Pular para o conteúdo

Chuva segue mansa, dentro do previsto pela meteorologia

16/01/2016

chuva-665x407

Entre as 18 horas de ontem e as 18 horas de hoje, sábado, a precipitação pluviométrica, em Luís Eduardo Magalhães, alcançou 25 mm. O que totaliza 80 mm nas últimas 48 horas. Chuva boa, mansa, criadeira, dessas de fazer rio sair da caixa e realimentar os lençóis freáticos, que nos sustentarão durante o período de estio.

Ontem o reservatório de Sobradinho estava apenas com 2,24% de sua capacidade, segundo o Operador Nacional do Sistema elétrico. Mas isso deve mudar já no final de semana, com a contribuição dos afluentes do Rio da Integração Nacional.

Estão previstas chuvas diárias até o final do mês no Oeste da Bahia, com somatórios altos de precipitação.

Estado do Rio de Janeiro

A forte chuva que atinge o Rio de Janeiro desde a tarde de ontem (15) provocou o transbordamento do Rio Quitandinha, em Petrópolis, e do Rio Grande, em Bom Jardim, na região serrana e deixou em estágio de alerta máximo os rios Bengala, em Nova Friburgo e Paquequer, em Teresópolis, também no alto da serra. O alerta máximo é emitido quando continua chovendo na região e o rio atinge 80% do nível de transbordamento. As tempestades já duram 16 horas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ocorreu um deslizamento de terra durante a madrugada de hoje (16), com queda de barreira no bairro Roseiral, em Petrópolis. Quatro adultos e duas crianças foram retirados de casa pelos bombeiros. Ninguém ficou ferido, mas a casa foi interditada pela Defesa Civil municipal. Um dos acessos ao bairro Roseiral está interditado, devido à grande quantidade de lama que desceu da encosta. Não há previsão para liberação do trecho.

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil de Petrópolis registrou de sexta-feira até as 10h deste sábado, 170 ocorrências relacionadas à chuva, sem registros de vítimas ou feridos. O maior índice pluviométrico foi registrado em Pedro do Rio, com 150 milímetros em 24 horas. Até o momento há 11 desalojados. Todos estão na casa de parentes. A Defesa Civil opera em estágio de alerta.

Paraná: mais de 50 municípios atingidos

Boletim divulgado hoje (16) pela Defesa Civil do Paraná mostra que já são 53 os municípios afetados por tempestades desde o dia 9 de janeiro. O município de Rolândia, no norte do estado, com mais de 36 mil pessoas afetadas pelas enxurradas, decretou estado de calamidade pública para ter auxílio imediato do estado e da União para ações de socorro e de recuperação.

Os municípios de Jataizinho, com mais de 6 mil pessoas afetadas, e de Rio Bom, com 1.340, estão em situação de emergência.

Em todo o estado, mais 80.800 pessoas foram afetadas pelas tempestades. Mais de 10.400 casas foram danificadas e 90 foram completamente destruídas. Nenhuma morte foi registrada em decorrência da forte chuva. Cinco pessoas estão feridas e um motorista de uma empresa de ônibus do município de Rolândia foi levado pela enxurrada no dia 11 e está desaparecido.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: