Pular para o conteúdo

Lavoura segura PIB baiano do desastre no segundo trimestre

28/08/2015

PIB baiano segue tendência nacional e recua 0,5% no segundo semestre

No segundo trimestre de 2015 a atividade econômica baiana registrou retração de 0,5% na comparação com o primeiro trimestre de 2015. No entanto, comparando-se com o desempenho da economia brasileira, a retração da Bahia foi mais suave visto que, no mesmo período de análise, o PIB brasileiro recuou 1,9%. Já na comparação com o mesmo trimestre de 2014, o PIB baiano recuou 1,9% enquanto o brasileiro registrou retração de 2,6%. No primeiro semestre de 2015 a economia baiana registra queda de 1,5% em relação ao primeiro semestre de 2014.

Dentre os setores econômicos, o agropecuário foi o único destaque positivo com expansão de 7,6 no trimestre e 7,4% no semestre, com destaque para a expansão 17,3% na produção de grãos – soja (40,5%), café (10,8%), feijão (4,7%) e algodão (2,8%).

O setor industrial registrou retração de 6,4% no trimestre e 3,9% no primeiro semestre. Dentre os segmentos desse setor dois destaques: o primeiro é a Produção, distribuição e comercialização de energia elétrica, gás e água que registrou expansão de 6,9% no trimestre enquanto que em nível de Brasil esse mesmo segmento apontou queda de 4,7%. Já o desempenho da indústria de transformação foi o inverso, registrando queda de 13,5% no trimestre e 8,6% no semestre. No Brasil, essa mesma atividade apontou queda de 8,3% no segundo trimestre.

2 Comentários leave one →
  1. Antonio Almeida junior permalink
    28/08/2015 15:40

    E em agradecimento aos agricultores o governo sancionou o Decreto nº 16.284 de 18 de agosto de 2015, publicado no D.O.E. de 19/08/15, dentre as diversas modificações, estabelece que, a partir de 01/09/15, as saídas internas de fertilizantes na Bahia serão tributadas em 4% de ICMS. VERGONHA

  2. Lobo permalink
    28/08/2015 23:04

    Meu caro Antônio, isso só demonstra que o agronegócio de uma força reduzidíssima no poder político estadual. Isso é muito fácil de perceber. A maioria dos prefeitos, vereadores e políticos da região apoiam candidatos a deputado federal ou estadual de outras regiões. O Secretário de Agricultura é de outra região e quase todos eles ficarem quietinhos para não contrariar Salvador. Deram um cargo de consolaçào para um representante da região (Oziel na Adab) e boa parte da imprensa da região ficou jogando confete para garantir o jaba. Agora tributam os fertilizantes e as reações são próximas a zero tanto por parte da imprensa, quanto por parte das organizações rurais e políticos. POR ISSO SOU CONTRA O ESTADO DO SÃO FRANCISCO. Para essa corja comandar. Ahahaha. Não conseguem dirigir nem municípios com orçamentos milionários, imaginem um estado?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: