Koch ainda vai passar um longo período, quatro anos, sofrendo de profunda e sentida melancolia desde a sua cadeira de vereador.

A envergadura moral de alguns vereadores não é digna de seus eleitores.

 

O mato tomando conta

Luciano Santos, o vereador, reclamou de que o mato tomou conta das praças dos bairros Luar do Cerrado e Verde Vida. Enganou-se de novo o vereador: o mato, o lixo, os entulhos das sobras de construção tomaram contas não só das praças, mas dos terrenos baldios e daqueles que permanecem sobre a tutela dos empreendedores.

 

Cleide Bosa, só elogios

A vereadora ressurreta, Cleide Bosa, suplente do vereador Eltinho, que assumiu a Secretaria da Curtura (sic), foi só elogios para o seu chefe supremo: “Uma beleza o retorno do Domingo Cultural.”

Só quem não gostou foram os moradores da praça, que ficaram ouvindo a barulhada até 2 horas da manhã. Dos gremistas Luiz Barcelos e Ida Barcelos os dois, Eltinho e Cleide, já perderam o voto.

Corretor garante: vão votar o PDU como Oziel quiser

Um grande corretor da cidade nos garantiu hoje. Oziel vai manipular tudo que lhe der na telha. Vai fazer do jeitinho que ele e os três jotas do planejamento desejarem: Jacob, João Frare e João Poyer. O contribuinte de Luís Eduardo está à mercê dos mais escusos interesses. 

3 Comentários leave one →
  1. Terror do 12 permalink
    14/04/2017 9:07

    Oque aconteceu com o concurso da guarda Municipal? A tempos venho me preparando.

  2. Carlo permalink
    15/04/2017 20:17

    Gostaria de deixar os parabéns, aos vereadores que estão tentando fazer a coisa certa, e citar o meu nojo e repulsa pelos puxa saco dos que só se preocupam com seus benefícios. Vereadores da situação escutem o recado ” o povo está de olho nos seus desmandos ” essa farra tem data pra acabar dia 31 de dezembro de 2020. Uma última palavra aos que rejeitaram o projeto do competente vereador Kenni, vocês são covardes e mesquinhos.

  3. Helen permalink
    17/04/2017 11:05

    Dona Cleide Bosa tá ganhando quanto e o Sr, Victor também pra elogiar o que não temos nada ,,nada,,,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: