Skip to content

Tempos de arbítrio, tempos de dissipação da democracia

26/09/2016

Palavras do deputado Jorge Solla (PT) nas mídias sociais, sobre o episódio da prisão de Antonio Palocci:

“É o uso político do poder de polícia cristalino, é exatamente o que fazia a Ditadura Militar, é o rompimento do Estado Democrático de Direito: o ministro da Justiça anunciou no palanque do PSDB, de oposição ao ex-prefeito e ex-ministro Antônio Palocci, que logo haveria prisões na Lava-Jato. No dia seguinte Palocci é preso.

E isso tudo na semana da eleição. E o ex-ministro sequer sabia porque estava sendo preso: nunca foi chamado a depor, não tem acesso aos autos do processo, não representa ameaça a investigação, não ameaça sair do país. É arbitrário, é absurdo!

Para atingir objetivo de acabar o PT, golpistas estão acabando é com nossa democracia da forma mais torpe. Só que quando se perde confiança nas instituições o que sobra é a barbárie. Já vivemos isso, precisamos aprender com o passado, não queremos ter de reviver a luta contra o autoritarismo.”

Houve um tempo em que se instaurava um inquérito policial, se remetia à justiça, que julgava e condenava ou não. Se condenava, determinava a pena e mandava para a prisão.

Hoje a ordem dos fatores é a inversa.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: