Pular para o conteúdo

Saúde na Bahia é caso de polícia

29/02/2016

policia-politie-890x395

A reportagem do Fantástico desnudou, ontem a tragédia da Saúde Pública no País, com destaque para Salvador, onde as autoridades municipais dispendem menos de 60 centavos de real, diários,  por habitante.

Mas a saúde patrocinada exclusivamente pelo Estado também não tem melhor performance: em Barreiras, o Hospital do Oeste adia cirurgias inadiáveis. Uma senhora, só para citar um exemplo, esperava há quase um mês por uma cirurgia urgente. Pois bem: vendo que a cirurgia não saía, parentes e amigos se movimentaram, e conseguiram uma cirurgia em Salvador, com todo o ônus do deslocamento via ambulância, que avião UTI é só para os poderosos.

Deram com os burros n’água, pois constataram, que em meio a burocracia toda, o médico ainda não havia notificado a necessidade de cirurgia.

Quer dizer: a senhora não existia como paciente, nem para a Prefeitura, nem para o Estado.

O que existe na verdade é que, mesmo frente a verbas polpudas para a Saúde, em todas as instâncias, existe uma bem caracterizada má vontade de grupos de médicos em relação aos pacientes, forçando-os, de maneira pouco discreta, a procurar as benesses da saúde particular.

 

Morrendo de fome ao nascer

Quer ver, caro leitor, uma tragédia ainda mais cabeluda? Já noticiada por parte da imprensa,  um prematuro está morrendo de fome na UTI infantil do Hospital do Oeste, porque necessita de alimentação parenteral que o HO teima em não disponibilizar.

Os responsáveis jogam a culpa no Governo, que não repassaria verbas específicas para a ação médica. No entanto, isso não passa de uma mal rematada mentira, pois o pacote de subsídios que o HO recebe é fechado, inespecífico, servindo para todas as ações médicas, sejam elas quais forem, dentro do contrato de manutenção.

Veja abaixo o termo de declaração assinado pelo pai do recém-nascido, junto ao Ministério Público do Estado, que deve acionar a Justiça com base na “obrigação de fazer”.

termo

One Comment leave one →
  1. Marco permalink
    29/02/2016 21:21

    Porque o declarante não assinou?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: