Pular para o conteúdo

Golpistas no curral

27/03/2016
Neo-nazistas: um dia o ódio extravasa e eles saem à rua, gritando palavras de ordem

Neo-nazistas: um dia o ódio extravasa e eles saem à rua, gritando palavras de ordem

Por Leandro Fortes
Como é formada, em sua imensa maioria, por analfabetos políticos com altíssimo déficit de leitura, a direita brasileira tende a se movimentar quase que exclusivamente como manada.
Então, assim como o “kkkkkkk”, que lhes serve de sustentação literária tanto para disfarçar preconceitos como para consagrar estultices, o clichê do momento entre a reaçada é o argumento barato do todos-os-corruptos-devem-ser-presos-não-interessa-o-partido.
É como se, de repente, os milhões de eleitores de Aécio Neves tivessem descoberto o Código Penal, mas somente depois de seu líder e salvador da pátria começar a aparecer nas delações como insistente – chato mesmo – receptador de propinas.

Esse movimento ganhou forma nas últimas manifestações de rua, quando a turba com camisas da CBF viralizou nas redes mensagens dando conta de que, ao contrário do PT, não tinha compromisso com “bandidos de estimação”.
Isso vindo de uma gente que marchou até Brasília para tirar foto com Eduardo Cunha.
Colocar-se, agora, a favor de prender todos os corruptos, não importa qual o partido, é, antes de tudo, uma maneira cafajeste de fingir que não está apoiando o golpe contra a presidenta Dilma Rousseff – justo no momento em que as coisas começam a dar errado para os golpistas.


É mentira.
Essa gente abobalhada de verde-e-amarelo nunca foi a favor de prender corruptos, até porque votou sempre neles, movida pela catapora infantil do antipetismo.

Esses neoprobos formam as fileiras da classe média apavorada e iletrada do Brasil, alimentada de ódio pela mídia – esse lixo que depende do golpe para voltar a mamar nas tetas do Estado.

Então, não me venham com essa história, agora, que querem todos os corruptos presos.
Ninguém vai acreditar nessa moralidade tardia de quem, na verdade, está com vergonha de ser apontado como um golpista fracassado, daqui por diante.


Não depois de terem sido tocados pelos corruptos como gado, pelas ruas do País, mugindo palavras de ordem fascistas e ruminando o ódio que lhes foi servido como capim.

LeandroLeandro Fortes é jornalista – formado na UNB -, professor e escritor. Trabalhou para o Jornal do Brasil, O Globo, Correio Braziliense, Estadão, Revista Época e Carta Capital. Os grifos são desta editoria.

9 Comentários leave one →
  1. O observador permalink
    27/03/2016 1:26

    Com esse texto você se superou Sampaio! Nunca li nada tão intelectualmente pobre e de uma vigarice torpe e raivosa. Deve ser o desespero em saber que o doce está acabando. A esquerda burguesa brasileiro está chegando ao fim…antes tarde do que nunca!

  2. MARIO MACHADO permalink
    27/03/2016 8:16

    Pobreza franciscana de um texto que não faz outra coisa a não ser evidenciar o famoso: “nós contra eles.” Por muito menos guerras foram iniciadas, países arrasados e por fim atrocidades praticadas tudo movido pela famigerada fome idiota de poder. Quem tem o poder não quer perde-lo e quem não tem quer conquistá-lo a qualquer preço e custo, tanto para um como para outro. Não sou este gado, penso, logo acredito eu existir.
    Bela filosofia para um domingo de Páscoa.

    • MARIO MACHADO permalink
      27/03/2016 8:17

      Prefiro ser burro a ter um currículo como do autor e promover o ódio.

  3. Cerilo Cremonese permalink
    27/03/2016 8:22

    Caro editor, menos ódio em suas palavras, hoje é domingo de pascoa.

    Nota da Redação:
    Viva o Grêmio, campeão da Libertadores!

  4. Juan Arzak permalink
    27/03/2016 16:42

    Para os comunistas, religião e o ópio do mundo, como dizia Marx, morto a muito tempo junto com Lenin, Stalin e etc. Nossa sorte que este tipo tipo de gente está acabando, morrendo seco no seu amargor interno e desprezível. Pena, nada mais. Idem em paz, e que o senhor lhe acompanhe, só não vale virar cristão no seu último último minuto. Viu? Kkkkk

  5. Lobo permalink
    27/03/2016 23:12

    É bem por aí. Tocou no ponto sensível e a opção é desqualificar o texto e o autor. A verdade incomoda quando exposta claramente. A velha classe média de guerra e os pobres em geral serão levados em breve para o matadouro que lhes arrancará direitos e conquistas históricas e como um bom rebanho bem conduzido ainda tentarão justificar que o remédio amargo que e receitarão é uma necessidade devido a sempre usada desculpa de herança maldita.

  6. Lobo permalink
    27/03/2016 23:21

    Já se encontra nos portais de notícias e imprensa em geral coisas como: retirada de direitor trabalhistas, alterações no SUS, diminuição de direitos socias, incluindo-se de acesso a educação, além do fim da vinculação constitucional para saúde e educação, privatizações ao gosto do freguês. Isso claro sem citar a agenda oculta como: continuação do financiamento privado (que resultou na Lava Jato), abandono da proposta que tramita no Congresso acabando com a famigerada reeleição e provavelmente a aprovação das tais listas que colocará o poder total de quem será eleito nas mãos das cúpulas partidárias.
    Nenhuma proposta resultará em sacrifício a turma do andar de cima, apenas benefícios. Finalmente, a quase certa operação abafa com apoio da grande imprensa, inclusive da Globo que já trm um de seus membros envolvidos na Lava Jato.

  7. paulo permalink
    29/03/2016 18:53

    Poucas vezes li tamanha bobagem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: