Pular para o conteúdo

A matemática de Leão e a aprovação de Rui Costa

22/10/2015
Fábio Lauck e João Leão no aeroporto de LEM: aprendendo com quem tem muito pra ensinar.

Fábio Lauck e João Leão no aeroporto de LEM: aprendendo com quem tem muito pra ensinar.

A aprovação do governador Rui Costa (PT) cresceu e chega a 59,5% entre os baianos. Segundo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, 33,6% desaprovam a gestão do petista e 6,9% não sabem ou não opinaram.

O vice-governador, João Leão, contava, nesta segunda-feira,  numa rodinha de fumantes, na porta dos fundos do hangar do aeroporto de Luís Eduardo Magalhães, como fazia as contas quando Rui Costa, em pré-campanha, andava com menos de 3% nas pesquisas de opinião e Paulo Souto, acima de 40% já se considerava eleito:

-Nós tínhamos 270 Banda B (coligados em cada município, fora do poder) e bem mais de 320 Banda A (grupos de prefeitos eleitos), em 420 municípios, como poderíamos perder?

Leão contava também:

“Eu liderava grupos com 12,5% do eleitorado; Otto Alencar, igualmente tinha 12,5%, principalmente em municípios da Chapada. E o PT contabilizava 25% do eleitorado.

Como podíamos acreditar nas pesquisas antes da campanha começar?”

A verdade é que a virada de Rui Costa passou para os anais da Bahia como exemplar. Depois dela, nenhum candidato que tenha larga vantagem em pesquisas eleitorais vai dormir tranquilo.

Como sempre repetimos aqui, o capeta sabe mais por velho do que por diabo. A experiência em política é detalhe fundamental.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: