Skip to content

Tarso de Castro, a lenda das redações, tem biografia na praça

05/03/2017
Tarso com Candice, a qual esnobou e botou chifres.

Tarso com Candice, a qual esnobou e botou chifres.

Tarso de Castro, talvez o jornalista mais incisivo e criativo que o País já conheceu, criador do Pasquim e do Folhetim da Folha, criado nas oficinas de O Nacional, de Passo Fundo, de propriedade de seu pai, Múcio de Castro, é o tema da biografia de Tom Cardoso, “Tarso de Castro, 75 kg de músculos e fúria”.

Conheci Tarso numa visita que ele fez a amigos na redação de Zero hora, onde ele trabalhou quando ainda era a Última Hora, de Samuel Wainer. Já era uma lenda.

Mulherengo e alcóolatra, levou uma lista invejável de mulheres para a cama, entre elas a atriz Candice Bergen, deusa da nossa juventude.

Ele morreu com 49 anos, depois de uma vida de muito álcool, mulheres bonitas, cigarro e de muitos extremos.

Vale a pena ler na integra a matéria do jornal Opção.  

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: