Skip to content

E o dinheiro da Câmara de LEM? Tomou chá de sumiço?

28/11/2016

camara_2_2141

Apesar dos polpudos repasses do Executivo, o dinheiro da Câmara Municipal de Luís Eduardo Magalhães parece que acabou antes do tempo. Um funcionário escreveu à redação, informando que não tem mais água nem papel à disposição dos servidores e vereadores.

No ano passado, o duodécimo percebido pela Câmara  seria de R$11.247.823,07, com um repasse mensal R$937.318.58. Cada vereador custava então, ao contribuinte, a bagatela de quase R$750 mil por ano.

Impressiona ainda mais o fato de que em 2015 a Câmara licitou e comprou 55 mil garrafas d’água. E deve ter repetido essa licitação em 2016. Os vereadores não tem ido às sessões da Câmara. Por isso é de se estranhar que falte material de consumo no final da sessão legislativa do corrente ano. Veja abaixo matérias completas sobre gestão financeira da Câmara no ano passado

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: