Skip to content

As câmaras municipais custam o couro das costas dos contribuintes

07/02/2017
Prédios da Câmara Municipal de Luís Eduardo Magalhães: um palácio de concreto protendido, vidros fumês e ostentação, incoerente com um estado e um município de ruas de chão e esburacadas.

Prédios da Câmara Municipal de Luís Eduardo Magalhães: um palácio de concreto protendido, vidros fumês e ostentação, incoerente com um estado e um município de ruas de chão e esburacadas.

As sessões legislativas municipais estão começando esta semana em toda a Bahia, como, por exemplo, em Luís Eduardo Magalhães e Barreiras. Dizem os entendidos em política que as câmaras são partes importantes do arcabouço público da Nação.

Antes mesmo que os insignes vereadores abrissem a boca para proferir suas importantes alocuções, as Câmaras já custaram, só no Estado da Bahia, algo como 90 milhões de reais só do repasse do duodécimo de janeiro ( em média 8,5% da arrecadação tributária direta dos municípios).

Ao final de um ano, esses repasses ultrapassarão um bilhão de reais, como custou, em 2016, R$1.091.935.283,95.

Transformado em recursos para educação, para a saúde, para a segurança ou para o saneamento básico, essa cifra astronômica de 10 dígitos poderia transformar o Estado. Por enquanto serve apenas para sustentar um número grande contingente pessoas que nem sempre são bem intencionadas e na maioria das vezes não se contentam com seus estipêndios e mordomias,enfrentando vorazmente os prefeitos em busca de cargos para apaniguados no Executivo e outras benesses.

Em um município onde a grande maioria das ruas é de barro e o asfalto uma sucessão de buracos; onde a Prefeitura aluga galpões para abrigar servidores e nem tem uma sede própria, as mordomias do Palácio Legislativo são um escárnio ao povo, ao eleitor e ao contribuinte. E isso vale tanto para Barreiras como para Luís Eduardo Magalhães.

Se existem Tribunais de Contas para fiscalizar os municípios, por que sustentar estes cidadãos que nada produzem e na realidade apenas estão em busca de dinheiro e privilégios, confortavelmente acomodados em seus palácios, cercados de chafarizes e jogos de luzes coloridas.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: