Skip to content

Investimento de R$ 1,1 bi executado pela Codevasf beneficia 2 milhões de pessoas no semiárido

27/03/2017

Levantamento da Codevasf demonstra que acesso a água de qualidade em áreas rurais reduziu em 61% as doenças de veiculação hídrica, uma economia de mais de R$ 80 milhões em saúde pública

Quase dois milhões de pessoas com dificuldade de acesso à água em áreas rurais do semiárido têm, agora, mais qualidade de vida graças a ações que a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Paranaíba (Codevasf) tem executado na região onde atua para promover a universalização do acesso – tanto para consumo humano, como para produção agrícola e alimentar. O investimento totaliza mais de R$ 1,1 bilhão em recursos do Governo Federal.

De acordo com o último relatório técnico apresentado pela Companhia, já foram instaladas cerca de 185 mil cisternas com capacidade para armazenar até 16 mil litros de água e abastecer uma família de cinco pessoas por períodos de estiagem de até seis meses. Cerca de 740 mil pessoas foram atendidas por essa ação. Ao todo, esses reservatórios têm potencial para acumular um volume da ordem de 2,9 milhões de m³ de água por ano, provendo água para consumo, preparo de alimentos e pequenas atividades domésticas.

Outra ação que tem levado mais tranquilidade às famílias atingidas pela estiagem é a instalação de poços emergenciais. A Codevasf já instalou, até o momento, 1.737 poços em localidades de sua área de atuação. Cada poço instalado têm, em média, capacidade de produção de 8,7 milhões litros de água por dia, de forma a atender a cerca de 300 famílias. Nesse contexto, a Companhia já beneficiou diretamente mais de 272 mil famílias.

Os sistemas simplificados consistem em mais uma tecnologia implantada pela Codevasf para proporcionar oferta de água à população severamente atingida pela seca. A estrutura abrange a construção de uma estação de captação de água, adutoras de água bruta e tratada, estação de tratamento, implantação de redes de distribuição, reservatórios e ligações domiciliares. De acordo com o relatório técnico da Companhia, já foram concluídos 41 sistemas, beneficiando 12,3 mil famílias e representando um volume de produção anual de 1,4 milhão de m³ de água.

Os barreiros têm a função de auxiliar na pequena produção, com irrigação, mas com foco dessedentação e manutenção do rebanho, evitando deslocamentos excessivos nesse período de estiagem e a própria perda dos animais. Já são 505 barreiros construídos pela Codevasf, permitindo um acúmulo médio de 5 milhões de m³ de água por ano.

Os kits de irrigação familiar também foram mais uma alternativa para universalizar o acesso à água para produção agrícola. No total, 2 mil kits foram entregues pela Companhia. Com capacidade para irrigar uma área de 500 m² cada, eles visam, também, a fortalecer a agricultura familiar. Essas estruturas funcionam por meio do sistema de gotejamento localizado – considerado um dos mais eficientes em termos de economia de água para a irrigação de plantas. Em alguns casos é dispensada a necessidade de bombeamento. A composição dos kits abrange 21 itens, entre registro, filtro de tela, conexões, tubos de distribuição em polietileno, adaptadores de tubos, bobina de tubo gotejador e outros acessórios.

Benefícios

A implantação de tecnologias para universalização do acesso à água traz outros benefícios para a população, além da oferta propriamente dita do recurso hídrico. “A água é vetor de desenvolvimento, e o nosso grande desafio é fazer uma gestão eficiente mediante o recurso disponível”, afirma Elton Cruz, técnico da Codevasf que coordena a execução dessas ações na área de atuação da Companhia.

Segundo ele, com a implantação de sistemas de acesso, foi registrada uma redução de 61% das doenças decorrentes da má qualidade da água, representando uma economia de mais de R$ 80 milhões em saúde pública. Outro benefício foi uma maior assiduidade nas escolas – a média de frequência de alunos nas salas de aula, na faixa etária de 6 a 15 anos, subiu de 3 para 5 dias, em virtude da redução de doenças gastrointestinais, sem contar a melhoria da qualidade de vida das famílias que já não necessitam percorrer longas distâncias para ter água disponível.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: